Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Filosofia de vida

Ora aqui está uma filósofa apaixonada que escreveu uma declaração de amor de si...para si.


Estava eu, naquele sítio, a me esforçar  para "obrar" (em madeirense obrar é defecar) e leio este pensamento de alguém que "obrou" antes de mim.

Amor-próprio. Amor puro de uma pessoa que se ama si própria.
Certo é que quem não gosta de si dificilmente gostará de outra, e  nem procurará fazer a sua felicidade.
Este é lindo! E para demonstrá-lo não há como escrever na porta da casa de banho pública.

Mas.... este amor, em português escrito e divulgado, reflecte o desprezo para com os outros (pois se só gosta de si...) e a falta de coragem de dizer: "Vão  todos pá faca", na mesma língua.
Eu acabei a "obra" quando acabei de ler todas declarações de amor escritas na referida porta!

20 comentários:

  1. É cada coisa q a gente encontrada riscada por aí...

    ResponderEliminar
  2. Não perco tempo a ler "palermices dessas":)

    ResponderEliminar
  3. Essas declarações feitas nas portas das casas de banho, são das mais poéticas!

    ResponderEliminar
  4. Há dias também li uma assim na porta do W.C., tenho-a no meu blog também, acho interessante a palermice de algumas pessoas...

    Quando entro num sítio desses por mais limpo que pareça só quero sair dali e ao que parece há pessoas que até "curtem a boa onda"!!
    Santa paciência!
    É muito bom termos amor próprio mas a mim isso parece-me uma pessoa muito convencida.

    Bjnh

    ResponderEliminar
  5. Só por aí é que se encontra literatura da boa.

    ResponderEliminar
  6. Boa noite.
    Passei por aqui para retribuir a visita, e aproveito para lhe desejar uma semana excelente. :)
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  7. Lool anda sempre prevenida, de objectiva em punho xD
    Até no wc eheheheh
    Fora de brincadeira a seguir haviam de limpar, tal como as paredes!...
    bjocas

    ResponderEliminar
  8. Agora fora de brincadeiras, esse "filósofo de retrete" até tem muita razão :) Há que gostar de nós, antes de mais. Oh Oh.
    Mandar à faca é que não havia necessidade.
    Kisses

    ResponderEliminar
  9. hihi!! As casas de banho públicas são verdadeiros murais de inspiração!:) bj querida!

    ResponderEliminar
  10. Ainda bem que há algo para ler nas casas de banho públicas...

    É que eu para "arraiar o calhau" (desculpem a grosseria, mas é uma frase tipo de quem escreve nas casas de banho publicas)tenho que ler sempre qualquer coisinha, o que seria de mim, se quando me dá para obrar em WC público, não tivesse algo para ler... ainda ficaria entalado, o que era muito incómodo...

    Agora com "lecença" que vou ali à privada...

    ResponderEliminar
  11. Olá, estive aqui lendo seu poste, gostei e continuarei a vir a seu canto. Vá ao meu "Queriaserselvagem", na página do dia 12 de Fevereiro, leia "A minha luta" e por favor dexe seu comentário. Mas se poder, me siga e deixe seus comentários nos artigos de meus 2 blog's. Me siga que eu seguirei você. Vá para:

    www.congulolundo.blogspot.com
    www.queriaserselvagem.blogspot.com

    Tem muita coisa enriquecedora, sou um activista virtual, que luto em defesa do mais desfavorecido.

    Felicidades e um grande abraço.

    ResponderEliminar
  12. Olha, ficava gira esta "linda" frase num Manjerico!. Tipo quadra, digo eu.... a propósito dos Santos Populares!.

    Cumprimentos,

    ResponderEliminar
  13. Sim senhor, isto hoje, por aqui, está muito erudito e perfumado. Deixa-me dar à sola...

    ResponderEliminar
  14. É Medicina AVOGUI.

    É de facto uma frase e tanto. Espero que a descoberta desse amor próprio não tenha sido uma descoberta do momento no local em questão.

    :P
    A Madeira está cada vez mais bonita. Sai daqui estava tudo castanho, mas verdadeiramente castanho uma vez que foi no dia seguinte ao Sabado horrendo de 20 de Fevereiro. E chego aqui está tudo lindo, verde, florido. Até sabe melhor do que saberia normalmente! :P

    ResponderEliminar
  15. E aquele que estava sentado a fazer cacó, e lê a seguinte mensagem:-Sabes quem está agora com tua mulher? Ai não? Então segue a seta e vê no fundo da porta...
    Lá estava escrito:- Atenção estas a defecar para o tampo da sanita.

    ResponderEliminar
  16. Eu gostei do amor-próprio da rapariga, mas também concordo quando a AVOGI indica que existe um certo desprezo por parte dela em relação aos que rodeia... beijooo

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...