Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Porque me ri...

...Aqui deixo a causa da risada.
Roubado, surripiado gentilmente e cuidadosamente do Facebook da Tukakubana. Uma "cubana" que reside no Porto Moniz- Madeira.

11 comentários:

  1. Um cartoon expressivo dos nossos preconceitos a mentes armadilhadas.
    Gostei e ri!
    beijinho

    ResponderEliminar
  2. muito bom
    Tenho um post novo no meu Blog sobre mais uma aventura charmosa
    Vem ler e delicia-te...beijocas deliciosas

    ResponderEliminar
  3. Ai Altinha que essa foi ótima :)!
    Ri demais!

    ResponderEliminar
  4. LOL

    Comigo aconteceu algo quase idêntico e que já contei lá na cubata: faço sinal de luzes e grito a um gajo que ia em excesso de velocidade: cuidado há BURROOOOO, resposta dele com sinal bem à portuguesa sua puta. Dei a volta e estava estampado contra um burro que se encontrava na via perto de uma rotunda. Fiquei com mais pena do animal do que da besta humana!!!!

    ResponderEliminar
  5. Ai FATYLY
    ri-me de imaginar o burro aliás os dois burros
    kis :=)

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...