Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

sábado, 30 de março de 2013

Eu prometo chuva e dou vento

Sou assim como o tempo. Por isso, fiem-se em mim nas mesmas proporções que se fiam no tempo.

Isto para dizer que tinha prometido a mim mesma (que não faço promessas públicas) não comprar ovos de chocolate, uma vez que esses estapores são caros com´ um raio e a vida não pára só porque não se comprou um ovo de chocolate, havendo outras coisas bem doces e mais boas para  se comer. Mas...

...Há os netos. Principalmente uma Pulga, a maiveilha que não pára de perguntar se no sábado (hoje, vamos jantar a casa dela), não lhe vou oferecer um ovo assim deste tamanho e faz a menção de um ovo descomunal desde o chão até à altura dela.
Ora, uma avó não é de ferro nem tem uma pedra em vez de coração e o sangue liquidifica-se ao ouvir isto; atão, munida de papel e lápis faz um estudo apressado de mercado a ver onde há mais barato e começa a escolher de entre todos, o ovo mais maneirinho (pois o simbolismo conta mais do que tudo, não é?) para comprar vezes três, pois é o número de netos.
Começa a escolha e ...

São todos caros, caramba !Não há um mais barato que possa fazer a vez, uma vez que tem o papel do ano passado e a caixa do ovo e era só comprar um berloque e meter lá dentro e assim ficava feita a surpresa.
Mas começa o avô. "E não sai mais caro comprar um berloque para servir de surpresa?"
 Feitas as contas...
O dinheiro do ovo (que é caro), mais o berloque, mais o gasóleo para ir até ao marroquino, mais o meu trabalho, mais as reclamações do mê senhor....
Prontes, convenceu-me, ilhá comprei um já com surpresa.
Mas que eles os empresários não dão água a pintos lá isso é verdade. E esta vida tá pela hora da morte.

sexta-feira, 29 de março de 2013

Hoje não se pode comer carne?

 E se baptizamos a carne com o nome de peixe já pode ser? E depois da meia noite já se pode?
Humm, é melhor manter a tradição.
Atão, sai  uma dose de camarão com um molho pra lá de óptimo, batatas fritas com bastantes oregãos e alho, assim como eu gosto, bolo do caco com manteiga d´alho pastada para poder ensopar no molho, uma bruta duma sangria de vinho branco.
E como não paguei a bula é melhor não arriscar que ainda posso ser castigada. 

Pronto, tá na hora dos ovos

De esconder  pelo meu humilde casebre para que descubram e lhes faça bom proveito.

Tá na hora de desejar Páscoa Feliz e boa Semana Santa.
Que os ovos da Páscoa adocem as amarguras desta vida, que o chocolate derreta corações, que o coelho...

Refiro-me ao Coelhinho da Páscoa, alto lá,  seja  bondoso nesta quadra, que o cabrito esteja de molho para tirar o bedum característico em suma, a ser preparado para o repasto do Domingo...
Enfim. Feliz Páscoa cheia de amizade.
E por ser fim de semana não se esqueçam de ser merecidamente felizes e morbidamente alegres. 
E se já descobriram o seu ovo levem, mas um só, somente para adoçar a boca. Não é para servir de refeição, sim? Olhem os dentes! Olhem os dentes!

Adoro noites assim

Cheia de risos, gargalhadas, "dentinhos" e estes eram de inhame, chicharros, croquetes de bacalhau, já que não se pode comer carne, dizem (ai não! Pusessem eles um bom bife na pedra e iam ver!), acompanhado com uma boa mão de cartas e pessoas como nós: com filhos, netos, problemas, contas para pagar, tudo a dar, nada a receber.
E joga-se até ao cantar do galo na casa da vizinha e joga-se até o dia clarear.
E passa-se a noite a falar de quê?
Ora façam lá o favor de adivinhar.

É só um esclarecimento

A publicação de baixo: "Acordei com uns pensamentos" não foi encomendada, isto é, não se refere a ninguém em particular, mas sim, em geral pelo que observo, pelo que leio, pelo que me contam.
Filhos que esquecem os pais, filhos que fogem dos pais, filhos que emigram  e não contactam com os pais, filhos que mesmo vivendo na casa ao lado tentam passar despercebidos, filhos que só pensam em estar onde os pais não estão. Filhos que....
E a lista seria longa pelo que me é dado observar, ler, ouvir...
E não digam, por favor , que cada um tem aquilo que merece porque estes pais não merecem.

quinta-feira, 28 de março de 2013

Acordei com uns pensamentos...

E aqui vai um deles.
Porque é que os filhos crescem e esquecem-se de cumprimentar os pais? Será um forma de crescer? Será que o crescimento está associado à falta de manifestação de carinho?

Se encontramos os nosso pais a meio de uma multidão que mal faz dar um beijo e um abraço na presença  de estranhos? Será que custa dizer: "olá mãe, olá pai, e toma lá este beijo de bom dia."
Pai e mãe merecem sempre, repito sempre, um carinho dos filhos mesmo que tenham a cara cheia de bexigas e verrugas na ponta do nariz.
Pai e mãe deram o melhor para que eles tenham o melhor, será que se esqueceram de dar o carinho, os afectos? Será que em crianças não andavam à roda dos pais a apertar os joelhos? Crescem e esquecem que um dia foram dependentes dos pais para tudo. E como podem eles, filhos, dizerem aos seus filhos para cumprimentar os avós se eles próprios não o fazem?
Nem que esteja todo o mundo reunido não há nada mais reconfortante do que ver um filho ao longe a chegar, levantar  a mão para sinalizar a sua presença, atravessar a multidão, espalhar as pessoas, abrir caminho para dar um beijo à mão ou ao pai. Custa?
Ai quem me dera ter aqui a minha mãe, e em falta dela, a tia-velha!

quarta-feira, 27 de março de 2013

Uns dias sem cá vir e é o caos

Um fim de semana sem deitar o olho às bilhardices cá do burgo e deparo-me com tantas novidades, mas a mais suma supra é esta: Ryan Gosling vai dar um breique na carreira. Diz que é temporário e, espero que sim.

Deve tar cansado. Cansado? Ó rapaz, e se trabalhasses nas obras não era mais cansativo? E menos remunerativo também.
"O ator canadiano confessa que ser protagonista significa «muita pressão» e que esta não é a sua «maneira preferida para trabalhar»". Será deitado, a sua maneira preferida de trabalhar?

Tu pensa bem, e já agora, antes de ires quero que saibas que gosto muito de ti, do teu ar de rapaz maroto de meio sorriso e de olhos brilhantes, não sei , mas é cá uma paixoneta de adolescente.
E esta foto está ...como direi...ora, digam lá vocês porque estou vazia de palavras. Que sensualidade, Mê Dês!

A guerra das marcas

Neste momentos de crise os empresários agarram-se, como lapas, às pessoas para não perderem clientes.
Falo de cartões .
  
"Sobre o slogan «Mais rápido a poupar, mais simples de usar», o montante acumulado ficará disponível de imediato, podendo ser descontado em qualquer posto BP aderente e em qualquer combustível da gama BP. Tem o cartão "Poupa mais" em cada 30 euros de comprar tem um desconto de dois euros em combustível só usado passadas as 24 horas, isto no Pingo Doce com uma alteração: não fica disponível logo, pelo menos disse a funcionaria ao introduzir o cartão ao clientes.

O Continente não ia ficar a ver navio e então... "A partir de hoje, em compras nas lojas Continente de valor igual ou superior a 30€, os clientes recebem um cupão de desconto que oferece 10 cêntimos de desconto por litro em Cartão Continente, num dos cerca de 700 postos Galp aderentes. Ao abastecerem, basta apresentarem o cupão juntamente com o Cartão Continente no momento do pagamento.
Por cada litro abastecido o cliente acumulará 10 cêntimos no saldo do seu Cartão Continente. O saldo acumulado poderá ser utilizado a partir do dia seguinte, em compras em todas as lojas Continente, Well’s, Book It, Bom Bocado e Modalfa."

 E se um dá 2 euros de combustível pelo mesmo montante (30 euros em compras) o outro dá 10 cêntimos por cada litro injectado no carrito. Ora digam lá se não é boa a concorrência? É só uma questão de escolha: dois euros ou 10 cêntimos.
Dilemas, onde comprar.

terça-feira, 26 de março de 2013

Ele foi com ele

E ontem assisti à saída dele com o mê senhor. Foram de braço dado. Agora estou sem ele e tenho tantas saudades. Alguém tem por aí metido numa gaveta ou mesmo no sótão um computador para me emprestar?
É que ele - o computado foi com ele - o mê senhor para a reparação e um deles ainda não chegou.
Será que vou ficar a semana da Páscoa a chuchar no dedo, sem ele?
Mas porque "avareia" tudo nesta casa?

sexta-feira, 22 de março de 2013

Ameaçada de boicote?

"A mini-série televisiva «The Bible» («A Bíblia»), com Diogo Morgado no papel de Jesus Cristo, está a ser ameaçada de boicote após o público ter considerado que a personagem de Satã é incrivelmente parecida com o presidente dos EUA, Barack Obama."

"O caso ganhou maior atenção após o ex-apresentador da Fox e feroz crítico do presidente norte-americano, Glenn Beck, ter escrito no Twitter «O Satã parece EXACTAMENTE igual a Obama? Sim!».

Podem ler tudo no Diário Digital.
Pronto, já não se pode ter um sósia nesta vida. E querem a minha modesta opinião? Não os acho parecidos, e vocês, acham?

quinta-feira, 21 de março de 2013

É ingrato morrer aos 45 anos

É injusto fosse a pessoa o pior dos mortais nada justifica a morte aos 45 anos. Maldito cancro.
Isto a propósito do meu sobrinho por afinidade, marido da minha sobrinha que tem passaporte para o Além. Neste momento, já não se espera melhoras pois todos os seus órgãos deixaram de funcionar. Perdeu as forças, perdeu a luta e espera pela chamada à presença do Senhor.
Meu Deus, dá-lhe uma boa passagem, e lembra-te da  pessoa que ele foi, pois de entre todos os seus defeitos havia uma vida, porque, como diria Clarisse Lispector: "Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro".

Neste momento encontra-se num Hospício - casa onde são ministrados cuidados paliativos para uma morte digna, lugar onde as pessoas que morrem e pessoas próximas a eles têm acesso a cuidados e apoio adequados.

quarta-feira, 20 de março de 2013

Catarina Furtado, outra vez?

Volto à carga e recargo o que disse no poste dali de baixo acrescentando que podia dizer umas tantas coisas mais mas não quero gastar a ponta dos dedos a escreve impropérios, mas que apetece ai sim, isto porque toca a chamar de invejosos os que comentaram a dita publicação.
Não gosto dela e não é por inveja, a propósito: inveja de quê?

"Catarina Furtado também é vítima da crise a avaliar pelo corte salarial de 20%. Soube a TV Guia que a apresentadora renovou o contrato com a RTP por mais um ano ficando agora a ganhar por mês 24 mil euros em vez dos 30 mil que ainda recebe até final de Junho quando o presente contrato termina.

Com 24 mil euros por mês eu até rebolava num programa, mas por favor gente, não chamem de  invejosos só por não se gostar de uma pessoa, sim? Mas será que não se pode escrever nada sem ter umas almas inconformadas por aqui? Irra, espirra!

E depois há aqueles dias em que...

...Estás em casa sem nada para fazer e telefonam a perguntar...
- Estão em casa? - referindo-se  a mim e ao mê senhor. Ao ser afirmativa a resposta... - Atão a gente passa aí para falar de..férias.
Férias? Eu até cresci! Se há alguém que dá o coiro por umas sou eu. E verdade seja dita: já matei por menos.

E pronto, passou-se um bocado da noite agradável a combinar férias em família. Londres, Paris,  Barcelona, Estrasburgo, Porto. Somos assim, fáceis de contentar, e a escolha recai sobre cidades cosmopolitas. E porque não todas juntas, hã?
A ver se se concretiza a viagem planeada, e como já lhe chamo: "A viagem Gregoriana".

Dia do Pai...das Pulgas

Dia do Pai e este foi o postal feito pela Pulga - a maiveilha na escola. O pai e os irmãos.
Dai do Pai das Pulgas, dia do pai da mãe das Pulgas que é o mê senhor.
O meu pai, bem, é um caso perdido, enfim, nem vale a pena falar dele porque nunca tive pai.

terça-feira, 19 de março de 2013

Conhecer eu até conheço

"É possível descobrir mais sobre uma pessoa numa hora de brincadeira do que num ano de conversa." Lá dizia Platão

Atão eu conheço bem as Pulgas, pois isto é hora a a seguir hora de brincadeira e as conversas são poucas. É que a boca está sempre ocupada com cereais.
Eu explico: na hora de brincar, depois do jantar, a Pulguinha nem começa a digerir e pede os cereais; é que, se há pessoal que vê cinema com um caneco de pipocas elas acompanham a sessão de televisão com cereais.
Ora o que é que eu descobri nessa hora enquanto Platão descobria a frase? Descobri que elas - as Pulgas têm de estar sempre a roer.

Jesus! É o Diogo Morgado!

«Este Jesus, Diogo Morgado, é, talvez, demasiado bonito mas a sua interpretação é absolutamente sincera», escreveu o crítico de televisão James Bawden. O Salon refere que «Jesus é aqui retratado pelo incrivelmente charmoso actor português Diogo Morgado», enquanto o Los Angeles Times considera que  «Jesus é exibido como um alto e belo europeu [...] interpretado por Diogo Morgado, com um sorriso que quase define a palavra ‘beatífico’»

Oitavo pecado capital: não furtarás. Mas eu furtei do Diario Digital. E digo, não retiro uma palavra do que está dito.

E só olhar é um pecado, não é? E como podemos não pecar por pensamentos, palavras, actos e omissões? Vou daqui rezar o acto de contrição...e Jesus, afinal, não nasceu na Nazaré, mas sim em Lisboa.

segunda-feira, 18 de março de 2013

Não consigo gostar da Catarina Furtado

Daquele bambalear, daquela pose de boa, daqueles gracejos, daquele ronronar com o micro que parece que o quer comer. Não sei como consegue aguentar aquela postura de mão na ilharga aumentando a anca em sinal de: "querem ver como eu, mulher de quarenta, aguento assim umas duas horas ou mais?"
E "querem ver como ainda consigo vestir o vestido da minha filha de três anos?"
"Sou mais bonita que tu, tu e tu, não tenho gordura a tapar os ossos e com esta idade e ainda estou aqui a fazer programas"
Bahhhh, convencida. Não há pachorra para os seus risinhos!...
E não me digam que sou invejosa (bem, só se for da quantidade de euros que recebe no final do mês). Parva.

Começo a ficar farta

Ando aqui numa de: vai-à-rua-entra-pa-dentro-olha-o-norte-olha-o-sul, numa de vigiar o tempo. É que ontem deixei a roupa no estendal da rua a secar enquanto fui jantar a casa dos Pulguedo´s. Já estava enxombrada (como dizia a tia-velha), quer dizer: meia seca, e assim que cheguei vou vigiar e, estava novamente molhada (irra espirra) . Tirei da rua, coloquei no estendal interior e pela manhã olhei o céu, não vá o Pedrocas mandar baldes d´água e eu estar desprevenida, mas começo a fartar de andar a vigiá-lo. Ainda há pouco, cabeça espetada pó ar, nuvens carregadas lá pó norte, o sol brilha cá em baixo.
Será que...? Ou será que não... ?
É melhor não me fiar no tempo. Vou mazé voltar a por a roupa cá dentro.
Ai vida esta de mulher a dias! E Moi-Même (a rais-parta da empregada) que não aparece há tanto tempo! Também começo a ficar farta dela!

Se descubro o estafermo que fez isto torço-lhe o pescoço

Vai uma rapariga de cesta metida no braço qual Capuchinho Vermelho pela estrada fora, olha para a melhor e mais bonita couve do poio: fechada, em forma de coração de boi, apanha-a e assim que a vira descobre que alguém chegou antes dela - da rapariga de cesto no braço.
Mas que lagarto estuporado! Comeu toda a parte que estava junto à terra. Ai se eu te pego, ai ai se eu te pego, deito-te as mãos ao pescoço e nunca mais na vida comes as minhas couves. É que foi um verdadeiro repasto. Comeu comeu até ao centro.
Há quanto já anda a comer a couve? Seria só um ou uma família de famintos?

domingo, 17 de março de 2013

Modernices

Ai como foi bom a invenção do telemóvel! A sério, se assim não fosse não poderia estar no andar de  baixo e o doentito do mê senhor no andar de cima.
Eu explico: desço com o meu telemóvel ele fica na cama com o dele assim que precisar de serviços de enfermagem ao domicílio basta ligar.
Sim, claro, ele não está doente das mãos...

sábado, 16 de março de 2013

É uma questão de curiosidade

Dizem que quem fala verdade não merece castigo.E eu vou falar verdade por isso não me castiguem, mas primeiro quero saber se sou única ou se tenho mais na equipa das-mulheres-que-fazem-almoços-e- jantares-e-por-isso-passam-o-dia-na-cozinha.
Digam-me com toda a sinceridade, sou só eu ou vocês, mulheres cá do burgo, ou homens (uma vez que há homens na cozinha. O mê senhor é tão antigo!) que estão constantemente a lavar as mãos e...constantemente a limpar as mãos nas nádegas não se contentando em limpá-las só na toalha? 
Não me digam que o defeito é só meu! Se for admito o castigo. É que mesmo que eu as limpe na toalha - e é um lava escorre e limpa - dou por mim a passá-las no rabo. Não é bem no rabo é mais nas ilhargas. E depois as calças ficam como as dos mecânicos, só que em vez de nódoas pretas é mais nódoas brancas.

sexta-feira, 15 de março de 2013

Como é possível entender?

Como posso eu, e falo por mim, entender que recebendo duodécimos em cada pensão de aposentação ainda recebo menos do que recebia sem duodécimos?
Mas que ladrões do catano! Vão roubar pó quinto dos infernos!
Vou carpir as minhas mágoas no ombro daqueles que se sentem ...(bem, eu ia dizer um palavrão, mas não, peço desculpa pela omissão, digo então)...incomodados, não sem antes desejar um excelente Fim de Semana.
Bom fim de semana, pois então!

Ronaldo precisou de açúcar para terminar o jogo


"Cristiano Ronaldo foi o herói do Real Madrid no triunfo frente ao Celta (2-1), no domingo, ao apontar um bis, num jogo marcado por um incidente insólito com o português. O jornal espanhol “Marca” revela esta terça-feira que CR7 jogou os 90 minutos com gripe e já na parte final de encontro esteve perto de entrar em hipoglicemia.

Ronaldo marcou os golos merengues aos 61 e 72 minutos e já depois disso, a pouco minutos do final, chegou ao “limite”. Muito debilitado, Ronaldo teve de se deslocar ao banco para ingerir açúcar. Segundo a “Marca”, foi isso que permitiu que o goleador blanco terminasse o encontro.

O internacional português tinha passado a semana de cama, mas recusou-se a ficar de fora do encontro, mesmo estando com gripe e muita tosse. Terá jogado a pouco mais de 50 por cento da sua condição física, mas nada o impediu de decidir mais uma partida."

Copiado do Jornal Record

Só digo: Chiça! Mas que empenho! Ó rapaz, os cavalos também se abatem, atenta no que diz a avoGi!

Não há o direito

Mas se eu nunca  entrei descalça em casa nem a mancar de um pé. Daí que umas meninas andaram a mexer cá na... "Imelda Marcos Sapataria"

Andei de cócoras, de joelhos, "escanchada", de cabeça abaixo, de cabeça acima, no chão, a lastro, debaixo da cama, em cima... e...não o encontro.
Não há o direito! Só há o esquerdo, pelso vistos.
Por isso....

Pulgas? Venham cá com a avó! Tenho uma coisa para vocês! Venham ver!
Um chocolate? Não! Uma menina! (Mas de 5 olhos)
(Venham que vão ver o que as espera: uma palmada no rabo com a palmatória para não darem cabo dos meus sapatos!)

quinta-feira, 14 de março de 2013

Ai quem me dera que ninguém lesse este poste!

Se eu tivesse a coragem e a ousadia de poder dizer uns palavrões... (daqueles a começar no A e acabando no Z, só parando para respirar...)
Palavrões que só se diz em surdina...que saem pela boca fora quando batemos com a cabeça na esquina de uma porta aberta...ou quando o dedo fica entalado na gaveta.
Que desconhecemos até ao momento em que saem juntamente com as lágrimas...

Se eu fosse incógnita ou mesmo anónima...
Se não tivesse filhos e netos...
Se não me conhecessem...
Se eu pudesse ter o condão de esconder as palavras ...
Se soubesse que ninguém lia este poste ou como na missão impossível ele se desintegraria dentro de 5 segundos...
Se ainda assim eu tivesse perdido o juízo, deixavam que eu mandasse o tempo para o rai quiú parta? Ou para um sítio mais profundo que o mar! 
E para todos os outros sítios que estou a pensar sem ter a distinta ousadia de escrever, deixavam?

Então se o tempo continuar assim, no próximo - digo/escrevo - os palavrões todos que conheço e aqueles que vou ainda conhecer por que vocês também dizem palavrões. Ou não?

Tenho para dar e oferecer

Uma bronquite aguda. Bom estado de conservação, com tosse, expectoração, febre, dores no corpo e uma falta d´ar do diabo.
Ponham-se em fila indiana que vou já fazer a distribuição. Quem quer dado para a esquerda quem quer oferecido para a direita.

quarta-feira, 13 de março de 2013

O que acham deste Sumo?

Refiro-me ao Papa Chico.
Vá lá só agora soube que já se fez fumaça, e que grande churrasco por lá houve, pela quantidade de fumo!
Será que este Sumo é bom ou está fora do prazo de validade?
É o primeiro sul-americano, agora é que vai haver ritmos latinos lá no Vaticano, todos os papas a tangar, refiro-me ao tango, alto lá!

Mas cá para mim podiam era eleger este bonitão (o que está ali à esquerda a olhar para nós, para nós não, para mim), de olhos azuis...(sim sei que não é cardeal, mas bem podiam dar um jeitinho e tem 56 anos)
Sabem a quem me refiro, não?
A este pedaço de mau caminho que foi capa de revista. Por este até ia ao Vaticano mais vezes.
Refiro-me ao: "O arcebispo Georg Ganswein, secretário particular do papa Bento 16, que foi apelidado de "Gorgeous George" ("George Bonitão") pelos meios de comunicação italianos, virou estrela da capa da Vanity Fair. A capa da edição italiana da revista mostra o arcebispo de 56 anos sorrindo, seus olhos azuis brilhando, acima de uma manchete que diz "Padre Georg - Não é pecado ser bonito".

Bem, mas refazendo, Jorge Mário bem que podia ser o nome do mê Gu-Gu se os pais quiserem nomes de familiares...

Acham que é preciso mais?

Lá se foi o tempo em que as adolescentes - românticas como eu - só queriam "o teu amor e uma cabana" mas hoje em dia, são exigentes como daqui ao infinito e o romantismo ...foice no vento e nos sonhos. Eu, estúpida como era, também tive a minha dose de romance e julgava que bastava abrir a boca e tudo ia ter. Era só sonhar! E só desejava ser escandalosamente feliz!

Depois, com o andar dos tempos apercebi-me que os sonhos comandam a vida só nas cantigas e a pedra filosofal por mais cantada não nos dá nada e de filosofia ninguém vive (a não ser os professores que leccionam esta disciplina). Falta o essencial o motor que nos permite ter a concretização dos sonhos: o dinheiro.
Por isso, uma cabana sim, mas como segunda casa desde que a primeira seja no centro do universo.

Fotografia: Mais antigo que eu - e sou uma rapariga pós seus 57 anos - bordado pelas mãos da minha mãe que também era sonhadora.

terça-feira, 12 de março de 2013

Pior que a menina portuguesa


Mais do que ter seis tatuagens do Bieber pelo corpo é não ter possibilidades monetárias para fazer uma  com material especifico e cravar na pele (sabe-se lá como, mas sabe-se porquê...), auto-mutilando-se com as iniciais (do Bieber) em frente à imagem dele. Isto sim, arrepia-me só de imaginar.
Que loucura! Que flagelo!
Mas enfim, quem sou eu para me pronunciar sobe este assunto. Cada um é dono e responsável pelo seu corpo e faça dele o que bem entender, mas arrepia-me, a sério.

Ainda bem que eu bebo Mokambo

Atão não é que li que o café mais caro do mundo é feito com fezes de elefante?

E logo eu que sou dependente de café, só que contento-me com o mais barato qu´isto de beber muitas chávenas durante o dia mexe com o orçamento familiar.
Se não acreditam vejam tudo entrando aqui


"O processo é surpreendente: o elefante come, digere e elimina alguns grãos, que são colhidos de suas fezes, moídos e levados à xícara. Isso porque, segundo pesquisas, as enzimas do animal quebram a proteína do café e deixa a bebida menos amarga. O café é vendido no Thailand's Anantara Resorts, mas actualmente há apenas 50 kg do produto disponíveis para compra. A bebida final tem aroma floral e sabor com notas de chocolate ao leite, nozes e frutas vermelhas." de acordo com o Daily Mail.
A fixar: Black Ivory (é o nome do café)

segunda-feira, 11 de março de 2013

Menino de oito anos casa-se com mulher de sessenta

No fim de semana passado na África do Sul um menino de oito anos casou-se com uma mulher de 61 porque "o fantasma do seu antepassado  pediu. Se não tivessem realizado o casamento algo de ruim aconteceria na família", disse a mãe de Sanele, Patience Masilela, de 46 anos.
O nubente ainda comentou "estou feliz por me casar com Helen. Quando estiver mais velho vou-me casar com uma mulher da minha idade"

Há cada uma por lá! Chapadão na tromba da velha, carrolaço no velho.
Fotos e a reportagem completa

Isto só vai com benzedura

Já não vai com água, guano, música para que não se sintam sós, isto já só vai com uma cruz metida na terra para prevenir o mau-olhado. Ou então, uma cura de cascas de alho e alecrim seco e num caco pegar lume a ver se tira o camadão que me deram nelas.
Esta linda, e repito, linda mistura de phalaenopsis que aqui vêem no retrato, e que toda a gente me gabava,  foice. Kaput. Morreram. Estava assim, tão viçosa, e agora... nem tenho vontade de  mostrar como está, mas imaginam que é só terra, não?
A bem dizer desapareceram, nem as raízes ficaram. Poça, foi olhado do mais forte que nem com uma reza e benzedura passa. Só mesmo com exorcismo.
Vá de resto, Santanás!

No meu tempo nao havia fluflável

Por isso, aproveitei quando as Pulgas me convidaram para entrar na borga, mas, a bem dizer, não consegui saltar, mas sim rebolar e cair. Ainda a minha filha dizia: "faz força nas pernas". Que pernas? É que eu não as sentia! É o faz força! É bom de dizer mas difícil de fazer.
Ora, diz quem viu que foi de risos, e eu acredito, pois a Pulga - a maiveilha fartou-se de rir. Acabou, quando num trambolhão dei uma cabeçada na Pulguinha - a aniversariante que desistiu da galhofa. Eu cá nem senti...
Portanto, isto para dizer que, estive mais no chão a servir de saco de boxe do que de pé a saltitar. Pois assim que me levantava, elas abanavam e eu...bumba, caía.

Fotografia: A triste figura de uma rapariga de 57 anos a fazer-se passar por adolescente.

domingo, 10 de março de 2013

Estamos separados porque ele dorme com ela

Porque não há mulher que aguente um homem doente. Ainda a doença vem nas desertas e já o homem se coloca a jeito para a receber. Se é uma constipação que está a vir no voo da noite, logo pela manhã já coloca o cachecol, as meias de lã, as pantufas, o gorro da mais pura lã virgem, e ajeita-se na cama à espera.... E ela não vem ou vem lentamente.
 E depois é a tosse que teima em querer deitar um pulmão pela boca fora! Calha bem que eu estou ao lado e agarro-o antes que o cachorro o trinque, e os gemidos, isso sim, os gemidos que parece que a casa vem abaixo, Mê Dês!
Atão, assim que a ela, a doença chega já está preparado. E espera...e espera...
Não há quem durma na cama ao lado dum doente. Homem, claro!

Não há remédio, o melhor é deixá-lo dormir com ela. Eu durmo na cama grande e posso esticar as pernas à vontade e não ver os pulmões a sairem pela garganta. Por isso, estamos separados enquanto ele dormir com a ela - a doença, eu durmo sozinha.
E digam-me, mulheres do meu burgo, os vossos maridos, companheiros, namorados, consortes, também são assim?

E já são cinco

São cinco as velas que a Pulguinha - a neta do meio - vai soprar hoje, na festa, com os amiguinhos.
E porque esta gasguita tem um riso contagiante, e porque o sorriso dela é sincero, genial e a gargalhada leva-nos a rir...
Parabéns "minha Baixinha".

sábado, 9 de março de 2013

Bolsa aplaude regresso ao Mercado dos Lavradores


E  hoje regressei ao mercado. Ao Mercado dos Lavradores cá do Funchal onde esta manhã estive e não comprei nada. A bolsa foi fechada e veio fechada. E aplaude. Olha eu armada em camone. Só fotografei e mainada!

Fruta - Diospiro (dia 09)


Dióspiro! 
Só a pronúncia do nome deixa-me água na boca! Adoro como se adora um deus. Aliás, esta fruta é conhecida pelos antigos gregos como "a fruta dos deuses". Então sou uma deusa! 

Doce, tão doce como o mel, quando está maduro. Deliciosamente doce (desculpem a redundância).
Primeiro apalpa-se, se reagir ao toque está bom para consumo, coloca-se na boca, espreme-se, uma fenda abre-se de imediato, chupa-se, não é preciso mais nada, só...saborear. Desfaz-se na boca e o sumo escorre.

Fotografia: Ainda na árvore mas já uma tentação.

sexta-feira, 8 de março de 2013

Tanta coisa junta

Nem sei para que lado me vire.
Dia da Mulher, sexta-feira, fim de semana, sol, calor...
A todas nós, mulheres, sem excepção, um ano feliz, sim, que pedir um dia é pouco. Um ano também melhor: uma vida feliz.
E homens, tenham lá atenção é que somos muitas, dizem que há sete mulheres para um homem, se por um lado é bom, assim podem ter uma cada dia, por outro, se elas se juntam para a porrada é...a modos que sete em um. Por isso, cuidadinho com elas, sim?
Feliz dia, Mulher!

Isto é Arte (dia 08)

E não poderia falar de arte sem apresentar as obras da Pulga - a maiveilha - quando tinha cinco e seis anos (agora tem sete), relacionados com a família ou com personagens dos desenhos animados.
Para mim, cada desenho é uma autêntica obra de arte. Porque arte significa técnica e/ou habilidade e  está ligada a manifestações de ordem estética realizada através da comunicação, da percepção, das emoções e das ideias, dando um significado único a cada obra.

quinta-feira, 7 de março de 2013

O corno é sempre o último a saber, dizem eles.

- Levanta-te, ele já vem. - Foi assim que o mê senhor me acordou hoje pela manhã, comunicando-me que "o outro" já vinha a caminho. Mas como descobriu ele que, logo que sai, tenho um que aquece o  lugar dele? Como descobriu que sai pela esquerda e "o outro" entra pela direita? Terei sido descuidada?
Levanto-me. Passo pelo espelho e arranjo os cabelos, os brancos, que teimam em espetar durante a noite. Belisco as bochechas para dar tonalidade e passo um batom suave, não quero que "o outro" me ache uma boneca de loiça!

Desço apressada, espero na porta e, assim que me vê, soltam-se os braços e deita a cabeça no meu ombro. Subimos as escadas assim. Enlaçados.
Já no quarto pergunto o que quer fazer? Sim, pode ele querer algo que eu ainda não saiba. Abana a cabeça de um lado para o outro, em sinal de: "tanto me faz" e ajeita-se no sítio ponde costuma se deitar.
Abafa-se; eu coloco-me ao seu lado e deito a cabeça no seu ombro. Afasta-me. "Quero ver televisão" diz ele. Não preferes dormir? pergunto-lhe.
- Não - diz com tanta certeza que até me arrepiei. - Quero ver televisão.
- Está bem - digo com tristeza, pois a minha ideia era dormirmos juntos. - E que canal queres ver?
- O Panda. - responde. E coloca a almofada bem debaixo da cabeça sinal de que ia ser longa a sessão.
E eu fico enternecida a olhar para o mê Gu-Gu!

Páginas Soltas é aqui (dia 07)

Aqui, onde escrevo as páginas soltas do meu dia a dia com as Pulgas onde a palavra não é usada para enfeite, mas sim para comunicar. Onde desabafo, onde sou eu, sem subterfúgios, nem máscaras, de cara lavada, sem esconder aquilo que sou, sem brincar de ser o que não sou.

quarta-feira, 6 de março de 2013

Estou grávida

Nem sei bem como dizer, mas não sei como aconteceu. Eu tomo as minhas precauções, eu tomo juízo, eu tomo cuidado e mesmo assim...
Pressinto, sim, é ainda um pressentimento, mas só falta um bocadinho assim para poder afirmar...
Nunca pensei que, agora, depois de filhos e netos isto me acontecesse!
E sabem porque desconfio?
É que, eu não gosto de laranjas: nem doces nem amargas, nem daquelas que é preciso fechar o olho  fazer uma carranca, nem que o sumo escorra pelo braço abaixo e tenha e passar a língua para o lamber; não gosto de laranjas e o que me faz pensar que estou de bebé, é que já comi duas.
Duas, senhor?! Eu que não meto uma pelo queixo abaixo, eu que detesto vê-las quanto mais comê-las. Eu que só compro laranjas porque gosto de tê-las, assim de um momento para o outro vou à fruteira e zumba, foram-se duas.
Só posso estar grávida.

Isto é amizade (dia 06)

Pode até parecer que estamos a discutir e vai daí solta o punho, mas não. Estamos a dançar. Eu e uma amiga.
Quando os amigos se juntam para um churrasco num dia de natal, isto é amizade.

Fotografia: 15 de Janeiro de 2011- Dia de Santo Amaro - Dia de varrer os armários, em que se encerra as festividades do Natal.

terça-feira, 5 de março de 2013

Afinal para que serve?



Pergunta: Para que serve a pala do boné?
Resposta: Para não apanhar sol no carrolo (pescoço).

Se souberem outra função soltem cá para fora.

O meu lugar preferido (dia 05)

 Fila 12 A,C ou D, F
 Qualquer um...desde que seja...janela ou coxia.

Fotografia: Neste dia (29-08-2010), lá dento, ia o mê bisalho a caminho do Porto.

segunda-feira, 4 de março de 2013

Não se pode viver só de sonhos

Nem só de sonhos nem só de malassadas. É verdade.
Agora que o Carnaval já passou é hora de começar a comer uma coisa mais salgada antes que enjoe de tanto mel. É que, aqui no meu rural, os sonhos e as malassadas são esfregadas no mel antes de se  meter à boca. Cada dentada cada esfregadela na tigela.

Viver de sonhos? Mas quem consegue? Não, obrigada. Eu sou mais rapariga de batatas fritas com sal e vinagre. Ai, já agora que falei nisto, mas que saudades de comer uma boa porção de fiche ande chipes (inglês), embrulhados em papel com lotes de quetechape...
Ai saudades!
Tenho de ir a Londres, tenho de ir a Londres, tenho de ir a Londres...Pois, lá estou eu a sonhar!

Fotografia: O maior centro comercial da Europa, aquando da sua abertura, em Shepherds Bush. Férias, Março de 2011.

Quando o sol se põe (dia 04)

É hora de regressar ao aconchego do lar. Assim, como as gaivotas.
E eu torno-me nostálgica!

Fotografia: Por do sol no Cabedelo, foz do rio Douro, Porto.

domingo, 3 de março de 2013

Esta noite até foi uma boa noite

As Pulgas, as duas maiveilhas, ficaram na "azavó" (casa da avó como diz o Gu-Gu), o busico não ficou porque está "emantado". Tadite! Atão dormiram na cama grande que é duas em uma. Eu explico: são duas camas de hotel (single) que uni para caber, à vontade, três pessoas.

Ora, a Pulguinha que é desinquieta mesmo a dormir, ofereceu-se para o ocupar porque costuma dormir no berço ao lado da cama grande, mas como havia o espaço do Gu-Gu... Atão dormimos tipo galheteiro: eu a meio uma de cada lado.Toda a noite senti a união da cama na minha já velha espinha, mas, prontes... Foi a modos que uma noite bem passada.

De vez em quando tinha um joelho enfiado na vértebra sete. Afastava-o, e logo um pé metia-se na zona do cu...lombo (sabem onde é?). Tirava-o, virava-me para a Baixinha, logo a Pulga, a maiveilha, estrangulava-me com o braço. Afastava-o, virava-me para ela, logo a outra aproveitava para em dar com os dois pés bem no centro. Atravessada na cama! Mas esta não consegue dormir direita?

Ai, gemia eu e ninguém me acudia!
Pus-me de barriga para o ar. Elas mexem-se; uma dá-me com o cotovelo no olho direito. Era a Pulga. Afasto o braço, a outra aproveita para colocar-se em cima de mim, pernas na barriga.
Bolas! Não se dorme descansado nesta cama?
Sentei-me, deu-me uma fraima e ...
Agarro pelos pés a Pulguinha e arrasto-a até à beira da cama; pego na Pulga e empurro-a para dentro até à parede. Ah, assim sim. Espaço. Tenho espaço!
Não tardou muito dei por falta delas. Estico o braço, falta-me a Busica! Ai, caiu pela cama abaixo? Não pode! Eu coloquei umas almofadas, juste ine queise...Está aqui, encontrei-a.

E a outra? Ah, pois, está quase a subir pela parede acima. Coitadas! Bem, o melhor é mesmo chegá-las para junto de mim e deixar andar. E passámos a noite nisto: tira um braço do peito, afasta o pé da perna, tira a mão da cara, arranco o cotovelo do pescoço, liberto o cu..lombo dos pontapés. Empurra para lá, chega para cá..Só sei que fui acordada pelas duas...em cima de mim.

Amigos de quatro patas (dia 03)

Um memorial aos amigos de quatro patas que por aqui (no meu rural) já passaram.
E muitos mais passaram!...
E, bai de uei (inglês) já disse que adoro gatos ou dá para perceber?

sábado, 2 de março de 2013

As 10 cidades mais bonitas do mundo

1 - Veneza
 (Os meus pezinhos e os da Pulga, a maiveilha, já pisaram A Praça de São Marcos)



2 - Paris
(Há muito muito tempo era eu uma criança e visitei o Palácio de Versailhes)

3 - Praga
(A visitar quando for possível, mas não sei não ...)

4 - Lisboa
(Uma cidade que, desculpem, não aprecio, mas tenho respeito, é a capital)

5 - Rio de Janeiro
(A visitar lá pó ano 2234, por causa do tempo de viagem, chiça , morro antes de lá chegar! )

6 - Amesterdão
(A visitar lá pó ano...)

7 - Florença
(Linda que só ela, mas com chuva de rabo)

8 - Roma
(Já lá fui assim umas três vezes e ainda hei-de ir lá mais. E ir a Roma e não ir ao Vaticano ver o papa é... )
9 - Budapeste
(A visitar assim que haja dinheiro suficiente para andar a viajar)

10 - Bruges
(Não me seduz, mas se calhar...)

Resumo: Visitei 5 faltam-me 5. Nada mau

Eilhas(como se diz por cá) no sítio original.

Nem parece que ontem passou um dilúvio

O dia de hoje está assim como se quer: solarengo, quente, apetecível e brilhante. Nem parece que ontem choveu aqui, no meu rural, que mais parecia que o céu vinha abaixo.
E hoje devido ao bom tempo já tenho o estendal cheio de roupa, uma máquina a trabalhar, os quintais varridos, pois tinham tanta terra... (mas do céu cai terra? Agora fiquei pasma!), a bicharada alimentada, roupa fresca e cheirosa...
Que mais quero eu? Ah, respondo já de seguida: descanso!

O que estou a vestir (dia 02)

Seria desapropriado colocar o que estou a vestir no preciso momento em que publico, pois não era de todo conveniente verem a forma como me apresento em frente ao computador quando estou relaxada.
Por isso, vai a forma como me vesti ontem (pois fez um frio do diabo).

E, um desejo, tão profundo como o oceano que banha a minha ilha: como gostaria de me vestir se pudesse. Que, se pudesse estaria no hemisfério sul, ali, prós lados do Brasil, a torrar no Calçadão ou nas praias da Copacabana. E em última hipótese a bordo de um cruzeiro.
Mas porque raio não tenho de Maidas tatche (inglês)?

sexta-feira, 1 de março de 2013

Auto-retrato (dia 1)

(Não tirei a mim mesma, mas é como se fosse.)

E porque eu sou desafiadora...

...E porque eu não sou de muitos desafios; só de alguns...E porque participei num de Verão, por isso vem agora um de Inverno...E porque adoro fotografias, e fotografar tornou-se um estímulo e um desafio...
Depois disto, vou participar no desafio da Rosa Chiclet porque é simples: fotografia (captada por nós, obviamente) alusiva a um tema; assim como eu gosto.

E assim, de repente...

...Já é Março.
"Em Março, tanto durmo como faço."
Ai como gosto deste adágio! Pois logo eu que aprecio dormir... Mas faço, "uora" se faço! Mas também durmo! É assim a modos que metade de cada.

"Quando vem Março ventoso, Abril sai chuvoso". E não é que está previsto chuva e vento para este fim de semana?
E por falar nisso. Bom fim de semana, pois então!

Fotografia: Praia Formosa e Doca do Cavacas. Funchal. (captada com o telemóvel, em Janeiro)