Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

domingo, 1 de março de 2015

E pela primeira vez

Ontem, o me Gu-Gu queria tirar a rodinha que tinha na bicicleta, lá andou atrás do avô que ele lhe fez a vontade. Sozinho intentava andar, perna aqui, pé acolá, meia volta, um trambolhão, outra meia um raspão na parede mas, aos poucos, foi aprendendo sozinho.
Hoje a história era essa mesmo: a de um menino que com perseverança começou a andar sem ajuda de ninguém.
Contava eu às Pulgas, já na cama que quando queremos conseguimos com esforço e vontade. "Pela primeira vez " o menino conseguiu e que "pela primeira vez" andou...
E fui logo interrompida pela Baixinha, a de seis anos, que rematou e "pela primeira vez" o menino rebentou com a bicicleta.
Não há volta a dar, esta Pulga vai-me comer as papas na cabeça.

9 comentários:

  1. Com perseverança conseguimos conquistar aquilo a que nos propomos :)
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. Cheira-me que essa baixinha é muito parecida com uma avó que anda por aqui na blogosfera e que eu lamento não conhecer.
    Quem sai aos seus, meio caminho andado ...
    Beijoca e bom domingo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo, acertaste, eu muitas vezes digo isso. Àcerca do segu do ponto, olha-vê,como se diz porc á, se vives cá na região, basta um estalar de dedos e marcamos mesa pó café.
      Kis :>}

      Eliminar
    2. Anónimo, acertaste, eu muitas vezes digo isso. Àcerca do segu do ponto, olha-vê,como se diz porc á, se vives cá na região, basta um estalar de dedos e marcamos mesa pó café.
      Kis :>}

      Eliminar
  3. Essas feridas e amachucadelas dos tombos, fazem um bem precioso às crianças ! rsrs ... Verdadeiras "medalhas" que os tornam "rijos" para a vida !
    Avó, tem que fazer de conta que não sabe dos tombos ! rsrsrs ... nada de miminhos a mais, Gi ! ahahah

    ResponderEliminar
  4. Essa tua neta é um must e "filha do meio" é mesmo assim:):):):) e eu que o diga olarilólé:)

    Beijos para todos

    ResponderEliminar
  5. eheh tão reguila a miúda, essa vai dar-vos trabalho :))

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...