Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

terça-feira, 26 de maio de 2015

Olha lá ó catraia!...Cresce e aparece!...

Tenho uma chávena oferecida pelo Bisalho (o mesmo que filho) no Dia da Mãe, já vão alguns anos, que diz: "mamã adoro-te".
Baixinha, a neta do meio e por isso mais atrevida, e que tem sempre algo a dizer sobre qualquer assunto diz-me, olhando para a chávena depois de ter lido a inscrição.
Não achas que ele é um pouco crescido para te chamar "mamã"? Isto acompanhado pelo sorriso de esgar.

3 comentários:

  1. Ahahahaha ... também já me disseram o mesmo. Trato a minha mãe por Mamãe e a filha de uma amiga disse-me precisamente o mesmo. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Devem associar a palavra "mamã" aos bebés, só pode!
      O que se ouve
      Kis:=>}

      Eliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...