Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

terça-feira, 23 de junho de 2015

Hoje é noite de São João e dia de ver a sombra

Manda a tradição que nesta noite se veja a sombra, depois da meia-noite. Com uma certeza porém, se não a vir comece já a encomendar o caixão...
É simples: coloque água, que nesta noite é benta, numa banheira, debruce-se e faça ciganices, piruetas, tropelias, modilhos para ter a certeza que é sua a sombra reflectida na água.
Se a vir tirará um peso de cima dos ombros e pode brincar com a sorte pois viverá até ao próximo São João!

Fotografia: Alfândega da Fé, alto da serra de Bornes, hotel e spa.

6 comentários:

  1. Se calhar prefiro não arriscar :p

    r: Adoro atum! Nunca provei batata doce.
    Por cá comem-se as sardinhas, mas como não gosto viro-me para o entrecosto e o caldo verde

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. Prima, depois da meia noite já não há sombra que me acorde :)

    Boa noite e diverte-te! :)

    ResponderEliminar
  3. que giro, desconhecia essa tradição, tenho de ir tratar disso :)

    ResponderEliminar
  4. Conheço várias simpatias para a noite de São João mas esta da sombra vim aprender no seu blog
    E acho super bacana esses credos e superstições
    Beijos e um feliz São João

    ResponderEliminar
  5. Não sabia...mas nesta noite apenas vi o sonho!!! Bj

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...