Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

sábado, 8 de agosto de 2015

Quem conhece?

Se há por aqui alguém que conheça, levante o dedo ou dê um passo em frente. Que eu veja, sim?

11 comentários:

  1. Deve ser coisa nova paraeu não levantar o dedo !

    Um beijo para ti, nadade enganos !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. João, qua do foi a ultima vez que vieste cá? Ê porque esta obra tem anos.
      Kis :=>)

      Eliminar
    2. A última vez só estive no Funchal, como escala a caminho do Brasil...

      Eliminar
  2. E ainda dizem que o Paraíso é no Céu!
    Que foto e que lugar fantástico!
    Pena não estar sol neste dia...

    Beijinhos em tons de azul
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deusa, eram praí sete e picos, osol tinha acabado de ir embora e o mar estava agreste
      Kis :=>)

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Andreia querida,'anda cá que eu faço-te uma visita guiada.
      Kis :=>)

      Eliminar
  4. Porto da Cruz!
    E hoje, mesmo sem sol dei um "margulhe aí, estava o mar a entrar para dentre dela..."

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Poça mas kem se alevantou cede era bem merecide
      Kis:=>)

      Eliminar
  5. Cheguei tarde! Estive aí de férias! É a minha terra! Sabe, se olhar no seu lado esquerdo, na montanha ( não consegue-se ver na foto) é a minha casa. Estava de férias e não vi este post... Beijinhos (já a trabalhar)

    Sandra / Funchal / Porto da Cruz

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...