Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Por falar em piolhos...

Diz que vão à escola todos os dias. E só por isso crescem fortes e saudáveis além de inteligentes. Quiçá mais inteligentes que algumas cabeças...
"Aquintrodia" apanhei uns mafiosos... Há "canos" não via estes "estapores" a passear numa cabeça! Há canos não me coçava só de pensar neles...
Diz que houve epidemia...

3 comentários:

  1. E eu tive duas vezes na infância, ambos apanhados nas escolas e de ambas as vezes tiveram de me cortar o meu lindo cabelo comprido (loiro e encaracolado na altura). Não recomendo :D
    Beijinhos, se quiseres vem visitar-me em
    Gulosoqb.blogspot.pt
    Facebook.com/gulosoqb

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...