Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".
Mostrar mensagens com a etiqueta Lugares onde já beijei o chão. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Lugares onde já beijei o chão. Mostrar todas as mensagens

sábado, 22 de agosto de 2015

Eu penso na vida...

...e nas belas férias que acabam. Não dizem que "o que é bom acaba depressa"?
Foi isso mesmo. Mas fica a certeza que neste momento já penso noutras, porque está sou eu e não tenho tempo para mudar. Nem quero.

terça-feira, 23 de junho de 2015

Hoje é noite de São João e dia de ver a sombra

Manda a tradição que nesta noite se veja a sombra, depois da meia-noite. Com uma certeza porém, se não a vir comece já a encomendar o caixão...
É simples: coloque água, que nesta noite é benta, numa banheira, debruce-se e faça ciganices, piruetas, tropelias, modilhos para ter a certeza que é sua a sombra reflectida na água.
Se a vir tirará um peso de cima dos ombros e pode brincar com a sorte pois viverá até ao próximo São João!

Fotografia: Alfândega da Fé, alto da serra de Bornes, hotel e spa.

terça-feira, 9 de junho de 2015

Eu sei o quanto se preocupam comigo...

...e com as minhas maleitas.
Ainda ontem fui à farmácia ali pós lados de Barcelos porque o meu olho, aquele mundo lindo cor de violeta que eu uso para ver, teimava em inchar, eu já só via Bar...em vez de Barcelos...
Atão tirei a senha lá na farmácia e, parece-me que toda a gente tinha adoecido, tal era a quantidade...e assim que me aproximei do balcão disse logo, antes que ele me atacasse...
"Boa tarde, estou cá de férias e tenho o olho neste estado". O rapazinho até se arregalou todo!
"Tem aí uma infecção" (como se na madeira não houvesse infecções! Como se eu não soubesse!), e calou-se.
Dahhhhh, hello...quero algo para esfregar e andar...não tenho tempo para nhe-nhe-nhes.
E prontes, um antiinflamatório com antibiótico e hoje já leio as palavras: Riba de Ave, Vila Nova de Famalicão, Vila das Aves e Guimarães., além deste belo prato de Bacalhau com Broa.

segunda-feira, 1 de junho de 2015

São estas as sandálias

Afinal, mudei de ideias e em vez das sabrinas, levei estas a passear pela cidade. Adoraram.
E têm uma história. Foram compradas em Corfu e éramos duas a olhar para este objecto de desejo. Eu e a madame projexto-nora. Ganhei eu.

domingo, 31 de maio de 2015

De tudo um pouco

Um belo fim de semana onde a chuva, o nevoeiro, o vento, demasiado até, e o frio foram o denominador comum. As Pulgas levavam na ideia brincar na relva à bola e fazer pic-nic, com toalha no chão e tudo, guarda-sol, mas não. Desde cedo os planos foram gorados. Com este tempo nada se podia fazer ao ar livre. Valeu que levaram brinquedos...
Caramba, senhor São Pedro, sair da cidade com sol, calções, chinelas, protector solar e chegar ao campo e levar com chuva na cara e frio no corpo, não é nada agradável!
Mas foi bom, muito bom.
À chegada ainda houve um pouco de sol, quiçá, para que se alguém perguntasse não dizermos que não. Mas foi de pouca dura.

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Adoro aquele pedaço de terra...

...e adoro aquele pedaço de homem que pisa aquele pedaço de terra.
E mais dia menos dias eis que vou pisar o chão de Braga. E apertar aqueles ossos num abraço do tamanho do oceano que nos separa. E que nos une.

Fotografia: A Brasileira, Braga

domingo, 24 de maio de 2015

Só tu e eu

Não me refiro à canção do Diogo Piçarra, a qual gosto muito, mas sim a mim e esta vaca, que as Pulgas diziam ser um cavalo, um touro, um boi...(por estas e por outras acredito como só se vê aquilo que se julga)...neste pasto imenso.
Se gosto? Posso dizer que adoro!
Bom Domingo a quem por aqui passar.

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Gosto muito...

...das tardes no parque, deitada, enquanto as Pulgas brincam. E de cuidar das mochilas, lancheiras e até óculos do meu " caixinha d' óculos". Sim, que alguém tem de " deitar o olho"...

sábado, 15 de novembro de 2014

Londres, o quanto eu fui feliz!

 Há quem tenha dado um saltinho por esta altura até lá, e, se há cidades dignas de se visitar no Outono é esta mesmo: Londres.
Londres tem folhas no chão espalhadas pelo vento, Londres tem o frio característico, Londres tem as batatas quentes e milho doce em barracas espalhadas pelas ruas, Londres tem cheiros típicos do aglomerado de povos, Londres é o lugar onde o delicioso cheiro a especiarias se confunde com o nevoeiro. Mas Londres também tem o sol de Outono, sem calor mas brilhante.
E o Portobello! Ai o Mercado de Portobello, o quanto eu fui feliz deambulando pelas ruas de nariz aberto a inspirar aquela miscelânea de odores!
Londres é, por assim dizer, a cidade que não escolhi para viver!

Fotografia: Portobello Road Market, 5 Março 2011

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

É tão bom ter quem cozinhe por nós

Desde há muitos anos que sou a cozinheira de serviço permanente, uma coisa de trinta e tal anos, (desde que me casei, prontos, que antes eu era a menina que não fazia nada) e, todos os dias tento fazer diferente, mas o que é certo é que se assemelha sempre igual; por mais voltas que dê ao miolo acabo por cozinhar sempre da mesma forma. É um ritual que se repete dia após dia.

De vez em quando tenho quem faça as honras ao meu paladar e me delicie com outros cozinhados. Isto acontece quando visito a minha filha, que tem um cozinheiro esmerado há mais de dez anos, e quando visito o meu filho que tem uma cozinheira há pouco tempo mas que é uma óptima fada do lar.
E eu, que sou apreciadora de um bom prato, tento não abusar quando ele e ela me preenteiam com gastronomia da sua terra: Minho e Beira Interior.

Fotografia: Ponte de São Sebastião, Ribeira de rio Caria (afluente do Zêzere)

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Acácias (ou Mimosas) no Douro

Rio Douro encondido por detrás de uma Acácia (como se diz por cá), ou Mimosa (como se diz por lá), mas sempre belo.

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Acer na beira do caminho

Claro, podia colocar aqui nesta rubrica uma das milhares de fotografias do meu (pequeno) espólio familiar, mas não há volta a dar. Sou uma rapariga que não pode ver um acer na rua que logo tem de tê-lo, nem que seja em imagem. Este aqui num lugar que está no meu coração.


quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Catedral de Santiago de Compostela

 A catedral situa-se na cidade com o mesmo nome, capital da Galiza. Acolhe o túmulo de Santiago, padroeiro de Espanha. Local de peregrinação através do Caminho de Santiago.

domingo, 19 de janeiro de 2014

Marina do Funchal

E sabe bem passear com as três Pulgas na Marina do Funchal. num dia de Inverno. Sem chuva, frio a apreciar o belo do clima que, direi, somos privilegiados e abençoados.

sábado, 18 de janeiro de 2014

Sé Catedral

A Sé Catedral do Funchal, dia 22 de Dezembro, perto das seis horas de uma bela tarde.

Fotografia captada com o telemóvel.