Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".
Mostrar mensagens com a etiqueta bilhardices que eu oiço. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta bilhardices que eu oiço. Mostrar todas as mensagens

sábado, 2 de janeiro de 2016

Meu rico filho!

Certamente deve ter dito esta expressão a minha amiga Dolores Aveiro à sua moda madeirense quando recebeu no dia 31 de Dezembro, dia em que fez 61 anos, um Porsche Boxster oferecido pelo seu filho, com um valor calculado em cem mil euros.
Caramba, eu não sou invejosa, mas desde já digo que também no final deste ano vou fazer 61 anos e seria uma bela prenda para receber da mão do mê Bisalho. Como disse não sou invejosa, e não preciso de um Porsche de cem mil euros, mas um Mercedes caía bem na mão. Aliás, eu não o deixaria cair...

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Para que fique registado

De 1030 seguidores que tinha restam 961. O resto esfumou-se nas brumas da memória. Mas que raio de coisa aconteceu? Segundo o que ouvi dizer há mais blogues com esta cena de seguidores a desaparecer como Dom Sebastião no nevoeiro.
Alguém sabe, na realidade, o que se passa? Só numa de me "alucidarem"...

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Diz a viúva

"Eu queria tanto estar lá para me fazer explodir!"
Quem proferiu esta célebre frase foi a viúva do terrorista morto no Bataclan. E eu pergunto: ela não sabia ao que ele ia? Atão porque não foi ao seu lado com um cinto de explosivos? Olha sempre estariam ligados na vida e na morte e que Deus me perdoe por esta barbaridade que vou dizer, mas era uma terrorista a menos.
Deve ser uma sensação fixe para eles, os que espalham terror, esta de se fazer explodir! Pum, já fostes! Menos um!

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

E por esta e por outras que há amigos fantásticos

Alguém lembra-se de mandar uma mensagem a modos para criar mal-estar e pretendia que a mensagem fosse anónima, se é para fazer intrigas...mas algo acontece e pimbas, o número do qual mandou, apareceu escarrapachadinho na mensagem. Oh, diacho! Algo correu mesmo mal, caramba! Quiçá pensava que com uma tal aplicação a coisa até ia cair que nem tordos. Gente que se pavoneia como pavão de rabo de leque e depois cai que nem patinho acabado de nascer.
Não têm amigos destes, pois não?

sábado, 12 de dezembro de 2015

Não entendo certas atitudes

Não sei como há pessoas que não compram prendas para oferecer à família nesta época em que se celebra a Santíssima Trindade.
Nem para o pai, nem filhos nem para a pessoa com quem partilha os bons e maus momentos de um casamento.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Implicâncias II

Havia uma mulher tão opressora, tão controladora e tão mandona para com o marido que, quando com a sua voz de trovão, dizia "cala-te" ele obedecia enrolando o rabinho entre as pernas tipo cachorrinho sem latir, e ele para se libertar um pouco aproveitava as saídas de casa, sozinho, entenda-se - coisa que podia levar uma tarde toda fora só para ir ao multibanco fazer um levantamento (pois, muita gente na mesma caixa à mesma hora), para dar asas à sua liberdade.
Por cá, no meu rural, temos uma expressão que traduz um homem assim. É o chamado: corno-manso.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Até à exaustão!

E quando te avisam até à exaustão para teres cuidado com determinada pessoa - que é intriguista, para que não te faça a ti o que já fez com outras pessoas, e tu desdramatizas, dizendo que "não é bem assim, que pode ter sido conversas trocadas e mal explicadas e, vens a comprovar que essa pessoa É INTRIGUISTA, é uma pessoa vil, sem principios, sem berço, sem carácter que deseja o mal dos outros, que provoca conflitos, que aplaude de pé uma boa briga...
E tu que achavas que era somente brincadeira e não maldade.
Asna que sou! Ai comadre como tinhas razão! Tu percebeste antes de mim.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Há cada um! Louco, só pode!

Um homem veio do Canadá para a Madeira no mês passado. Vive no Caniçal, ponta leste da ilha.
Na sexta feira passada disse à mulher que ia ao centro - a Machico - comprar material para o barco, para poder voltar a pescar. Segunda feira ainda não tinha regressado a casa, foi dado como desaparecido e encetaram buscas para encontrá-lo.
Ontem um amigo residente no Canadá telefona à mulher a dizer que o marido tinha ido tomar um copo com ele. Ela ficou admirada, pois que só tinha ido do Caniçal a Machico comprar peças para o barco.
Ele, finalmente telefona a uma irmã a dizer que estava no Canadá.
Resumindo: ele sai de casa e em vez de comprar peças para o barco, compra mazé uma passagem para Lisboa e, em chegando à capital compra passagem para o Canadá sem dar cavaco a ninguém. E toda a gente: polícia, bombeiros, PJ a procurar o gajo. E ele no bem-bom sem se preocupar...
Gente louca!

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Mais de uma hora

Uma amiga que não falava há muito tempo liga-me, diz ela e passo a citar" tenho saudades de dar uma boa gargalhada, vou telefonar à Gi".
E assim foi. Uma hora a falar dos outros que de nós os outros que falem, bem ou mal mas, por favor, falem. E bilhardou-se de todos e de tudo, desde aqui a Bagdad. É bom falar de nós, mas dos outros ainda melhor. Eu não sou d' intrigas, mas há muita gente mal-parida.

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Não entendo

A p' ssoa diz que tem medo de viajar de avião, a p' ssoa treme só de falar em viajar, a p' ssoa arrepia-se e mostra a pele de galinha nos braços e depois vai de férias para República Dominicana? E diz que já foi ao México, Cuba...
Expliquem onde é que está o "tal pavor"!?

Mais um

Já perdi a conta de quantos turistas perdem a vida quando passeiam pelas levadas.
Um alemão de 62 anos esvarou e pela ribança abaixo foi um regalo. A minha dúvida é se foi que escorregou ou se teve a ajuda da sua querida esposa, naquela de "querido- vê-que-linda-paisagem-ali-aproxima-te-um-pouco-mais-que-daí-não-vês" e tumgas, por lá abaixo. Tem sido voz corrente que aproveitam a caminhada pela levada para....enfim....preciso de dizer tudo, preciso?

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Quem está no convento é que sabe o que se passa lá dentro

Sabem da notícia de escravidão e maus tratos a freiras, sabem não sabem? Sim, cá em Portugal, neste país de brandos costumes.
Atão não é que numa casa (nem era convento) viviam freiras e um padre que escravizavam as noviças. Ora toma para aprenderes a amar a Cristo através de fustigadas no corpo, assim, a modos como na altura da Inquisição.
Mas o que faz nascer brotoeja é  que falam das outras religiões com desprezo. Pois, os outros, os outros é que são os maus, porque matam em nome do seu Deus, que por acaso não é o nosso, mas maltratar em nome do nosso Deus, isso sim, é uma atitude comum, normal no Cristianismo. Quem andou num colégio de freiras sabe do que fala...

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Está interligado

Diz que nós, portugueses, somos os terceiros do mundo no que toca ao consumo de antidepressivos.
Na mimha óptica acho que está interligado às muitas horas de trabalho e ao facto de se ganhar pouco conforme estudo levado a cabo.
Se a pessoa ganha pouco e trabalha muito desmotiva e quando acontece a desmotivação resolve-se com um comprimido que nos faça esquecer os problemas, o cansaço e a falta de dinheiro. Quem não deprime quando se aproxima a época natalícia e o dinheiro não se multiplica e as horas de trabalho aumentam!

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Esta sim uma grande novidade

Que os madeirenses são os mais satisfeitos com a sua vida já se sabe agora que os portugueses são, de entre todos os europeus, os que ganham menos e trabalham mais esta sim, ninguém sabia.
E era preciso fazer-se um estudo, era?

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Pois eu acho muito bem, Ronaldo

Ronaldo revelou que nunca dirá publicamente a identidade da mãe biológica do seu filho.
Mas que prazer têm as pessoas de querer saber pormenores da vida alheia? Quem é, onde vive, que faz na vida...bem, aqui escusado saber pois que deve ter recebido lotes de euros, dólares ou reais, para manter a boca calada e, por isso, não faz nada na vida. Ou será que foi in vitro?
Mal-empregado, não sabem! Bem-feito. Nem eu, caramba. Mas dava um bolo do caco com manteiga d' alho para saber quem é a mãe do busico. E vocês não? Ai Ronaldo, que agonia!

domingo, 1 de novembro de 2015

Quando os pais não aceitam a homossexualidade dos filhos

Presentemente, assiste-se ao aceitar os filhos como eles são, refiro-me às relações entre pessoas do mesmo sexo. Mas, ainda há os que são relutantes, fazendo com que os filhos se afastem da família para viverem a sua relação longe de quem os devia aceitar e  que reage de forma contrária. E estes filhos tornam-se duros, secos, com uma carapaça que os protege.
E os pais tornam-se amargos. E para não cairem na falácia da sociedade, arranjam desculpas espatafúrdias para justificar o afastamemto dos filhos. E tornam-se emperdenidos na relação com eles, deixando até de lhes falar, chegando ao ponto de mudar de sentido quando se cruzam com eles na rua.
Para desviar atenções atacam as relações entre pessoas do mesmo sexo, relatando momentos presenciados com uma total repugnância digna de quem acha serem seres abjectos, quiçá, para desviar atenções ou, até, saber a opinião dos interlocutores. E apontam o dedo quando vêem momentos de carinho entre homossexuais, "olha, dois de mãos dada, que pouca vergonha!", "olha aquelas duas", sem pensar que, nesse momento, na sua família poderá haver duas mulheres ou dois homens se beijando.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Detesto ouvir certas frases

"Aquintrodia" como se diz no meu rural, alguém perguntava a outro alguém onde ia deixar o cachorro enquanto ia de viagem. Resposta pronta da personagem: "ele vai ficar com os avós".
Minha gente, podem crer que me cresceu cabelos no céu da boca e as amígdalas desceram à zona dos joelhos. Se os pais dela são os avós do cachorro, sendo ela a mãe do dito, estou em crer que posso tratá-la por cadela uma vez que o grade a trata por mamã.
Que se estime os animais sou de acordo, mas tratá-los como gente, alto lá c' o charuto!

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Desejosa de chegar a Janeiro

Segundo o que ouvi dizer, de fonte segura, se os partidos não chegarem a acordo sobre o OE, o mesmo que Orçamento de Estado, vai voltar a ser como antes. E venha o subsídio de Natal por inteiro, e venham salários e pensões roubados aos portugueses e, segundo ouvi dizer, de fonte segura, a era "Passos Portas e Múmia" está pelas pelinhas.
Bem, enquanto a vara vai e vem sempre alivia as costas, dizem por aí.
E cantemos o troliró...

Troliró venha o roubado à minha pensão só, troliró venha o subsídio numa vez só, troliró vai cair o governo duma banda só. Troliró esta malta não se entende uma vez só, troliró as medidas implementadas pela Coligação vão cair só. Troliró sem maioria absoluta a coisa não vai só. Vou voltar a respirar de alívio de uma vez só....
E outros trolirós...

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Vou sentar-me para ver...

...porque, certamente, de pé vai cansar-me as canelas, pois que vai demorar muito esta "obrigação" que decretou o senhor poresidente "Múmia da Silva".
Entendam-se, pede ele aos partidos, com o mesmo timbre de voz, como se dissessse: "ohhh, pra mim todo lindo a mandar!".
Sento-me ou mantenho-me de pé? Oh pra mim já a prever a queda.....

terça-feira, 29 de setembro de 2015