Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

domingo, 14 de maio de 2017

No rescaldo

Nada a acrescentar ao que já foi dito sobre Fátima, Futebol e Festival.
Nada a dizer sobre o enorme orgulho - e saibam que não uso muito esta palavra - em ouvir pela primeira vez 12 pontos para Portugal. E mais 12,12,12,12,12... Portugal, Portugal Portugal . Nunca se ouviu tantas vezes esta palavra.

Em 61 anos de vida nunca tinha chorado a ver a pontuação no festival da Eurovisão e nunca torci os dedos a fazer figas para que Portugal se mantivesse no cabeçalho, quiçá pela falta de confiança, quiçá por não acreditar...

É uma alegria, depois de ver o vermelho a encher o Marquês só mesmo a vitória do Festival. De Fátima digo que foi preciso o Papa vir a Portugal para uma série de acontecimentos bons, por acaso, acontecer
Dizer que estou feliz é um lugar-comum...
Digo antes que não conseguirei viver mais sessenta anos para ver Portugal vencer a Eurovisão....

Para o ano será um acontecimento único por ser a primeira vez. Espero estar aqui, na Terra, para presenciar e apoiar o meu país.

sábado, 13 de maio de 2017

Hoje é dia F...

Fátima, Futebol, Festival...

Dia Fantástico. Dia Fabuloso...
Começou com Francisco em Fátima a rezar por nós...
Depois um Futebolístico dia...
Dia Fértil em opções que poderá ser Falado a nível mundial. Claro que é Facultativo, mas esperemos pelo Final do dia para sabermos se o Frágil Sobral no concede um Final Feliz.
Um Fim de Semana Frutífero e Formidável para todos nós. Um abraço Fraterno daqui deste lado do mar.

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Tenho cá uma sorte!

No supermercado cá do burgo pergunto à linda menina de cabelos aos caracóis e de óculos de tartaruga em cima do nariz que peixe era aquele que eu estava a apontar, pois que alabote - era esse o seu nome - não o conhecia.
Queria eu saber a nível de sabor, textura, mas a linda menina de caracóis e óculos de tartaruga em cima do nariz pega na embalagem vira e revira e vira depois de revirar, e diz-me do alto da sua sabedoria uma coisa que eu não sabia:
"Olhe, é peixe". E sorri. Sorri com aqueles dentes lindos em fila e puxa para cima do nariz os oculinhos de tartaruga que teimavam em descer. Eu olhei para ela com o meu sorriso 25 - o enigmático, tão enigmático que deixou de sorri ao mesmo tempo que passava a mão no cabelo​. Este meu sorriso é realmente difícil de decifrar.
Eu  mantive-me a olhar fixamente para a menina linda de caracóis e óculos de tartaruga em cima do nariz e com um sorriso lindo que me fascinava. Fascinava-me ainda mais a sua desentura e abanar de ombros ao olhar para mim com tão sábia resposta.
Sai de lá muito esclarecida e com uma certeza: Alabote é peixe. Disso não há dúvidas o resto: textura, sabor vou saber quando o comer. Mas é peixe.....disse a menina linda de caracóis, óculos de tartaruga e de sorriso parvo.

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Preciso de ajuda. Já não sei o que fazer!

Que chaga! Tenho a cabeça a latejar. Desde domingo que ando a cantar o fado da Ana Moura: "O dia de folga". Isso porquê perguntam vocês? Ora, porque no cortejo da Flor uma trupe levou esta música e durante as duas horas de cortejo era o que mais se ouvia cantar.
Eu, cuja cabeça mais parece um moinho de água, tenho-a no pensamento e já estou farta.
Mas o que é que eu faço para a tirar da cabeça? Sugestões, preciso de sugestões!
Que coisa! E mudar de cabeça não está ao meu alcance!

"Cada dia é um bico d'obra...uma carga de trabalhos faz-nos falta renovar...baterias.... há razões de sobra....,"

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Mas é assim tão boa?!

Confesso: ainda não ouvi a tal canção linda, romântica, carismática que o tal Salvador Sobral interpretou ontem na tal semi-final da Eurovisão da Canção.
Confesso: geralmente não aprecio as canções que levamos ao festival, mas parece que esta vai ser a salvação. Atão, se o intérprete se chama Salvador está tudo a dirigir-se ao pódio.
Confesso: não me causa interesse sentar-me a ver um rol de cantigas que, a saber, já uma está predestinada a vencer.
Confesso: não entendo a razão de a Austrália estar representada (mesmo sendo convidada) que até poderá ser a vencedora. Nem está perto da Europa...
Confesso que este concurso é um cambalacho.

E, aos 61 anos 4 meses e 29 dias de existência​...

...fiz uma tatuagem.
Podia dar-me para pior mas não. Fiz uma tatuagem linda que simboliza a minha família, aquela que constituí e está preparada para aumentar por cada neto que chegue.
E com um simbolismo ainda maior. Oferta dos meus filhos no Dia da Mãe.

Sim, eu sei que sou velha, sim, também sei que perdi o juízo (e não sei onde, é que não o consigo encontrar, caramba!), sim claro são coisas de adolescentes....sim....sim... sim...para tudo o que estão a pensar.... Mas estou feliz​ com a bela da tatuagem.
E depois... até as minhas Pulgas adoraram.
E porque não se sou jovem? Que culpa tenho eu de ter nascido antes do tempo?