Que faladoras!

A Pulga melhorou muito a nível da linguagem. Mas o que me espanta é a Pulguinha.
Está mais autónoma e faladora.
Sim, a rapariga fala e exprime-se muito bem.
Também imita os gestos que os adultos fazem.
Ainda hoje eu saltava e ela atrás de mim a tentar saltar. Claro que não conseguiu, mas a intenção ficou.
É uma Pulga Eléctrica. Não pára um instante e é vê-la andar, de cabeça baixa e depressa. Lembra-me um brinquedo antigo que se dava corda e ia sem rumo certo. Assim é a Pulguinha!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Tabaibos ou figos da Índia

Um estado de alma

Usar óculos é um adereço e não uma necessidade