Natal é em Dezembro

Não sou das que pensam que Natal é quando um homem quiser. Natal não é quando o cantor quer e diz. Natal é em Dezembro mas, com este ano tão diferente até julgo que se pode fazer Natal no carnaval e a páscoa no pão por Deus e o verão no inverno. Nunca imaginei, nesta minha curta existência, passar por um período tão conturbado que me faz esquecer que há vida para além da pandemia. 

Estou amorfa, sem paciência para festas não fosse ter netos em casa e este natal seria  uma época banal sem prendas, árvore, presépio.. em suma sem nada de decorações.

Mas tenho netos e eles dão-me a impulsão que preciso para embarcar no natal. Daqui a dias monto a árvore, seria bom que ela se montasse sozinha. Daqui a dias faço a limpeza da casa, faço não, pago para fazerem, daqui a dias começo a hiperventilar porque Natal também é dia de anos, meus e da peste da pequena que achou ser um bom dia para nascer: o dia em que a avó fazanos, isto só para me tirar protagonismo do dia.

Daqui a dias é natal e eu só me lembro do meu irmão que partiu. Daqui a dias é natal e eu estou sem préstimos para nada, só desejando que passe o ano a ver se o que vem trás o que este não trouxe.

Daqui a dias serei novamente mais idosa, mais tolerante e mais abençoada.

Fotografia: Bola de Natal, na Avenida do Mar.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

E é o fim

Teratoma? Saibam o que é

Poncha de tomate inglês