Nunca tive tanta pulga. Para qualquer lado que me vire lá está uma. É à frente, é atrás, mas no colo é onde mais as encontro. Todos os dias me perseguem, fujo, escondo-me mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

sábado, 28 de fevereiro de 2015

Mas quem havia de dizer...

...que Fevereiro está de saída.
Ainda há dias foi Natal, ainda nem acabei de comer o bolo de mel e de beber todos os licores e Março já está à porta para entrar?
Como o tempo passa. Daqui a dias vai ser Natal outra vez...

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Como queimar para cima de cem euros em menos de um minuto

Supermercado. Uma hora para comprar, um quarto de hora para arrumar as compras já em casa e em menos de um minuto, só o tempo de puxar o cartão marcar e da conta esfumou-se uma boa maquia.
Eita, ca vida, só pagar pagar pagar...

Todos a confiar em mim

"Quem diz palavrões é mais honesto e de confiança", ora cá está a prova de que eu, AvoGi, sou um túmulo no que toca a guardar segredos e um cofre-forte no que toca a guardar dinheiro.
Passem pra cá a massa e contem lá aquele segredinho há muito guardado na gaveta da memória, pois que eu digo (alguns) palavrões e fico tão aliviada.
Leiam, se não acreditam, aqui.

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Uma bela tarde de primavera.

 Não foi?

O quê? Mas endoideceu?

Médica agride criança, um menino de cinco anos com cancro que se preparava para fazer exames no IPO só porque gritava?
Imbecil, frustrada, médicos destes só na era nazi. Apetece-me chamá-la de filha da...mas a mãe não teve culpa de ter parido este ser.

Obesidade vs gula

Porque razão as pessoas obesas têm uma apetência para os bolos mais cheios de creme?
Uma jovem com os seus dezassete anos com obesidade mórbida estava na confeitaria comendo o pior bolo que lá estava. Um capequeique" de chocolate com cobertura azul com umas orelhinhas de coelho e uma boca. E comeu como se fosse fosse o último dia da sua vida. É que nem imaginam o aspecto do bolo. E ela tão feliz. Acrescento que são três irmãs e digo-vos não sei onde começa uma e acaba outra.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Falaram-me do vestido da Irina...

...fui às carreiras ver. Fiquei de queixo caído. Tivesse eu o corpo, tivesse eu a ousadia e não me faltariam momentos para vestir um daqueles, mas com cuecas que sem elas não saio de casa.
Depois, o que há de novo? Qual o espanto? Já não se conhece o corpo dela? Já não se viu todas as curvas e se observou todos os pontos? Ela já se despiu inúmeras vezes.
Vai daí o vestido fica-lhe a matar. E as cuecas, esqueceu-se?

Já que falaram em escalda pés...

...eu escaldava mas era o corpo daquela mãe, não sei se mãe é a palavra correcta, que compactuou no escaldamento da filha. Pulseira electrónica? Eu punha-lhe mas era uma bola de chumbo em cada perna e metia-a num poço com água a ferver, só com a cabeça de fora.
Até que ponto chega a malvadez e, que sofrimento apenas com quatro meses de vida. Viveu pouco mas viveu a sofrer.
E o pai? Bem, a esse nem digo o que faria, mas era uma coisa assim mais ou menos a meter um dedo de cada vez num tacho a ferver e quando já não houvesse dedos passaria aos membros...
E sim, estou boa, passou a constipação já não pinga em cima da minha "lambreta"...e, obrigada pelo vosso carinho.  Voltei...

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

A minha vida resume-se a isto...

...tosse espirra assoa e poderia acrescentar mais mas, certamente, imaginam. Ai vida!
Obrigada, eu sei que sim, sei que me desejam rápidas melhoras. Eu também me desejo. Isto não vai nem com paninhos quentes.

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Se virem algo estranho no céu não se apoquentem...

....olhem, mirem bem, não se ponham a tentar identificar, se conseguirem agarrar eu agradecia. Enviem por correio azul, preciso dele. É o meu pulmão esquerdo que acabou de ser expelido pelo boca juntamente com um ataque de tosse. Na próxima vez sai o outro, mas só quando eu espirrar.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Dá-me uma vontade de lhes ir à cara...

...e arrancar a burka daquelas mulheres de negro só com os olhos de fora. É que é um negrume da cabeça aos pés e até as mãos estão tapadas. Fico desconfiada, nunca se sabe se debaixo daquelas vestimentas não há uma "calachenicove" apontada... Medo muito medo. Delas e dos arabiques...

Se eu vivesse em Londres...

...em vez de pêlos no corpo teria lodo, tal a quantidade de água cai do céu. Em todos os dias sim, chove. Nos dias não, chove também.

Ora contem-me coisas...

...que eu ainda não saiba.
Sim, já estou afastada há uma semana e gostaria tanto de saber novidades. Digam lá...
o tempo está bom? E o governo continua a roubar? Sócrates continua no mesmo sítio? E os submarinos...as finanças, o Passos de Coelho...?
Estou assim a modos que sedenta de novidades.
Uma bilhardice sabia-me tão bem!

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015