Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".
Mostrar mensagens com a etiqueta ai que coisa boa é comer. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta ai que coisa boa é comer. Mostrar todas as mensagens

terça-feira, 18 de abril de 2017

E foi assim que aconteceu

Ontem, a mãe das minhas Pulgas fez 37 anos (obrigada, obrigada...) e para descongestionar das comidas do domingo de Páscoa nada como levar os restos (do domingo de Páscoa) para um piquenique na serra, além do bolo de aniversário para o tradicional soprar as velas.
Foi a modos que para lá de bom... Para lá de Marrocos... Sol, calor, família, risos de crianças, descanso e lazer...

Fotografia: As Pulgas a fazer o que melhor sabem: brincar. A prineira foto é Baixinha empunhando a máquina fotográfica do avô a estrear-se nesta modalidade. Tem jeito a peste!

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Eu não sei como se pode comer tanto!

Não sei, juro que não sei como se pode comer tanto. Não sei vocês mas eu sentei-me ao meio-dia e levantei-me à meia-noite. Sempre a comer. Os aperitivos, as entradas, o cabrito, as sobremesas, o chá os bolos, o café e o digestivo.
Garanto que se me colocar na balança e ela mexer com o ponteiro mais de dois riscos eu dou-lhe uma martelada.

E foi assim o Domingo de Páscoa. Entre o almoço e o jantar ainda houve tempo de dormir no sofá ementes outros jogava à Bisca e ao Cassino.
Se foi o que esperava? Melhor do que...

terça-feira, 11 de abril de 2017

A bela, a poderosa, a fonte de vitamina, a pouco calórica, a saborosa da PITANGA

As minhas Pulgas adoram apanhar, é assim a modos que uma apoteose o subir ao alto do terreno de taça vazia e trazê-la cheia de belas pitangas. Embora não a comam - só mesmo para quem gosta - é um delírio.
Aqui nas fotos podemos ver desde a apanha até ao consumo numa bela poncha feita cá pela jovem que vos escreve.
Bem queria poder mandar uma safatinha delas para quem nunca provou. Pena, pena tenho de não satisfazer o vosso desejo. Fica para uma próxima oportunidade, sim?

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Só quem já a teve na boca é que entende

Pequenina, saborosa, exótica, ácida, fonte de vitamina e, pasmem-se, ajuda a emagrecer por ser pouco calórica.
Na mesma árvore o fruto pode ter várias cores: verde, amarelo, alaranjado e vermelho-vivo. Tem um caroço que ao ser jogado ou cuspido para a terra faz nascer uma árvore.
Eu, ao comer umas tantas, cuspi uns tantos caroços que agora ando aqui com uma quantidade de árvores a nascer.
Vai um suminho desta fruta para ajudar a emagrecer? E, já agora, levante o dedo, o indicador só para efeitos de logística, aqueles que já meteram uma na boca.

quinta-feira, 23 de março de 2017

Na minha mala tem de tudo

Na mala de uma mãe cujo filho está emigrado mesmo sendo ali ao lado em Portugal Continental (para mim é como se estivesse na Austrália, tal é a sensação de lonjura) tem de tudo.
Ora, o Bisalho (para quem ainda não saiba "Bisalho" quer dizer pintainho em madeirense) manda-me uma lista de saudades, que é como quem diz comidas, para eu levar.
Assim, mesmo antes de colocar a roupa meto as saudades dele. É anonas, bolachas inglesas e palitos de cerveja. É fígado de novilho que levo já preparado) e milho para fritar. É milho para cozer com espada de cebolada. É bananas, é espigos...
Broas de mel, de coco, de manteiga...
Só depois disto tudo é que meto a roupa.

Onde cabe a roupa, pergunto também vocês, meus amigos, enquanto tamborilham os dedos na mesa e franzem o sobrolho?
Só acrescento que vamos dois, e só vai a mala de cabine que, na Transavia, tem o peso máximo de dez quilos.
Agora é aquele momento em que levantam as sobrancelhas e dizem: hããã!? Como?!
E nem pensem por um instante que vou andar nua e descalça.
Ah, e a minha filha, que faz e vende granola  da "gran'all"....(Correi ao feicebuque e encomendei), trouxe-me umas para levar que haviam sido encomendadas.
Agora podem pôr a mão no peito e abanar a cabeça de admiração.

quinta-feira, 9 de março de 2017

Atão mulheres da minha vida...

...contem tudo, não se acanhem. Os vossos amores trataram-nas bem no dia de ontem? Sim, no dia da Mulher, claro (esquecidas!). Fizeram a comidinha, da boa, enquanto vocês descansavam a canela e o corpo no sofá? Não me digam que foi um dia normal!

Por aqui, houve muito marido (companheiro, amante, noivo, juntado) que deitou as mãozinhas à comida e saciaram as mulheres. E digo...
Sorte têm vocês, mulheres da minha vida, de terem um homem assim que arregaça as mangas e faz-se à cozinha.
Coisa boa é ver as mulheres sentadas, com um copo de vinho na mão e os homens de avental, empoleirados, à roda do fogão.
Ponham as mãozinhas para o céu e benzam-se que maridos desses não há em stock. Esgotou-se o fabrico antes do mê senhor nascer.

quinta-feira, 2 de março de 2017

Já vai em quinze dias e nada

Tomei uma resolução e vou tentar seguir à risca.
Meteu-se na cabeça reduzir os quilos de trago alojados nas nádegas, na cintura, na barriga, nos ombros...
Adiante...
É mais ou menos assim: sou rapariga de ideias fixas e se me mete uma coisa na cabeça dou a volta ao mundo mas tenho de a concretizar. Agora é esta, daqui a dias pode ser outra, enfim... Quero tirar estas lombas e valetas que possuo.
Atão, eu, de ideias fixas, escrevi num grande cartaz uma frase e colei-a com fita-cola atrás da porta. E cada dia quando acordo, leio a frase e fico tão feliz porque...
"Amanhã começo a dieta, hoje não".
E dou um pulinho de contente. "Ah, é amanhã! Não é hoje!" Digo satisfeita.
Já há mais de quinze dias que leio ainda não emagreci, mas já sei dar pulinhos.

sábado, 25 de fevereiro de 2017

"São rosas, senhor, são rosas"...

...disse a rainha Santa Isabel quanto foi  interpelada pelo seu marido, El-rei Dom Diniz.
Pois eu também sou rainha do meu palácio e se me perguntarem que fruto é este, direi, do alto da escadaria do reino, a viva-voz:
"São goiabas, senhor, são goiabas".

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Eu corri atrás de um sonho

É verdade, eu e mais umas quantas pessoas porque a vida leva-nos a isto. Eu corri muito para agarrá-lo e, ao longe, vi que só tinha um. Mas como?! Havia tantos!? Como só há um?!
"Um sonho é há-de ser meu!" Corri mais um pouco e já cansada ao chegar perto do sonho vi que me enganara. Afinal não era um sonho mas sim uma malassada!
É aqui está a receita das malassada que mostrei ontem.
Porque o Carnaval é feito de sonhos e malassadas.


quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Para quem nunca viu a Torre Eiffel...

... é mais ou menos assim. Muito muito parecida com esta torre. Só que em ferro. Está em Paris e foi concebida pelo senhor Eiffel.
Esta foi concebida por mim, é de farinha e está aqui no meu rural....
Sirvam-se, uma de cada vez e besuntem no prato que tem mel de cana. É Carnaval...

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Se para emagrecer é necessário sofrer...

...atão deixem-me ser como sou: com umas lombas bem delineadas, uns pneus recauchutados, umas gorduras localizadas e embutidas, mas sem dores, porque sofrer para ser magra não está nos meus planos. Um corpo de manequim dá trabalho, todo aquele osso à vista.
Ossos eu também tenho só que estão cobertos por uma leve camada (mentira, é bem grossa), de gordura. Mas sabem a gordura na carne de porco é o que dá sabor, não é?
E dizem que as gordinhas são mais felizes...

E depois há aqueles fins de semana

Aqueles que não sabes que para que lado te viras de tantos convites. É pra jantar, almoçar, penicar...
E, caramba, por que razão só me convidam para comer? Porque não me convidam para correr, mesmo que fosse antes de comer? É só para ingerir calorias. É farinheiras, alheiras, chouriço e bacon. É queijos da  serra, de meia serra, é amanteigados, salgados e afins...
Uai (inglês)? Não sabem que estou de dieta, não? Não se lembram que prometi não comer enchidos? Certamennte, já notaram que fecho os olhos quando do me deparo com umas entradas de arregalar o olho...
Ah, entendo, querem que eu só faça companhia, é isso? Pois, desenganem-se. Eu vou e vou encher o pandulho que é o mesmo que comer à fartazana...
Ou não me chame eu Avogi. Ver e não comer...Consigo lá eu!

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

O que como, como como e porque como

Como um Bacalhau à Gomes de Sá, à moda da tia-velha (lembram-se dela?). E perguntam vocês entre dentes, que eu daqui vejo bem, como raio será à moda da tia-velha uma vez que só há uma moda?
Ora a moda da tia-velha é com esparguete. Sim, darlingues, ela fazia o bacalhau, assim como a receita manda, e acompanhava com esparguete. Olhem que eu adorava!!
Como como? Como como se fosse hoje o dia do Juízo Final e por conseguinte o mundo, pffffffffffff, foice e, por isso há que comer.
Porque como? Ora bem, aqui está o busílis da questão, como com uma vontade mórbida de saciar esta devassa fome e para alimentar este corpo que já foi Danone e agora é Michellin, como os pneus, entendem?!

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Eu sou mais cachos e pencas delas...

Eu acrescento outra função da banana: prevenir cãibras.
Daqui para a frente é assim:
Está ansiosa? Coma uma banana.
Enxaqueca? Banana é a solução.
Está com sintomas de anemia? Mastigue e engule uma banana.
Vai fazer exercício físico e não quer ter cãibras? Coma uma banana e comprove o resultado.
Por isto, meus e minhas queridas(os) comam muita banana. Mas cuidado, que ela faz engordar....E depois não me venham reclamar....Eu avisei...
É que engorda mesmo!

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Comeu demasiado no Natal?

Recebi um email com este título, escusado será dizer que corri a abrir à procura da dica ideal para parar de comer no Natal.
Ora bem, em nenhum parágrafo encontrei a resposta à pergunta.
Por isso, nada de novo. Toca a enfardar enquanto se pode... E depois uns pulinhos, uns cortes, uma certa moderação, umas litradas d'água, prontes, e tudo vai ao sítio. Ou talvez não.
Mas no Natal não há quem resista à boa mesa. E come-se muito, mas a culpa  não é nossa, não senhor e não senhora, a culpa é dela. Ela é que é a culpada.
A tradição. Sim, cá por mim não comia tanto, mas é tradição, por isso...
E vocês meus darlingues e minhas darlingues também comeram muito para manter a tradição?
Ou assim-assim?....

terça-feira, 1 de março de 2016

Dez anos é muito tempo

Dizem os cientistas da Universidade do Porto que, "parar dez anos para que a sardinha seja reposta em stoque".
Ora bem, eu que até gosto de sardinhas, embora deteste o cheiro que prevalece durante dias no corpo, nos lençóis, na casa, acho que não aguento dez anos sem comer uma boa sardinhada.
Entendo que se pescarmos desenfreadamente como tem acontecido nem daqui a cinquenta anos se come uma bela pratada delas e, adeus são João e todas as festividades onde a sardinha é rainha. Mas dez anos é muito tempo.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Eu sempre disse que o pepino não era bom

Uma mulher alemã morreu depois de ter-se engasgado com um pepino. Era hábito o casal depois de fazer sexo, não satisfeitos, usavam legumes para brincarem. Que querem?!, há quem seja fiel às cenouras, garrafas, bananas, eles variavam, pelo menos; só que, desta vez, algo correu mal e ela engasgou-se.
Eu adoro pepino (mas não inteiro e com casca), cortado longitudinalmente e com uma pitada de sal.
Há cada uma! Conseguem imaginar até que ponto as fantasias sexuais vão? Eu sempre disse que pepino com casca e inteiro não servia para o efeito. Mais vale uma banana da Madeira: pequena, saborosa e ligeiramente curva.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Saí de casa

Meus e minhas...saí de casa hoje para ver a neve, coisa rara aqui no meu rural (e, por isso, vai toda a gente até aos píncaros da serra para ver a branca mais branca não há). Cheguei lá ela não estava aliás estava mas não se podia ver. A bófia não permitia.
Olha, de raiva tomei uma poncha de frutos vermelhos, uma canja, e um picado de carne acompanhado por um Dom Ermelinda divinal. Ah, e pão com manteiga d' alho, "quilhos" empastados nele.
Não houve remédio. Fui de balde e vim de ceira ou seja neve cad' ela? Vocês viram? É que eu também não. Aquela coisiquita no lado da estrada, não conta, pois não?!