Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

terça-feira, 26 de maio de 2009

Há oito dias que partistes!

Porque faz hoje oito dias que partiste...

Vamos sorrir, imaginando as tuas gargalhadas, com a anedota que costumavas contar com o sotaque de Câmara de Lobos.

Pela altura do São João, as raparigas tiram sortes para saberem com quem vão casar. As de Camara de Lobos não são excepção. Então na véspera a mãe e a filha vão a uma bananeira enfiar uma faca para saberem o nome do futuro noivo.
Na manhã seguinte vão as duas à bananeira e diz a mãe.
- Feilha, a mãe nã te disse...vás ter sorte na veida...vás casar cum anglês...
- Um anglês? O quê tá escrito, mãi? Como se chama ele?
- INOX.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...