Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Obrigada

Agradeço os comentários deixados no anterior artigo. Saibam que as palavras chegaram ao coração.
É sempre reconfortante saber que temos alguém que de uma forma ou de outra sente como nós. A tia-velha partiu, mas a sua memória  fica aqui registada. E naqueles dias em que a tristeza invadir não há como ler as peripécias da tia-velha e assim relembrar a forma como viveu.
A meu ver teve uma vida preenchida e preencheu a vida de todos nós.

E por que a vida segue, depois de uns dias de luto, há que cuidar dos vivos. Não serei fria como Marquês de Pombal e usando a sua frase: "mortos ao chão, vivos ao pão", mas entendo que há que seguir em frente, lembrando o passado recente.

Por isso, lentamente, entro...
Obrigada mais um vez, mais tantas vezes. Sempre.

19 comentários:

  1. Como tenho estado de férias, não só não segui a evolução do estado de saúde da sua tia como só agora estou a tomar conhecimento do seu falecimento. Aceite os meus pêsames.

    ResponderEliminar
  2. GISELDA

    Por estar de férias, a minha presença no mundo blogueiro é muito escassa, conforme avisei oportunamente.

    Os meus pêsames à Família da tua TIA VELHA.

    Que Deus lhe permita o eterno descanso.

    Um beijo, minha Amiga.

    ResponderEliminar
  3. Verdade custa-nos mas é o seguimento da vida ... beijos

    ResponderEliminar
  4. Lamento imenso a sua perda AVOGI... Mas tal como referiu no post anterior a tia velha está agora em paz, descansada e feliz por reencontrar todos aqueles que ama e que agora a vão acompanhar e olhar por todos aqui em "baixo".
    Um beijinho grande

    ResponderEliminar
  5. Lamento pela sua perda.
    Melhores dias virão quando a memória da Tia-velha será recordada com um sorriso.

    ResponderEliminar
  6. Uma lutadora como tu é assim que reage, a dor não diminuí o amor...mas a vida vai-se perpetuando nas tuas pulgas... e elas precisam de continuar a ter a boa disposição de sempre de quem as rodeia
    Abracinho meu

    ResponderEliminar
  7. Custa querida, tens é de ser forte e ajudar os mais próximos na sua dor. Assim ajudaste a ti e aos outros. Força.

    beijos**

    ResponderEliminar
  8. Gi
    E tb nós aguardamos com amizade e carinho que voltes a sorrir como antes e nos transmitas o teu bom humor...ele faz-nos falta!
    Assim como aos outros tantos que te rodeiam mais de perto, netos e filhos. Quanto á tua tia, ele continuará no espaço que lhe coube sempre...no teu coração!
    bjs grandes grandes

    ResponderEliminar
  9. Daqui de Cabo Verde, um abraço...lembrando sempre as peripécias da tia-velha

    xoxo***

    ResponderEliminar
  10. Um beijo e um xi enormes para ti!
    És uma grande mulher.

    ResponderEliminar
  11. graças a ti a tia velha ficou imortalizada


    Bjinhos
    Paula

    ResponderEliminar
  12. Olá querida Avogi.

    Desejo muita força neste momento. E sim é verdade, temos sempre de andar para a frente, e não é por não andarmos cabisbaixos que sentimos menos a perda dos que nos são queridos.

    Beijinho grande.

    P.S. A mim parece-me por essa foto que a tia velha quando era nova era bem bonita.

    ResponderEliminar
  13. Beijo grande e muita força para seguir em frente!

    ResponderEliminar
  14. Estive fora e não sabia do sucedido. Ficam as memórias e o tempo partilhado... Beijos

    ResponderEliminar
  15. Um beijinhos muito grande. A minha admiação por si cresceu. Quando tiver a sua idade quer ser assim, uma mulher forte e determinada.
    Bj**

    ResponderEliminar
  16. Gi,

    Desculpa só agora ter lido a notícia.
    E podes crer que fui lá abaixo para ver se percebia do seu estado já que tenho andado super ocupada.

    Só posso dizer o que sinto... Que descanse em Paz.

    Um abraço sentido para ti amiga e colega

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...