Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

domingo, 5 de agosto de 2012

Um ano

Um ano de saudade da minha tia-velha.
Não há dia nenhum que não me lembre dela. A saudade  mói enquanto não mata.
Descanse, com os anjos e olhe por nós desde aí. Que permaneça no lugar que merece.

Um ano! Ainda não me refiz da saudade, da lembrança dos dias passados.

Desculpe, era a palavra mais usada por ela pois que era asneira atrás de asneira, e sabe, titia, tenho saudades. Da sua companhia, das asneiras, de si.
Até sempre.

Fotografia: a tia-velha . Este jornal era lido todos os dias e todos os dias se admirava com as notícias. Como se fosse a primeira vez!

13 comentários:

  1. Avogi,

    É impressionante como o tempo passa a correr... Acompanho o blog e quando vi que já tinha passado um ano fiquei com a sensação que este ano passou quase sem eu dar conta.

    Que a tia-velha esteja em paz e seja sempre recordada por vós!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. E não é normal sentirmos saudades de quem gostamos e parte?

    A kiss just for you.

    ResponderEliminar
  3. Toma um abraço aconchegante...porque sei que dói!

    ResponderEliminar
  4. A saudade nunca desaparece. Só que às vezes dói muito, outras torna-se numa doce recordação.
    Beijinho grande.

    ResponderEliminar
  5. Caramba, já passou um ano! Até eu tenho saudades de ler sobre as aventuras da "tia-velha"... ;)
    Estes dias são sempre difíceis mas com o tempo melhora um pouco.
    Bjs**

    ResponderEliminar
  6. Lá onde estiver ela está confortável e feliz a olhar por vós! Beijo grande!

    ResponderEliminar
  7. Que ternura de texto!

    Quem me dera ter uma sobrinha que falasse assim de mim um ano depois de eu morrer!

    Beijinhos sentidos.

    ResponderEliminar
  8. :/tão difícil de controlar a saudade, ela tomará conta de si! Beijinho

    ResponderEliminar
  9. Também tenho saudades da tia velha e das suas peripécias.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Acho que todos que acompanhamos este blog temos saudades da tia velha. De certeza foi uma pessoa que deixou muitas saudades na sua familia.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Lembro-me perfeitamente de falares nisso aqui no blog.
    O tempo passa a correr mesmo.
    Um beijinho

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...