Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Doze anos escravo

Sessão de cinema em casa, sentada no sofá com toda a comodidade.
Nada bate o conforto de ver um (bom) filme aconchegadinha, com um manta nos pés,  pernas colocadas no puf, sem pipocas a serem trituradas, sem ruído de bocas a mastigar batatas fritas, sem telemóveis a tocar e risos trocistas quando a cena é séria, enfim, cinema em casa em boa companhia com uma caneca de chá na mão.
Do filme? Mais um que gostei, aliás, sou cinéfila assumida. Um senão, embora seja a minha modesta opinião: alguns momentos parados na mesma cena, quiçá, para criar emoção, mas não havia necessidade.

8 comentários:

  1. Vi ontem :)
    Um filme que faz pensar pois mesmo hoje nos tempos em que estamos, a escravidão continua a existir...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E sempre existirá, Maria, enquanto houver uma pessoas no mundo.
      Kis. :=)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Rogério convidei-te através de sms , não me respo deste, concluí quenão querias companhia.
      Kis. :=)

      Eliminar
  3. Também adoro cinema mas há anos que não vou. Vejo imensos na tv e o de ontem foi as "As serviçais".

    Este deve ser muito "sofrido"....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fatyly,semdúvida. Todos nós conhecemos histórias sobre scravatura, é sempre sofrido de ver mas muito mais para quem sentiu nas costas as chicotadas dos "senhores"
      Tb vi as serviçais há mais tempo num canal telecine. Adorei, claro, mas eu adoro tudo caramba!
      Kis. :=)

      Eliminar
  4. Estou ansiosa. Mas confesso, gosto muito de me deixar possuir por uma boa sala de cinema.

    ResponderEliminar
  5. Um filme que recomendo.

    Melhor que O Mordomo,para mim.

    Beijinhos

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...