Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Quando cheguei à cidade...

...ela (ainda) dormia. Acordei-a para nos despedirmos. Não foi uma despedida foi um "até breve". Sim, eu vou mas o coração fica. Não todo (preciso dele), mas uma parte...

3 comentários:

  1. Ela, quem ? Pensava que era um ele ( o bisalho ).

    ResponderEliminar
  2. O nosso coração fica sempre perto de quem nos faz bem

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  3. Uma parte fica, outra parte vai. O nosso coração divide-se em quantas partes é preciso :)

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...