Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

CPMERDLUP

No carro olho para trás vejo a Pulguinha já sem as tiras da cadeira colocada nos ombros. Zanguei-me e disse-lhe para colocar se não o carro não andava. Ela olhava para mim e continuava já não tinha as tiras e estva em posição de sair da cadeira. Levantada, pronta para descer.
Depois de muito blá blá blá lá se convenceu a estar sentada. Ao chegar a casa dela perguntei à mãe se era hábito ela tirar as tiras e levantar-se.
- Sim. Ainda há dias ela fez isso na via rápida e o pai deu-lhe umas palmadas.
- O quê?
- Sim deu-lhe e chegou a dentro. E se acontecer dá-lhe uma para ela não fazer isso.
Meu Deus! Eu? Dar umas palmadas naquele rabinho fofinho? Nunca. Coitadinha do meu "inção".
Vou mas é fazer queixar à CPMERDLUP (Comissão de Protecção de Menores Em Risco de Levar Umas Palmadas). A "gorgomilha" só tem 20 meses, e já provou?

8 comentários:

  1. Tem que ser !
    Os meus sobrinhos tinham a mesma mania. Houve um deles que tirou as tiras e pior ainda, conseguiu desprender-se por completo. E quando a minha irmã teve que dar uma travagem de emergência, veio o raio do puto parar à parte da frente do carro. A sorte foi que vinham devagar. Porque já houve um caso na via rápida de uma menina que foi parar à outra faixa no sentido contrário.
    É melhor dar umas palmadas de amor para prevenir esses acidentes !

    ResponderEliminar
  2. Olá Madeirense
    Eu bem que tentei explicar isso à Pulguinha mas ela não entendeu ou fingiu que não.Falei nas travagens, mas ela só voltou a colocar as tiras quando eu disse que o carro não andava. E chantageei: ou pões ou não vais ao café.Foi remédio santo. kisses e bom feriado

    ResponderEliminar
  3. De pequenino é que se torce o pepino e nada como umas palmadinhas na hora certa.
    Felizmente que as minhas nunca tiveram esse hábito e se alguma vez o tiverem, prefiro vê-las a chorar do que chorar eu!!!

    ResponderEliminar
  4. Em situações de perigo, também eu já tive o impulso da palmada. É uma fase que depois passa, agora vai só com conversa.

    ResponderEliminar
  5. Fatyly
    a mais velha também nunca intentou, mas esta é tão diferente da outra. A mais velha é sossegada, esta Pulguinha é o desassossego, mas tão querida pela sua esperteza e pelo atrevimento.

    ResponderEliminar
  6. Noris
    quem nunca eu uma palmada que lance a primeira pedra.

    ResponderEliminar
  7. Mas de facto tu como avó estás bem "babosa". Com os teus filhos não eras assim.
    E tu sabes que tens que ser firme nas ordens para não contrariares os pais. E o teu senhor também.

    ResponderEliminar
  8. Margarida
    mais uns anos e vou ver a tua posição e vou fazer-te engolir o que me dizes AHAHAH. Vou ver-te babosa com os netos , permissiva e até vou ver-te ditada no chão e eles a passarem por cima de ti e tu feita parva e tonta sem seber ose é um camião se é os 10 netos que vais ter todos a pularem em cima de ti. cala~te que é melhor , canão vai engolir tudo o que me dizes sua "vejosa". tu bem querias era já ter netos para te esmagarem no chão e gojar à bola com a tua cabeça. HIHIHI.

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...