Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

terça-feira, 23 de março de 2010

Parabéns

Pulgão, genro da AVOGI

Faz 31 anos que nasceu este rapazinho numa aldeia do concelho de Belmonte. Ao fim de alguns anos imigrou para a Madeira a fim de prosseguir os estudos.
 Por cá ficou.
Pela ilha se apaixonou.

Na Universidade da Madeira conheceu uma jovem.
Com o andar do tempo foi apresentado aos seus pais.
Na casa deles foi aceite como um filho (mais um).
E... como diz a canção: "daqui não saio daqui ninguém me tira".
E ninguém o tira do lugar onde está. Bem junto ao coração.

Parabéns ...ó piqueno.

12 comentários:

  1. Parabéns ao genro...
    Pela ilha e não só kkk
    bjocas

    ResponderEliminar
  2. Parabéns para o que deve ser o genro mais paciente da ilha...
    (gargalhada)

    ResponderEliminar
  3. Boa .
    Estás a ganhar 1 a zero.
    Agora pergunto:- Depois qual vai ser o prémio para quem ganhar? Escolhes tu, pois eu escolhi o jogo

    ResponderEliminar
  4. Parabéns ao genro.
    Um abraço à sogra.
    Kao.

    ResponderEliminar
  5. Antigamente eram os genros que adoravam as sogras, agora è ao conbtrário, elas adoram os genros hahahaha.

    ResponderEliminar
  6. Esse genro é mesmo um sortudo. Parabéns pelo aniversário!

    ResponderEliminar
  7. Com uma sogra assim......
    Genro com sorte. Amigo, fica a aqui uma mensagem: Cuida desta senhora.
    Beijos à sogra.
    Victor Gil

    ResponderEliminar
  8. OBRIGADA A TODOS. ENTREGUEI OS PARABÉNS AO PIQUENO. EM TROCA ELE FEZ UM DELICIOSO JANTAR. AI DELE SE NÃO FIZESSE!!!!!

    ResponderEliminar
  9. tenho de deixar aqui expresso a razão porque gosto deste rapazinho.
    Ele tem um carinho especial por minha tia. É quem mais se preocupa com ela, tirando eu,,obviamente. Ainda há dias quando fui visitar o meu filho ao Porto foi este rapazinho que se ofereceu para cuidar de minha tia na minha ausência. nem eu me atrevia a pedir. Foi ele quem se responsabilizou por ela. levando-a para sua casa e dando o carinho que ela merece.era ele que lhe levava comida a casa quando eu não estava presente. E usando um ditado muito antigo:"quem minha família beija minha boca adoça". Ele merece todo o carinho que eu tenho por ele por isto por gostar da minha tia mesmo não sendo do seu sangue.(É tia-avó por afinidade).tem sempre uma palavra de carinho, conversa com ela e muitas vezes "tira-a a terreiro2 (expressão madeirense)que significa brincar, gozar com . E agora digam-me tenho ou não tenho motivo para gostar dele? CLARO QUE SIM

    ResponderEliminar
  10. Parabéns atrasados e que continue a ser o que descreves.

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...