Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Já alguém...

(imagem retirada da net. Análise de fezes ao elefante)
...Fez a análise de fezes? Aquela de "obrar" (palavra madeirense para cocó, não é bem para...cocó é mais...para ...para...será que tenho de dizer ou entendem?) durante 3 dias?
Estou a caçoar, não é "obrar" durante três dias, mas sim, recolher a "obra " em 3 dias?

É que me deram três frascos e uma espátula, mas e agora?
- Só um pedacinho - disse a enfermeira.
Mas não tenho ideia de como fazer. Vou ter de escarafunchar  a "obra"?
Ai Meu Deus que nojo, digam-me como se faz! Num saco? No bidé? No chão?
É  que só de falar já me dá náuseas e uma volta nas "tripas".

Esperem um instante, vou ali "rabiçar" (vomitar) e já volto.
Um saco! Dá-me um saco! Depreeeeeessa!
Glup...glup... blhac...
                       

23 comentários:

  1. Ai Avogi!... Só você prá me fazer rir assim!!!...rsrsrs

    Menina do céu, você passa daquela imagem linda do caqui prá essa aí...
    Estou pensando cá com os meus botões:
    será que a moça aí de cima vai dar conta de segurar esse balde?...:))

    Nunca ouvi dizer desse exame dos 3 dias... prá mim isso é novidade.
    Tem certeza que não entendeu errado?

    ResponderEliminar
  2. Eu ia agora mesmo tomar o pequeno-almoço, mas depois desta conversa... não sei não! (lol)
    Nunca fiz essa análise, mas suponho que se deve fazer num recipiente previamente desinfectado que é para não viciar os resultados. Deite água a ferver no penico. Ou lixívia. hihihihih
    Pobre de quem analisa, trabalho ingrato. Blhac!!
    Olhe, quando estiver com a espátula, faça de conta que a obra é dos cães, possa ser que ajude. :)

    ResponderEliminar
  3. lol

    Nem sei o que diga, posso dizer asneiras? Vou tentar: Que conversa de m3rd@.

    Avogi, também não sei como se faz, mas saiu um belo post.

    ResponderEliminar
  4. ahahaha Ai,ai, Avogi!

    É nojentinho esse exame, mas é necessário vez em quando.

    ResponderEliminar
  5. Num penico mulher! E depois tiras um bocadinho com uma espátula e guardas num frasquinho no frigorífico...o que eu tenho que te ensinar, safa!!!!
    A espátula deve ser do tipo que se usa nos gelados, usas e deitas fora, o frasco pode ser de compota, mas sem a compota e bem lavado... a factura desta consulta segue por via normal, espero que faças a transferência breve, estou carente de massas.
    Abracinho

    ResponderEliminar
  6. Que me lembre, nunca fiz, só se foi em criança, e aí deve ter sido a minha mãe a tratar da "obração".
    Vai haver um postzito depois com a obra? ;)))
    Bjsss,
    Madalena

    ResponderEliminar
  7. Ui jazu. Manda tudo e a enfermeira que tira o pedacinho. Ou fazes num pote.

    Aie... boa sorte!

    ResponderEliminar
  8. ahahahahahahahahahahahah pronto, não tem graça nenhuma mas a maneira como descreves a coisa fez-me rir!! iihhiihhihihihi

    ResponderEliminar
  9. kkkkkk esse exame é desnecessário pra caramba , difícil dar resultado (assim dizem os médicos).
    Já aviso ao médico , nem peça porque nao faço rsrs.
    Voce e suas bizzarices Avogi
    podia evitar detalhes , nao? logo no meu café da manhã dou de cara com isso ! rsrss
    deixo abraços e um bom dia!

    ResponderEliminar
  10. Fizeste-me rir e com a foto ainda mais.

    Já fiz várias vezes para não falar das vezes que faziamos em Angola e incluindo às filhas.
    Hoje já dão frasquinhos e espátulas e já pensaste quando não davam?
    Faz para um recipiente previamente desinfectado - MAS COMPLETAMENTE SECO - e tiras um bocado e enfias no frasco. Depois escreves no rotulo 1º. dia, no outro 2º e no outro 3º e não te esqueças que tem de ficar no frigorifico. Mas isso custa a alguém ou as fraldas dos filhos e netos são mais cheirosas lollll

    ResponderEliminar
  11. Olá! Antes de mais desculpa a ausência, mas não tenho tido muito tempo para visitar os cantinhos.

    LOL!!! Oh Mulher... é fácil:

    1 – Preparas o material:
    Jornal;
    Colher descartável;
    Frasco para análise já aberto.
    2 – Colocas o papel de jornal no bidé e fazes a "obra";
    3 – Apertas bem o nariz com os dedos indicador e pulgar da mão que te der mais jeito;
    Entretanto estás com vómitos…
    4 – Fechas bem um olho e vês a "obra" pelo canto do outro;
    E continuas com vómitos…
    5 – Com a outra mão pegas na colher descartável e fazes a recolha da amostra;
    Estás no limite para começar a vomitar…
    6 – Despejas para o frasco da análise;
    7 – Como precisas das duas mão para fechar o frasco, largas o nariz e vomitas definitivamente…

    Há… já agora… depois é só embrulhar a obra e deitar fora.

    Beijuuuus :-)

    ** Gaja //

    ResponderEliminar
  12. Está tudo explicado, AVOGI.

    Não teria sido válida uma ajuda de quem pediu o exame?

    E agora saio a correr por causa do cheiro...

    :):):)

    ResponderEliminar
  13. Que trabalho mais sujo e nojento!!!

    ResponderEliminar
  14. Avogi,
    vc deveria ser colunista em um jornal! Ganharia muito dinheiro e teria muitos assinantes!

    ResponderEliminar
  15. Crede milher.
    Esta gente toda a dar conseilhes e tu ainda nã compredeste? A milhor maneira é prantar o rabe na retrete, pôr a mão por baixe, com a outra mão um frasque com tampa (Trampa), e adespois metes tude no figorife.Deixas congelar e, no terceire dia até parece um bole de chacolate. Nã custa nada. Exprimenta e vais ver que tenhe razão. Calhande foi por causa dos diospires que comeste muintes.Aquilhe tamem dá para a chorrica. Adespois diz-me o resultade. Certe?

    ResponderEliminar
  16. LOLOL só de pensar faz-me náuseas!

    ResponderEliminar
  17. Oi Querida...

    Sou a Maria Dias do Avesso e venho te convidar para meu mundo das flores...Um espaço aonde mergulho neste mundo tao delicado e enteressante!

    Te aguardo lá!

    Beijos

    Maria

    ResponderEliminar
  18. Já tem todas as sugestões, para minorar o efeito naúsea, fechar os olhos eehehehe com luvas tentar acertar no recepiente kkk
    bjocas

    ResponderEliminar
  19. Olá olá. :) Claro que chegou a tempo de passar n'O Meu Blog! Depois quando mudar aviso :)

    Quanto à "obra", nunca fiz esse exame... Mas ali a Gaja explicou muito bem. Ah ah ah...

    Bjito :)

    ResponderEliminar
  20. OBRIGADA A todos pelas explicações algumas pormenorizadas serviu de muito , pois reuni as ideias, um pouco de cada e formulei a minha. O primeiro caneco já está, uuu que nojo, mas enfim. O meu senhor escolheu uma forma que a mim não me agradou. depois conto como fiz pois pode servir para outra pessoa, a ideia , claro.
    OBRIGADA e podem crer que me ri e muito com os vossos comentários. realmente no que toca a m*rda todos nós temos ideias. desculpem a forma de falar. , mas conversa quen ao meta esta palavra não é conversa nem é nada. kis :):):)

    ResponderEliminar
  21. Olá AVOGI!
    Como futura profissional de saúde (analista clínica) posso dar umas dicas. Pelo o que descreveu (3 frascos para colheita) julgo que a sua análise destina-se à pesquisa de sangue oculto nas fezes, para possível despistagem do cancro do cólon. Essa patologia pode provocar sangramento intestinal, do qual, muitas vezes, não é visível a olho nú. Dai essa pesquisa que se efectua. Geralmente, a maioria das amostras de fezes destina-se a esse fim. Para aumentar a probabilidade de detectar o sangue oculto, pede-se amostras de fezes obtidas por três dias consecutivos. Também efectua-se colheitas de fezes para determinar o agente etiológico da diarreia, intoxicação alimentar bem como para diagnosticar infecções causadas por adenovírus, enterovírus, protozoários intestinais etc. A quantidade ideal de fezes é de cerca de uma noz. Evitar o contacto com a urina. Os frascos de análise já estão aptos ao fim a que se destina. Não é necessário desinfectá-los. Guardar os frascos no frigorífico. Alguma duvida, disponha.
    Boa sorte

    ResponderEliminar
  22. MARGARIDA
    Adorei a explicação. pelo menos fiquei a saber para que se destina pois a médica (como todas as da Caixa) não se exprimiu neste sentido.
    nem explicou como se faz , foi a recepcionista do laboratório ue fez as devidas explicações . é a 1ª vez que faço, e por sinal fiz perguntas à funcionária, à medica nem por isso, pois nem sabia que eram dessa forma senão claro que tinha feito perguntas.. ela limitou-se a prescrever a receita e...boca fechada. Margarido agradeço imenso e claro disporei de mais tempo e de outras situações quando for o caso agora que sei o teu ramo. não sou hipocondríaca ,mas com o passar dos anos a pessoa fica a querer saber de tudo. kis :) OBRIGADA

    ResponderEliminar
  23. Fiz em Dezembro, tive o mesmo dilema mas uma velhinha sábia do Porto Moniz disse-me, pois tinha de repetir a sua análise, "lá vou ter de comprar mais um prato de deitar fora". Sem saber, salvou-me a vida. Prato descartável e já está!Tudo imaculado menos a noz...

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...