Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

No talho

- Boa-tarde, tem fígado de vitela?
- Não, mas tenho coração e bofe.
Olhem, fiquei estupidefacta, uma mistura de estúpida e estupefacta.
Ora, eu entro para comprar fígado, ia sair com coração e bofe?
E se ele me dissesse: não, mas tenho patas e cabeça de porco?
Eu diria: ai tem tem. Vejo daqui.

10 comentários:

  1. Lol, encontra-se cada pérola pelo caminho!:D

    ResponderEliminar
  2. Olha, para mim é tudo igual: incomestíveis.

    ResponderEliminar
  3. Tenho que rir muito cada vez que passo aqui! Realmente,m teu bom humor transparece em tudo... admiro quem tem essa capacidade!
    Tem novidade lá no blog: Galeria de Criações Compartilhadas! Aparece lá pra ver e, quem sabe, participar!!! O tema é girassol e vi que tem uns por aqui! Abs. Marion

    ResponderEliminar
  4. És muito "esquisita":):):) Eram tudo órgãos vitais:):):) E o animal já estava morto...
    Abracinho meu

    ResponderEliminar
  5. Quase que parece anedota! Ele há cada um!

    Bjs

    ResponderEliminar
  6. chama se fazer bem o seu trabalho ;)

    ResponderEliminar
  7. Ehehehehehhe...
    Estas coisas só te podem acontecer mesmo a ti!!

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...