Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

sábado, 8 de outubro de 2011

Antes de desejar bom fim de semana...

...Respondo à Sílvia.
Perguntaste-me se o blogue da Quicas tinha sido removido. Também lhe perguntei quando, ao clicar na foto de perfil, não fui lá ter. Mas deixo-te aqui o linque.
Obrigada por seguires a aventura desta mãe de três, mulher de um, filha de dois.

1 comentário:

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...