Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

terça-feira, 15 de maio de 2012

Os maridos das outras

Toda a gente sabe que os homens são brutos
que deixam camas por fazer
e coisas por dizer...
roupa por apanhar...
nunca deixam a mesa  posta...

Mas os maridos das outras não.
Eles são a perfeição
fazem felizes as amigas da mulher

Tudo o que os homens não
o marido das outras são 

O que me dizem desta cantiga que passa sem parar nas rádios do nosso Portugal, letra, música e voz de Miguel Araújo, fazendo referência aos homens?
Quantas de nós também já fizemos pelo menos uma vez comparações entre o nosso e o de alguém?

É assim como: "a galinha da vizinha é sempre melhor que a minha" Neste caso o galo.

E aqui na Rádio Comercial para quem ainda não a ouviu.(http://www.youtube.com/watch?v=rBB6M0_AlMw)

Fotografia: O sol a esconder-se atrás da ilha de Gran Canária, captada da ilha de Tenerife.

 

37 comentários:

  1. Nas vezes que há lugar a comparações, acabo por ficar calada, porque quando ouço as amigas falarem dos seus maridos, concluo sempre que estou mesmo bem servida com o meu!

    ResponderEliminar
  2. Sempre que ouço esta música tenho um grande sorriso na cara :D
    Boa Miguel lol

    ResponderEliminar
  3. Bem eu conheço maridos que realmente são uns "fados" do lar mas em contra partida são uns teimosos como conheço outros que são uns doces mas não fazem um palha em casa...resumindo, todo o belo tem um senão!Até o meu tem hehe

    ResponderEliminar
  4. é uma critica às mulheres pois então!

    ResponderEliminar
  5. O meu marido qdo está em casa cozinha, e eu adoro...

    beijooo.

    ResponderEliminar
  6. Eu concordo com a Naná. Até porque prefiro não comentar nada. Nem bom, nem mau. Existe gente tão invejosa, que se estamos bem, torcem para que estejamos mal; já se estamos mal, ficam espantadas e a dar conselhos cínicos. Por isso, sempre que me perguntam como estou, limito-me a um "Estou bem" e mai nada. Afinal, todos temos altos e baixos, não é verdade?
    Beijinho

    ResponderEliminar
  7. Olá!!

    Eu acho um piadão à música! Para muita boa gente o que é dos outros é sempre melhor! Não é só os maridos... E em momentos de zanga e amuos então... Quem é nunca ouviu dos pais "mete os olhos na tua prima que limpa a casa toda a mãe" ou coisa do género.

    Beijinho
    http://makeupbox-maria.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. ahahah eu queria defender os homens mas não dá, homem é coisa triste mesmo rs.

    um ótimo dia pra vc, querida amiga

    ResponderEliminar
  9. Essa música dá-me vontade de rir!!

    ResponderEliminar
  10. Não, quer dizer...sim!
    Dizem mas não sãos sinceras e sabem muito bem que os maridos sabem que para elas são os maridões.
    Probabilidades de uma mulher reparar no que o marido faz.
    Vê-lo a fazer a cama e arrumar o quarto...2%
    Aspirar a sala...2,3%
    Pôr a mesa...2,8%
    Levar o cão à rua...3%
    Lavar a loiça e arrumar a cozinha...3,2%
    Depositar o lixo...3,4%
    A ver pornografia na Net...100%

    Eheh...

    ResponderEliminar
  11. PASSARINHO
    tu fizeste-em rir
    hum, tinha saudades de uma boa gargalhada e essas percentagens...

    kis :=)

    ResponderEliminar
  12. A música já me mereceu um post. Não vou acrescentar mais.
    Agora a fotografia, uma belezura, sem dúvida! Tens jeito para a arte da fotografia, AvoGi!
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  13. Por outro lado. Há mulheres que nunca falam mal dos maridos e muito ao invés, juram a pés juntos terem o melhor marido do mundo.
    São aquelas que casam por interesse, normalmente com o velho endinheirado.
    Toda a mulher que casa por interesse, sabe sempre oferecer a si própria o que lhe dá prazer.
    E se bem que seja com o dinheiro do marido, só raramente ou quase nunca o agradecimento recai sobre esse.
    Mas falam bem dele, ora essa...
    eheh...

    ResponderEliminar
  14. PASSARO
    se calhar só têm como referencia aquele e por isso ele é o único, mesmo não sendo por interesse ficam por amor aos filhos ao dinheiro às obras Aos desgostos por que sim mais vale este que outro, mas quando é por interesse e têm tudo o que as mulheres dos outros têm, claro estão bem . ele é gordo barrigudo feio com bexigas na cara e uma verruga na penca ma mesmo assim temo que importa é que faz inveja às outras que têm um adonis sem dinheiro
    kis .=)

    ResponderEliminar
  15. Eu não ponho a mesa. É a empregada.
    Ao jantar, levanto, ora pois !
    Nãodeixo a roupa no chão. Coloco num cestopara o efeito.

    Que mais queres, GISELDA ?

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  16. AvoGi.
    A mulher que casa por interesse é exactamente aquela que tendo só o marido, tem a consolação por fora.
    Tem a consolação e tem o dinheiro. Por que iria falar mal dele?
    Dessas estamos conversados.
    Depois há dois tipos de mulher: as mulheres que falam mal dos maridos, mas que são e fazem os maridos felizes porque esse falar mal não passa de um desabafar da pu.. da vida; e há as outras que falam mal dos maridos e tornam a vida do pobre uma eterna infelicidade. São as chatas por natureza e convicção, aquelas para quem tudo que o triste faça está sempre mal.
    Para essas, cá vai o meu recado.
    Minhas senhoras; se a tampa da sanita está em cima, ponham-na para baixo que ele nem nisso reparou e para a próxima, se reparar, vai pô-la para baixo.
    Se os sapatos não estão no seu lugar, estão em casa e não estão perdidos.
    Se a gravata ficou em cima duma cadeira, não pesa assim tanto que não à possam pôr no lugar.
    Se o casaco ficou jogado para o sofá, deixem-no estar que vocês não devem ser assim tão gordas que não caibam lá com ele.
    E por aí adiante.
    Tentem não complicar o que é naturalmente fácil, e vão ver se não vão passar a sorrir mais.
    Espero ter podido ajudar...
    Eheh...

    ResponderEliminar
  17. PASSARO
    mas a que casa por dinheiro tb fala mal dele :ou por ser avarento,mas tb por ser desleixado, e se nao tem empregada vai ter de levantar a smeias do chão as cuecas do balde da roupa para colocar na máquina por qe homem desse calibre nao mete maos à maquina nem na cozinha e s enao tiver empregada vai ter de suajr a smaos na cozinha e dizer mal dele que tem dinheiro e nem uam empregada lhe faculta. portanto PASSARO a mulher diz sempre e arranja sempre ocasião para falar do marido basta ter um e ter outro para referencia.
    e entre-ajuda? não é bom?
    e partilha de tarefas nao é bom tb?
    atao porque raio há homens que entendem que as tarefas de casa sao pertença da mulher? ela trabalha fora e dentro de casa. Fora é remunerada dentro é de borla é por obrigaçao e nada do que é feito por obrigação é do agrado seja da mulher ou do homem.

    e sim acredito quando fala snos dois tipos de mulher e há sim conheço casos assim.
    mas tb há homens que acham que tudo o que a mulher faz está mal feito pois ele é o senhor perfeito que nem Deus, e que se fosse feito por ele estaria bem enquadrado bem colocado etc...
    kis :=)

    kis .=)

    ResponderEliminar
  18. Não me pronuncio...
    Sou um marido de outra

    ResponderEliminar
  19. AvoGi, vejamos.
    É evidente que tudo quanto eu aqui disse, foi dentro de um espírito de são entretenimento e nunca num contexto de séria realidade.
    A senhora é uma avó, eu sou um avô que também tem uma pulguinha com oito encantadores aninhos.
    Logo, decerto compreenderá que conheço perfeitamente a realidade da vida.
    Acho que a senhora apreciaria devidamente um livro, um romance do qual sou autor em que descrevo essa realidade, sobretudo a de antes, porque a actual, de uma maneira ou de outra, melhor ou pior, a mulher lá vai conseguindo impor algumas das suas mais que justas pretensões.
    Nesse romance tem uma passagem que escrevi assim:
    "De facto, não se pense que possa haver aqui um qualquer propósito aumentativo ou de agravar a realidade de então. Explica-se.
    O comportamento exigido a uma senhora, era, não só o de uma irrepreensível moral em conformidade com os padrões de então, como ainda, a total ausência de quaisquer pensamentos menos «dignificantes» ou eventuais «divagações», (do ponto de vista masculino, claro). A uma senhora, exigia-se um procedimento em tudo condicente com o bom nome que ostentava, o do marido (ainda na opinião do mesmo).
    Agora que esse, o marido, fosse quem fosse, que merecesse tamanha atenção e cuidado, isso era o menos importante.
    Era assim à época. Podiam-se dar milhões de exemplos, não faltariam. Para tudo que dissesse respeito aos deveres da mulher, tinha-se pano para mangas. Pensa-se porém já se ter sido devidamente explícito. De facto, que mais acrescentar quando a obrigação (supostamente devida) abarcava o próprio pensamento?"
    Escrevi isto, portanto já vê que nunca poderia não concordar consigo.
    Agora, entre o que se sabe e o que se brinca, vai uma eternidade.
    Acho mesmo que devia ler este romance.
    Se estiver interessada, é um prazer oferecer-lho.

    ResponderEliminar
  20. Já ouvi a música e ri-me. Porque será? ;)

    ResponderEliminar
  21. Prima:
    Não invejo o marido das outras, porque já me chega o meu :)
    Também não gosto de o gabar, nunca se sabe quem está a ouvir :D
    Acho um piadão a esta música.
    A foto é LINDA!!!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  22. Não conhecia a música.:)
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  23. Eu adoro a música e entendo perfeitamente a lógica. :D

    ResponderEliminar
  24. as minhas filhas acham imensa piada à música. Acham estranho ser um homem a cantar, lá tenho de explicar a letra.

    bem verdade numa altura ou outra acabo por comparar ... mas eu não me queixo :)

    ResponderEliminar
  25. as minhas filhas acham imensa piada à música. Acham estranho ser um homem a cantar, lá tenho de explicar a letra.

    bem verdade numa altura ou outra acabo por comparar ... mas eu não me queixo :)

    ResponderEliminar
  26. Eu acho que estou muito bem servida com o meu ilhéu, mas é sempre humano querer mais e por isso também faço umas comparaçõeszitas!

    ResponderEliminar
  27. Já a ouvi e acho que tem algo de verdade. :)
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  28. ahahah à procura dos maridos perfeitos da outras até me perdi, e nem consegui ouvir a música, ouvi na versão femenina.

    Bjocas

    ResponderEliminar
  29. ah ah eu nunca digo nada, mas acho graça à música pois há muitas que fazem comparações!

    ResponderEliminar
  30. PASSARO
    claro que sim! e se tens prazer em oferecer-mo eu terei todo o prazer em lê-lo.
    obrigada antecipadamente
    kis :=)

    ResponderEliminar
  31. Também já ouvi a música e acho que tem algo de verdade. A primeira vez que reparei na letra achei engraçada, mas depois de ouvir muitas vezes comecei a cansar-me de a ouvir. Bjs

    ResponderEliminar
  32. Sim, Altinha! Todas nós já caímos nessa armadilha e tb já temos o desprazer de ver como o marido da outra tb pode ser machista, suvina, preguiçoso, egoísta,etc.

    Conheci uma moça que o marido dela deixava ela gastar com o que quisesse, mas ele tinha que comer comida caseira, fresca todo dia.Ele não comia comida esquentada e a comida tinha que ser cozinhada meia hr antes dele chegar do trabalho.

    Me desculpe, mas prefiro não gastar no cartão de crédito, hahahaha!

    ResponderEliminar
  33. De marido só sei que não quero nem o das outras nem um para mim. Com tanto exemplo de insucesso prefiro usar e dispensar, tão logo acabe o motivo de ter-me juntado a eles hehehe!
    Abraço.

    ResponderEliminar
  34. Adorei a música. Foi o meu marido que me mostrou. Por que será?!

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...