Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

O que fazes neste momento?

O que faço? Eu e Moi-Même a descansar
Apanho sol.

6 comentários:

  1. Também gostava. Mas isso, já se sabe, não é pra quem quer, só pra quem pode!!! :))

    ResponderEliminar
  2. Tens umas pernas tal qual troncos, só podes ser uma velha medonha e feia...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo,tenho fotografias mais abaixo, rola até lá e vês oquão medonha sou. E sabes,nunca disse ser bonita e linda,em contrapartida com o teu medonha e feia, e já agora exp.lica isso: medonha e feia?
      Kis querida :>}

      Eliminar
  3. Uma óptima actividade - vegetar ao sol na varanda.
    Sempre que posso, não escapa.
    Beijinhos

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...