Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

sábado, 11 de abril de 2015

Tem alguém...

...por aqui? Parece que não.
Isto ao sábado é calmo, anda toda a gente na lida da casa ou a aproveitar estes raios de sol no início da primavera, ou foram todos para a massagem de argila e areia e tratamentos de pedras quentes; ou, então, tenho de admitir e dar a razão a quem diz que muito tráfego durante a semana é feito na hora de expediente. Concordam?

4 comentários:

  1. Também sinto uma ligeira quebra, digamos assim, ao fim de semana, mas até acho normal :)

    r: Sim, concordo, exposição a mais também tem as suas desvantagens. Felizmente, desde que tenho blog, nunca tive que lidar com essas ofensas gratuitas, mas sei quem lida e acho ridículo que entrem por esses caminhos. Qual é a necessidade?

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. Claro que é verdade, é nos intervalos do trabalhinho que mais se acede, ao fim de semana fazem-se as compras, limpa-se a casa, passeios, etc :)

    ResponderEliminar
  3. Eu quase só cá venho à noite, quer seja de semana quer seja ao fim de semana. Visito os blogues e agendo os posts nessa altura. Durante o expediente é mesmo muito raro, além de ter muito trabalho e não ter tempo, não quero ser despedida por essa razão...

    ResponderEliminar
  4. Sábado...de dia...plantei abóboras...e à noite...uma "cervejeca"...como se fosse verão!
    Bom domingo linda e bj!!!

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...