Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Adoro aquele pedaço de terra...

...e adoro aquele pedaço de homem que pisa aquele pedaço de terra.
E mais dia menos dias eis que vou pisar o chão de Braga. E apertar aqueles ossos num abraço do tamanho do oceano que nos separa. E que nos une.

Fotografia: A Brasileira, Braga

8 comentários:

  1. Pensa positivo: já falta pouco para o abraçares! :)

    P.S. Eu sei que está calor, mas o chocolate quente na Brasileira é delicioso! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está calor por aí? Ai, lá vai a veia da cabeça inchar.
      Eu vou sempre sentar-me na Brasileira a ver as modas e bordados passarem
      Kis:=>)

      Eliminar
  2. Ai... eu estou mortinha por sair desde inferno na terra (muito, muito calor) e ir para o meu rico norte!
    Não vou tão para cima, fico-me por terras gaienses, mas é tão bom voltar a ouvir a pronúncia do norte em tudo que é canto, e voltar a sentir aquele clima litoral... *-*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu imagino o bafo quente que deve estar aí.
      Sabes que o Porto está no meu coração. Vou a Braga pois é lá que está um pedaço do meu coração
      Kis :=>)

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Colega e amiga, Braga conheço um pouco. Vou para ver o mê Bisalho estar com ele conversar...
      Claro que vou sair dar umas voltas...
      Kis:=>}

      Eliminar
  4. Gosto tanto de ir a Braga! Aproveite bem :)

    ResponderEliminar
  5. Braga é uma cidade muito bonita :) eu sou muito fã do Norte de Portugal. Acho que é o que temos de mais bonito :)

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...