Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

quinta-feira, 4 de junho de 2015

Na minha mala tem de tudo

Desde atum e lapas frescas, segurelha, manjerona, bolachas inglesas, poncha, aguardente, até alface cultivada por estas mãos, passando por um capacete, luvas, colete, viseira...
Sim, claro, também levo roupa para mudar todos os dias assim a modos que preparada para as passagens de modelos...
Depois, além disto ainda a "lambreta" (o m. que tablet)...o computador, à máquina fotográfica...
Se coube tudo numa mala? Credo em cruz...não, dividido por duas malas.
Claro que é para o mê Bisalho e madame (projecto)-nora, ora que pergunta! Acham que ia levar isto para mim? Cá nada!

7 comentários:

  1. E "prontus" já estou com água na boca ... lapas frescas! Dava tudo por umas lapas salteadas numa frigideira com manteiga e alho e temperadas com sumo de limão :P

    ResponderEliminar
  2. Mas onde é que tu vais mulher? Não paras sogadita? Boa viagem :)

    ResponderEliminar
  3. Se vai viajar ? Não,que ideia, só vai ali mudar de quarto.

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...