Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Só peço a Deus, aos santos...

...aos arcanjos e a Nossa Senhora do Sabonete que as minhas Pulgas quando forem adolescentes não cheirem tanto a transpiração como a mocinha que veio na fila 13 lugar C. Eu vim no lugar B e quase que vomitava!
Ainda estou mal-disposta, caramba!

2 comentários:

  1. Há pessoas que não têm a mínima noção de higiene, é impossível :o

    ResponderEliminar
  2. Logo pela manhã, em elevadores apinhados de gente, sabe tão bem o perfume do sovaco!!!
    Tomem banho, porra!
    Beijinhos

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...