Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Amanhecer em Veneza

Isso queria eu, mas não foi assim. Amanheci mas no hospital depois de um passeio na ambulância. Eram sete de uma manhã que tinha tudo para ser linda.
Lembram-se de contar da queda do mê senhor? Pois, não se lembram, certamente passou despercebida.

Mê senhor resolve passar de um escadote para outro sem pôr os pés no chão, isto no sábado passadfo e, saibam que o hôme nunca foi ginástica, mas pensava que tinha sido um alto gabarito em trapézio. E estatelou-se, ou melhor partiu-se no chão, ainda andei a colar os cacos, mas velho com ossos velhos não cola. Aliás, não há nada que resulte nem a cola dos dentes nem superglo.
Sem contar a cena das horas no hospital, sem contar a cena da suspeita de costelas partidas, sem contar com as dores e gemidos do mê senhor mais a dos trezentos doentes na sala de espera, até foi uma manhã bem passada.
Abreviando, o hôme do demo não partiu mas roturou (ou rupturou) o músculo e anda empalamado das costas. Coisas de velhos c 'os novos não entendem. Falo da ideia que os idosos, têm de pensar c' o tempo não passa por nós e c' ainda, temos a mesma agilidade de outrora.

6 comentários:

  1. As melhoras...ultimamente também tenho passado muitas horas pelas salas de espera das urgências, mas eu é mais urgências pediátricas.

    ResponderEliminar
  2. As melhoras.
    E pés assentes no chão!!! :)))
    Bjs, bfds

    ResponderEliminar

  3. As melhoras do tê senhor. Cuida bem dele.
    Um abraço.
    D.

    ResponderEliminar
  4. Óóó. Melhoras rápidas do tê senhor, há-de ficar bom depressa. Beijinho

    ResponderEliminar
  5. Rápidas melhoras! Não tarda e já estará fresquinho como a alface ;) beijinhos

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...