Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Há cada um! Louco, só pode!

Um homem veio do Canadá para a Madeira no mês passado. Vive no Caniçal, ponta leste da ilha.
Na sexta feira passada disse à mulher que ia ao centro - a Machico - comprar material para o barco, para poder voltar a pescar. Segunda feira ainda não tinha regressado a casa, foi dado como desaparecido e encetaram buscas para encontrá-lo.
Ontem um amigo residente no Canadá telefona à mulher a dizer que o marido tinha ido tomar um copo com ele. Ela ficou admirada, pois que só tinha ido do Caniçal a Machico comprar peças para o barco.
Ele, finalmente telefona a uma irmã a dizer que estava no Canadá.
Resumindo: ele sai de casa e em vez de comprar peças para o barco, compra mazé uma passagem para Lisboa e, em chegando à capital compra passagem para o Canadá sem dar cavaco a ninguém. E toda a gente: polícia, bombeiros, PJ a procurar o gajo. E ele no bem-bom sem se preocupar...
Gente louca!

6 comentários:

  1. Lá terá que ser a mulher a ir a Machico comprar o que o "ome" não comprou para continuar a pescar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas já vjiste o grau de respeito e responsabilidade que tem para com a família?
      Diacho!
      Kis :=)

      Eliminar
    2. A mulher keria ir ao Centro e ele descobriu a maneira !
      Foi muito delikado, cus diabos.
      Pork razão as mulheres sempre se queixam ?

      Eliminar
  2. Um a variação da célebre treta do marido que só sai para comprar cigarros.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Ele quis foi livrar-se da mulher.
    :)D

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...