Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Hoje dei aquele passo

Quando a família/amigos precisam de nós há que reuniu esforços. Hoje foi um desses dias. Um passo daqueles gigantes para que alguém passa encetar uma longa caminhada. Um pequeno passo mas que é o primeiro de muitos que havemos de dar porque família/amigos destes há que preservar.
Hoje foi, sem dúvida, um grande dia. Cá estaremos juntos para remar contra ventos e tempestades que surgem na vida.
Mais dias iguais a este e eu rebento de felicidade, porque se estiver nas minhas mãos realizar o sonho de alguém sou capaz de ir até ao fim do mundo. E voltar ainda mais feliz.

4 comentários:

  1. Não tenho dúvida disso pois nota_se que és uma mulher de fibra!
    Hoje passei a tarde num centro de dia celebrando o Natal com os idosos...e estou bem melancólica! Boa noite

    ResponderEliminar
  2. Bom fim de semana. Que a felicidade se mantenha por muito tempo.

    ResponderEliminar
  3. O blogger não me permite responder aos vossos comentários.
    Kis:>}

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...