Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

São onze

Para a passagem de ano estão esperados onze barcos na baía do Funchal. Na foto vêem-se oito, mas foi captada às três da tarde, de uma bela tarde, onde os milhares de turistas despem-se para receber os raios de sol.
E será novamente uma noite memorável.

3 comentários:

  1. Espero que tenha sido uma festa em cheio :) Um Feliz 2016, com tudo de bom: Amor, Felicidade e Saúde :)Bjs

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...