Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

sábado, 12 de dezembro de 2015

Um dia em plena harmonia

Adoro os dias em que se acorda com a sensação de que está tudo no lugar. Um pequeno-almoço em família, uma saída às compras, um passeio pela serra e um almoço tardio num sítio repleto de verde castanho, amarelo e dourado.
Há dias assim que nos fazem esquecer as maldades que povoam perto de nós.

3 comentários:

  1. E como são maravilhosos esses dias!
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. É isso mesmo,devemos esquecer os momentos maus e pensar sempre nas coisas boas!! Desejo-te um excelente domingo!! http://cenasemaiscenas29.blogspot.pt

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...