Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

domingo, 17 de janeiro de 2016

Digam-me só uma coisinha!

É, a modos que, uma dúvida que m'atormenta!
Ora aqui vai disto...Quando vocês por um motivo qualquer que para aqui pouco importa, deixam de se relacionar com alguém, chegando ao ponto de cortar com a relação, cortam também com os membros da família ou esses ficam isentos do corte?
É que, pelo que me apercebi há pessoas que deixam de falar com todos os membros da família, quando cortam o elo de amizade com um.
É assim?
É, sem dúvida, uma dúvida que m' assola o espírito.

7 comentários:

  1. Acho que não é suposto, mas sendo família e a família ser composta por laços, uns tomam as dores dos outros como se fossem suas e está a barraca armada :)

    ResponderEliminar
  2. Depende como influenciam os restantes membros. Toda a família do meu ex, cortaram comigo. Até aqui tudo bem, mas todos eles entenderam cortar com as netas, sobrinhas, primas (as minhas filhas como é óbvio). Por vezes obrigava-as a telefonar...não atendiam e deixaram por completo. Viram-se no funeral do pai, com nham, nham (segundo elas) e a coisa continua na mesma.

    No entanto tive uma colega terrível com a qual cortei totalmente. No entanto ainda hoje os pais dela falam muito comigo.

    Como tal...há gostos para tudo!

    Um bom domingo

    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Nos meus quase 60 anos só não falo com uma comadre minha há mais de dez anos...pois odeio injustiças!

    ResponderEliminar
  4. Compreendo que a ligação com o resto da família (ou amigos) sofra mudanças, mas para mim não faz qualquer sentido cortar a relação com essas pessoas quando o assunto não as envolve a elas.

    ResponderEliminar
  5. Eu, infelizmente, tive de cortar relações com duas pessoas da minha família (tia "emprestada" e prima), mas continuo a falar com o resto desse agregado familiar... Uma coisa não invalida a outra... Para além disso o restante agregado familiar sabe que tenho razão por ter cortado relações...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Acho que depende. Se cortas relações com uma amiga e eras amiga dos pais da dita, não vale a pena continuares a ir lá a casa lanchar, certo? Se for alguém da família, continuo a falar com os restantes.

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...