Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Quem diria!

Quem acredita que o povo holandês é plagiador, por favor, dê um passo em frente e ao mesmo tempo levanta o bracinho e diz: "eu" "eu"
Atão não é que plagiaram a cantiga do Quim Barreiros "A garagem da vizinha"?
Não sei se já viram o vídeo clip, mas até o boneco é uma réplica do cantor português.
Depois da música dos DAMA, não ficaram quietinhos lá no seu burgo, nada disso, ouviram a do Quim e acharam que ali havia produto para cópia. Se assim pensaram assim o fizeram.
Olha lá que agora descobriram Portugal...

2 comentários:

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...