Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Tenho uma coisa a vos dizer...

...mas de momento não posso. Fica para depois, sim? Porque agora é hora de calar a boca e fechar para que não saia a tal coisa... E quase rebento!

6 comentários:

  1. Pronto, mulher
    desabafe quando quiser

    mas se for segredo sério
    não conte ao Marcelo
    não é que não soubesse guardá-lo
    sua boca é um chocalho

    ResponderEliminar
  2. Então diz lá. Não nos deixes a imaginar coisas...
    Bj.
    :) D.

    ResponderEliminar
  3. Vai ser avó de novo...

    Sandra / Funchal

    ResponderEliminar
  4. Cheira-me a passeio...
    D.

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...