Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

domingo, 28 de fevereiro de 2016

À noite no museu

Um filme com legendas passado no canal Disney e que pôs as Pulgas sossegadas durante uma hora e meia.
Não percebem inglês mas a animação e fantasia é perceptível tornando o filme num espectáculo, porque à noite as estátuas e figuras de cera ganham vida transformando o museu numa euforia épica cheia de magia.
Até eu adorei.

1 comentário:

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...