Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Ai sim?! Ai pois é!



Ai pois, agora chupa essa manga, melhor dizendo, atão vocês autarcas da minha vida queriam roubar o erário público e era para manter segredo?
Mas vocês, autarcas do meu mundo, pensavam que essas voltas que iam dar...quando faziam as viagens à conta dos munícipes, usando não o da algibeira mas sim o do cofre...que ninguém ia saber?
Otários! Agora andam com as calças na mão a correr no tribunal!

1 comentário:

  1. O antigo Procurador, o que devia ser o garante da legalidade, está a ser julgado em Macau.
    Entre outras coisas por dar umas voltas com os familiares, e não só..., à custa do Ministério Público.
    Esta gente não vergonha na cara!
    Bjs

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...