Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Só quem vê é que entende!

Meus senhores (e minhas senhoras também) que falta de responsabilidade existe neste mundo redondo! Que falta de civismo, meu Deus! Mas anda tudo louco?!

Atão não é que alguém entra numa via rápida e bate em quem lá circula e arma-se em triste coitada?! Atão não é que para se armar em vítima diz que quem circulava é que tem de assumir a culpa!?
Onde já se viu entrar numa via-rápida, cruzar logo duas faixas arrastar quem lá circula até os rails de separação, encurralá-la e dizer que esta pessoa bateu atrás quando é o lado dianteiro que está amolgado!?
Haja civismo e responsabilidade...Admitir os erros custa, mas liberta a consciência!

1 comentário:

  1. AvoGi, há quanto tempo!!! Quando me iniciei no mundo dos blogues (com o meu antes chamado "Desabafos") este cantinho foi dos primeiros que li, depois, não sei bem como nem porquê perdi-lhe o rasto e agora que volto a encontrá-la fico mesmo contente :) Deixo-lhe um grande beijinho.

    Quanto ao que relata, tem toda a razão, as pessoas parece que não têm consciência das coisas que fazem. Até parece ridículo não verem o que está à vista de todos e insistirem em teorias descabidas. E quem está "certo" é que parece maluquinho... Lamento que esta situação agora seja quase uma constante na nossa sociedade. Mas a falta de educação e consciência parece que são infindáveis.

    Beijinhos

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...