Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

terça-feira, 4 de abril de 2017

Carta aberta aos papás dos seus lindos filhos que frequentam o colégio onde também estão as mnhas Pulgas

(Carta aberta...sim, ainda não a meti no envelope nem passei a língua na cola para fechar...)
Aos papás e mamãs e pais dos papás e mamãs que vão buscar as suas lindas meninas de laço grande na cabeça e mochila violeta e meninos de colete e calção pelo joelho ao colégio e interrompem o trânsito porque param a bomba assim a modos que mal parada e ficam ali a criar raízes até que os seus meninos lindos de cabelo engomado e meninas lindas de laço virado para Belém cheguem à porta.
Papás e mamas e papás e mamas dos papás e mamas, saibam que a campainha da escola toca às quatro horas e só a essa hora é que os lindos filhos e filhas e netos e netas saem da sala. Saibam que ainda a porta da sala não é paralela ao portão e não fica ao virar para norte. Saibam que as professoras...e aqui deixo o meu longo cumprimento a elas, não estão, como pensam que elas estão, atrás da porta à espera que dê o badalo para mandar os alunos sairem a correr qual galinheiro de porta aberta a deixar bisalhos ao deus dará. Saibam que as suas meninas lindas de laço à cabeça e meninos coisa mailhinda do mundo vêm a patinhar ovos à conversa com os seus pares mostrando o brinquedo...refiro-me àquele que custa mais de quatrocentos euros, que o papá deu pela festa dos seus anos e por isso demoram a chegar ao portão, e porque sabem que o seu extremoso pai, avô, mãe ou avó, estão ali já à espera, mas dá tempo, os outros que esperem, porque "eu" sou a filha de quem sou e por isso esperem. Saibam que o parque perto da escola proporciona meia hora sem pagar mesmo a pensar nos colégios ali à beira.

Atão porque raio chegam à porta da escola às dez para as quatro ou melhor três e cinquenta puxam o travão de mão ficam a coçar os cabelos ou a atender um telefonema da empresa que de tão importante nem ouvem os apitos e businadelas dos outros, e os avós que devido à hora perderam uma tarde de sono e aproveitam para passar umas brasas, as avós que entrementes tentam passar de nível no Candy Crush, e as mamas que passam os olhos na última revista sobre a moda de primavera, sabendo que só depois das quatro e meia é que as lindas meninas de laço grande já virado para Marrocos e os meninos de colete, calção e cabelo penteadinho de risco outrora ao lado, agora ao meio chegam ao portão.
Poça, difícil entender, caramba! E os outros é que são os otários, é isso?

22 comentários:

  1. Infelizmente isso acontece ao pé de quase todos os colégios onde andam as pessoas aqui descritas! Não se compreende... Beijinhos e paciência.
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    2. Uma falta de civismo sem igual. Cada vez pior
      Kis :=}

      Eliminar
  2. Como ouvi alguém dizer, é nessas horas que faz falta um camião daqueles do lixo ou do exército, para passar pelo meio do maralhal todo.
    Acho que na vez seguinte, iam todos estacionar no tal parque!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  3. AvóGi, por aqui isso também sempre aconteceu, não bastasse , isso ha aqueles que tem que parar exatamente em frente ao portão nem 3o metros acima nem 30 abaixo mas na porta para pegar ou deixar os seus pequenos....pensando em como tem gente folgada nesse mundo né...mas não fique nervosa, como costumo dizer respire fundo e não faça contato visual kkkkkkkk grande bjucas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. MaRu..
      Ainda hoje mãe pára na faixa de rodagem, saí, tranca o carro com o Comando à distância, saí nas calmas entra no colégio e demora. Três arroz atrás dela não podiam passar... Esperaram e quando chegou nem obrigada , como s foisse "obrigatório" esperar
      Kis :=}

      Eliminar
  4. Penso que é um mal comum. Às vezes vou buscar a neta (a pé) e ela está numa escola pública e é a mesma coisa. Se algum morador da rua quiser sair só a pé, ou a alternativa é ter motor de foguetão e passar por cima.
    Um abraço.

    R: Não amiga, com muita pena minha não vou a Braga. O dia 30 de Abril é sempre data de preparar uma festa para o dia seguinte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Primeiro de Maio - Dia do Trabalhador
      Kis :=}

      Eliminar
    2. Aniversário do cunhado para quem tenho de confeccionar o bolo de aniversário e ajudar a irmã.
      Abraço

      Eliminar
  5. Comungo a dissertação
    que este mundo anda sem paixão
    sem trambelho, e porque não
    educação...~_***********

    Feliz noite de aqui
    e força no que vai por aí. Bjocas

    ResponderEliminar
  6. Um texto bem fofo,como convém em se tratando de babys hehehe mas contudo todavia nao sem deixar de dar aquela espetadinha nas mamães vovós e a trupe toda que atropela o trânsito certamente por nao ter muito que fazer kkkk ou nao se incomodar com os humanos ao redor. Estão pouco se lixando... rs
    Nesses casos melhor mesmo é respirar fundo rezar o Pai Nosso e ir adiante.
    beijos Avogi

    ResponderEliminar
  7. Prima:
    No dia em que alguém inventar um maneira de os carros entrarem dentro dos edifícios, sejam eles colégios, cafés, bancos etc..., tudo se resolve para esses papás e mamãs.
    Não há pachorra!

    Um beijinho

    O Toque do coração

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Prima...
      Há gente que se pudesse levava o carro até a cabeceira da cama
      Kis :=}

      Eliminar
  8. No envelope introduz a carta,
    mas não passa a língua na cola
    deixa quem tem a barriga farta
    não se apoquenta com isso agora!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Edu...
      O civismo ou a falta dele incomoda-me.
      Kis :::=}

      Eliminar
    2. Só deixar o desejo de um dia feliz
      e que estamos em DESTAQUE
      no Blog do Alfacinha Belga....

      Joca de aqui da Serra~_````

      Eliminar
  9. Aqui conhecem as mesmas cenas ás portas das escolas .
    Abraço

    ResponderEliminar
  10. Conheço bem a realidade pois meus filhos frequentaram um colégio!!!
    bj

    ResponderEliminar
  11. A falta de civismo... é sempre bonita de se apreciar... deve ser o que passa pela cabecita vazia de quem resolve parar de qualquer jeito... sem pensar nos demais...
    Um mal geral infelizmente... em muitos contextos...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  12. Nada contra a quem vai buscar os filhos/as mais os laços à escola, mas... e como o há sempre, é uma falta de respeito para com os outros condutores sim!! o pior é ver a policia à porta ao pé da passadeira e nada faz.
    Depois? depois os meninos/as andam obesos.
    Enfim falta de civismo é o que é.
    Beijinho AvoGi
    Instagram ∫ Facebook

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...