Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

terça-feira, 18 de abril de 2017

Ouvido de passagem entre dois que nada fazem

Dois vizinhos cá do burgo, ambos rapazes com mais de quarenta anos que adoram polir a esquina da rua como o seu rabo sempre encostado à parede e ainda vivem com os pais que trabalham até à exaustão para alimentar estes dois solteirões e restantes membros, dizia um para o outro:
- O melhor lugar para se trabalhar é aqui na Madeira.
Ora bem, meus senhores, aqui eu cocei-me toda desde a ponta do pé até ao couro cabeludo por achar que estão cobertos de razão.
Aqui é o melhor sítio para os "pais deles" trabalharem porque se um dia os pais emigram à procura de melhor trabalho eles vão avergar a giba porque a mama vai secar. E o leitinho quente e papinhas de bolacha Maria com banana esmagada vai faltar.

25 comentários:

  1. Olá, dois moços que certamente não são únicos, aderiram, "trabalho chega-te para lá," ainda por cima, são moços que sabem tudo, são uma espécie de exemplo na sabedoria e da razão, criticam todas as pessoas, e todos os sistemas com razão, os moços são umas vitimas (coitadinhos), devíamos de ser solidários com o saber deles, são um exemplo brilhante para a sociedade.
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AG...
      E quando criticam os que trabalham quando são estes que os alimentam que descontam para que recebam o subsídio que "é um direito" porque "coitadinhos" não trabalham mim Sálta-me a brotoeja
      Kis :=}

      Eliminar
  2. r: Por acaso, quando saí da fnac, comentei com a minha mãe que achava que ele estava bem mais magro. Não que ele fosse gordo, mas, de facto, notei essa diferença

    ResponderEliminar
  3. Para eles acredito que seja, porque estão assegurados --'

    ResponderEliminar
  4. O trabalho mata...Há há há há
    Parabéns à Aniversariante
    e uma feliz tarde de aqui dos Calhaus.
    Bjoca.

    ResponderEliminar
  5. Tenho na família um caso desses e fico revoltada com a "preguiça" e falta de senso dessas pessoas!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  6. Infelizmente há tantos casos desses, eu conheço alguns e também me faz confusão as pessoas serem capazes de ser assim. :-/ Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  7. Coitados dos pais....
    Esperemos é que não haja mulheres a cair nas garras de tipos desses!

    Bjix

    PS- faz anos? Se sim parabéns! Um doce beijinho 🌼🌼

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lina...
      Eu não. A mãe das Pulgas fez ontem 37 anos.kis :=}
      Obrigada

      Eliminar
  8. Prima, este didáctico diálogo mostra a solidariedade dos dois, um não trabalha e o outro ajuda-o :)

    Um beijinho

    O Toque do coração

    ResponderEliminar
  9. Às tantas pensam que se o trabalho dá saúde e faz bem, que trabalhem os doentes.

    Coitados desses pais, como os lamento e...culpabilizo, também!

    Beijo

    ResponderEliminar
  10. Adoro papas de bolacha maria, banana e sumo de laranja :))

    ResponderEliminar
  11. Olha que aqui no continente ... passa_se o.mesmo em muito lar!!! Bj

    ResponderEliminar
  12. Sabes, percebo o teu ponto de vista. Essas pessoas causam-me comichão. Mas também te digo, filho da minha mãe não fazia isso. Os meus pais deram-me um ano de benefício se chumbasse no curso, que, felizmente não precisei de utilizar. Caso ao fim dos 6 anos não estivesse licenciada teria que trabalhar. E, como sabes, sou filha única!

    ResponderEliminar
  13. Misérias...
    Infelizmente há muitos casos idênticos. Se não sofrem de qualquer tipo de deficiência, só posso dizer: pobres pais.
    Bjinho


    ResponderEliminar
  14. Pois, a forma correcta teria sido dizer o melhor lugar para os outros trabalharem é aqui na Madeira.
    Assim é que era real.
    Bjs

    ResponderEliminar
  15. Mal habituados pelos pais que ja os deviam ter posto a andar a procura de trabalho!

    ResponderEliminar
  16. Há pessoas sem o mínimo de noção. Eles que não começem a fazer pela vida, não!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Ele há pessoas para tudo!


    Ms. Telita | Telita LifeStyleFacebookinstagram

    • novo grupo para divulgação de blogs: blogs Lifestyle Portugal

    ResponderEliminar
  18. Nos dias de hoje, infelizmente, é assim ! :((
    Dantes, por volta dos 20, 22, toca a sair de casa que os "velhotes" já fizeram muito por nós e está na hora de descansarem e eu ter mulher (que bem preciso) ! ...
    Agora, os "velhinhos" ainda estão em forma para me sustentarem cá em casa e mulheres é coisa que não me falta ! Para quê ter "responsabilidades, se estou tão bem assim ? ...

    ResponderEliminar
  19. E no Continente... também não se está mal...
    Hoje em dia, há tantos também assim... e muitos que voltaram para casa dos pais... com/sem mulher e os filhos... quando as coisas correram mal...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  20. VÊ-SE MUITO ISSO HOJE EM DIA, PARECE QUE ESTA GERAÇÃO, (ALGUNS É CLARO) SÓ VÃO AMADURECER QUANDO LHES APERTAR A FALTA DAS COISAS, MAS, ACHO QUE MUITO DISSO É CULPA DOS PAIS QUE PERMITEM ISSO.
    MUITO BOAS TUAS CONSIDERAÇÕES.
    JÁ ESTOU TE SEGUINDO.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  21. Se alguma vez fores assaltado por uma súbita vontade de trabalhar, deita-te e espera que a crise passe. Se não passar em tempo razoável, vai ao médico, que isso é doença!

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...