Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Esta coisa dos sensores...

Ora eu sou rapariga que nasceu ainda Salazar era vivo e por conseguinte estas modernices bolem-me com os nervos e o sistema nervoso central entra em erupção.
Estava eu numa casa de banho de um café quando os sensores apagam, sim, eu demoro muito na casa de banho mas sabem sou "dureira" como dizia a minha santa abuelita que era reles com'um touro.
Atão a p'ssoa tá sentada concentrada na obra (por aqui dizemos obrar), e tem de fazer sinagogas e abanar os braços como que a pedir socorro quando está no sítio que merece descanso e sossego?
E depois apaga e tem de fazer o serviço todo às escuras (e como estava negro mê dês!), e por mais que mexa os braços, as pernas, e faz que dança a Lambada não dá luz. E o papel? Onde raio está o papel?
Só depois quando abre a porta para sair é que descobre que os sensores estão fora da casa de banho na zona do lava-mãos. Mas isto tem cabimento?!
Uma p'ssoa tem de ir com as calças na mão à rua para ter luz na casa de banho?!

Fotografia: Ribeira Brava, cidade na zona oeste daMadeira

17 comentários:

  1. AvoGi
    kkkkkkk imaginando a cena.
    Xavelhinha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha Xavelhinha... Onde estás agora? Madeira?
      Kis :=}

      Eliminar
    2. Era bom era...no outro lado do oceano. Bj

      Eliminar
    3. Era bom era. No outro lado do oceano. Bj

      Eliminar
  2. Pois cabimento deve ter tido na cabecinha pensadora que instalou o sensor.A maioria dos Telelés, têm uma boa lanterna. Para a próxima já sabe. Liga a lanterna do bichinho...
    Abraço e feliz S. João

    ResponderEliminar
  3. Penso que a causa será
    Selfies... Hé hé hé

    Beijinhos e um grande fim de Semana.

    ResponderEliminar
  4. Olá, o toine tem sempre soluções rápidas para aconselhar, assim, aconselho amiga Gi a usar uma vela perfumada na mala, acende a vela para ter luz e perfuma o ambiente.
    Tóine Marafade

    ResponderEliminar
  5. Lá no meio das flores,
    se a retrete fosse na rua
    de noite no campo à luz da lua
    não precisavas de sensores!

    AvoGi, quando fores à retrete leva uma lanterna. Mulher prevenida vale por duas...

    ResponderEliminar
  6. Não tem cabimento nenhum, mesmo.
    Bom fim de semana!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  7. Ah,ah, ah, mas quem se lembrou de instalar os sensores fora da casa de banho?
    Bom fim de semana Gi.

    ResponderEliminar
  8. Concordo consigo. É detestável essa coisa dos sensores na casa de banho. Gostei da sua humorada narrativa.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  9. assino por baixo desse protesto e compreendo que assim não havia condições !!!
    não se pode voltar à velinha :)
    abracinho
    Angela

    ResponderEliminar
  10. Ahahahahahah!
    Engenheirices de agora!... É outra categoria!
    Bjs
    Ana

    ResponderEliminar
  11. :))))) também subscrevo o protesto!!!

    ResponderEliminar
  12. O que já me ri a imaginar a cena ahahaha..o certo é que já me aconteceu o mesmo e agora lembrei-me enquanto escrevo , que se podia acender a luz do tetélé, mas pegar nas calças, obrar e pegar na luz , é muita coisa ao mesmo tempo.
    Nada como uma chamada de atenção.

    Kiss Gi

    ResponderEliminar
  13. Essa é boa, o mentor da coisa devia ter alguma coisa em mente, só não se percebe o què...

    ResponderEliminar

Como? O que disse?
Não ouvi nada.
É melhor escrever...