Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Feleiz ane nouve

Vim cá só de raspão para enviar a mensagem de bom ano em madeirense.
NOTA: nem toudes falem asseim...

"Bauas intradas e Bauas saídas"

Nã bebem muite porque uis poliças andem da raua.
Aquilho sã uns estafermes do estapore que só querem é passare maultas.
Comem brauas de mele eh boules pa inganar o estrampalho. Enchere beim o pandulhe.
Hoje nã é deia de comere milhe cozido, nã senhoure. É deia de cainja de galeinha.
Cuidade cus fuguêtes e ca lhuzes das reuas. Van ficare encegueirades.
Hoiji há mûintas bedeiras. Por isse, cuidade nã buberer mûinte.
Estepilha, vai sere uma noiti leinda!
Nã tá cheuva, naim vente, e os camones tan todes contentes. Eles andem nus tratuarius, não andem do caminhe dus carres.
Tá tude come eh goste.
Eh só veinhe aquei adespoes da passage do ane. Vou vere uis barques, o fougue. Voue comer e bubere muinte.
Ao despoes eh cont come fouie.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Para desanuviar um pouco

Madeirenses de determinados sítios terminam as palavras em "es" em vez de "os", ex: "menines" em vez de meninos.
Há os que, sabendo que falam dessa forma, tentam corrigir ao falar.
Hoje no cemitério ouvia-se: os meus "sentimentes" e os meus "pêsamos".

Adenda (ao post da Rosa)

O bebé nasceu quando a mãe já estava ligada às máquinas. Entrou no hospial com dor no peito e logo desmaiou, para nunca mais acordar.
Ela não chegou a conhecer o filho.
Em principio o nome do rapaz seria Francisco.
O filho mais velho que esteve sempre atento e presente nas conversas tidas entre médicos e família decidiu que seria Salvador. Justificação dada por ele: "o meu irmão salvou-se."
Hoje era ele quem apoiava o pai.
Nunca vi tanta gente numa missa de corpo presente.
Nunca vi o padre chorar ao celebrar a missa.

Será...

...Que os pilotos da TAP e da SATA são mais responsáveis que os demais pilotos doutras companhias?
É que só estes não aterram na Madeira quando está vento e nevoeiro. Os outros sim. Ou quando as outras companhias aterram pára o vento e o nevoeiro? Algum contrato que não se conhece com São Pedro? Só se é.
E não me falem em segurança! Não acredito que as outras companhias brinquem com a segurança dos passageiros.

Metodologia do trabalho em portugal


Um trabalha, 10 olham de braços cruzados, tal e qual...
Reflecte bem a quantidade de pessoal que é necessário para que a obra seja feita.
Ou melhor, a quantidade de pessoal e a obra não está ainda feita.

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Pensamento meu: Ironia da vida

Não consigo acreditar! A mãe dum antigo aluno, tão jovem, tão meiga, tão apaixonada pela vida e pelos seus três filhos! A doença (o cancro da mama ) veio e com ele muitos tratamentos, a escusa em dizer aos seus filhos que tinha uma doença...incurável.
A mim contou-me quase em segredo: "não diga ao Luís Henrique, mas eu vou nestes dias ao Porto para tratamento. Eu disse a eles que ia Porto Santo em trabalho."

O mais velho 12 anos, o do meio 9, o mais novo 6. Na cura da doença engravida. Um novo rapaz. "Não há maneira de vir a rapariga!"
O bebé nasceu a 26 de Dezembro, de cesariana. A 27 ocorreu um derrame cerebral. Faleceu a 28 de ataque cardíaco. Deixa 4 rapazes, um deles com 3 dias de vida. Amanhã é o enterro. Lá estarei. Não posso crer que não estejas cá! Tinha 34 anos.

Ao falar com o filho (meu antigo aluno) diz-me: É a ironia da vida.
Para ti Rosa esta pequena homenagem. Descansa em Paz e como diz o teu filho:"Foi o que Deus quis."
Ficarás sempre na minha memória como uma lutadora. Só tu sabes a que me refiro.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Lapinha de escadinha



"A mais antiga versão da lapinha madeirense é a lapinha de escada ou de escadinha. Que terá sido trazida pelos colonos algarvios no início do povoamento, pois apresenta muitas semelhanças com o presépio tradicional do Algarve. Apresenta o Menino Jesus triunfante, de pé, coroado por um arco de flores de papel no alto de um altar construído, tradicionalmente, com as medidas em madeira do trigo. Ao seu redor os frutos da terra, as searinhas e as "cabrinhas". Mais tarde, por influência da evangelização franciscana, surgiu um outro tipo de lapinha, a lapinha de rochinha, feita com papel pintado ou troncos, imitando a orografia acidentada da ilha da Madeira, onde o Menino aparece reclinado na manjedoura, rodeado de Maria e José, numa gruta".
Aqui fica a lapinha de escadinha à minha maneira. Na 1ª oitava do Natal as hortaliças são usadas no almoço de família, para confeccionar o Cozido à Portuguesa. A salada de fruta é a sobremesa deste dia. Acompanha o bom vinho. Ao lanche o bolo de mel, os licores.

Mais fotografias http://omeurural.blogspot.com/

Três coisas há nesta cabeça

A minha tia-velha dizia-me a 1ª oitava de Natal, à saída de minha casa, depois de nos ter posta à procura do porta-moedas que teimava em dizer que o havia colocado num "prateleiro" no quarto da minha filha.
- Graças a Deus que eu ainda tenho SAÚDE, CABEÇA e FORÇA para FAZER A MINHA VIDA.
Palavras certas disse ela. Realmente tem...
Saúde: É cambada (anda de bengala), tem cataratas, falta de vista, ainda tem artrose e é hipertensa;
Cabeça: perdas de memória, senilidade, memória e raciocínio alterado;
Força: está sempre sentada (por que lhe doem os joelhos, as pernas) perde os materiais (não sabe onde os coloca). Nem para abrir a porta do carro tem força. Já fracturou o úmero, o fémur, o pulso. (Muita força!)
Fazer a vida: não faz nada por que não tem pachorra.
Resumindo:
Saúde: tem... nalguns sítios (poucos)
Cabeça: tem , mas é oca
Força tem... mas não sabe onde (guardou e não encontra)

Porque...

...É que não começo ainda a fazer dieta? - Perguntarão vocês, amigos. Por que um amigo do meu bisalho que é de Peniche trouxe-me uma caixinha de ...."Pasteis de Peniche".
Mham mham,mham, com doce de abóbora e amêndoa.

Desafiada

A minha filha, do blogue Broas de Mel desafiou-me a dizer 5 manias minhas. Ela que me conhece deve saber quais são as muitas que eu tenho. Entre tantas aqui vão (só 5???) com as regras do jogo.

"As regras ditam que cada bloguista participante tem de enumerar 5 manias suas, hábitos muito pessoais que os diferenciem do comum dos mortais. e além de dar ao publico conhecimento dessas particularidades, tem de escolher 5 outros bloguistas para entrarem, igualmente, no jogo, não se esquecendo de deixar nos respectivos blogues aviso de recrutamento. Cada participante deve reproduzir este regulamento no seu blogue."


Ora bem aqui vão as minhas cinco manias embora eu tenha mais que muitas...

Mania número 1: Estou constantemente a lavar as mãos (por isso nunca pinto as unhas, estariam sempre a descascar. Irra detesto);

Mania número 2: Roio os sabugos em volta das unhas. Isto é, tiro as peles em volta da unha, muitas vezes até sangrar (por isso não pinto as unhas);

Mania número 3: Tiro pelinhas das beiças. Estou sempre com a mão nos lábios à "cata" de peles para tirar, principalmente se estou a ver TV;

Mania número 4: Nunca saio de casa sem pintar as beiças. E em casa ando sempre com os lábios com batom (porque senão ando com a mão na boca à procura de peles)

Mania número 5: Só eu mexo no meu cabelo. Só eu sei cortar e pintar. Não há cabeleireira nenhuma que lhe ponha as patas, perdão as mãos em cima.

Desafio a Fatyly (Uma Nova Cubata), a Matilde (A Madeirense), Gi (Só Falta Um 31 Na Minha vida) e dois senhores (sim que os homens também tem manias) Zb (O Bilhardeiro) e o Observador (Reflexos).

Boa sorte e vamos lá a saber dos vossos podres...)
Eu adorei o desafio. estive um momento a pensar quais as minhas manias. Cheguei á conclusão que...

Tenho muitas...muitas...muitas...muitas mais.

domingo, 27 de dezembro de 2009

Sonhos no Natal

Não, não me refiro aos sonhos na noite de natal nem tão pouco aos sonhos que temos no natal nem ainda aos sonhos das coisas que queremos ter que só em sonho é que as temos e esperamos pelo natal a ver se se concretizam.Nada disso.
Refiro-me aos sonhos que se comem com mel no Carnaval.
Como é possível estarem a vender já nesta época? Eu bem dizia que como em Outubro os pinheiros já fervilhavam nos hipermercados; no natal íamos ter os sonhos e malassadas!
Mas dizia esperando que não acontecesse?
Sonhos e malassadas? No Natal? Se minha avó fosse viva hoje seria uma bicicleta com estas mudanças e transformações...
Eu comprei duas embalagens. Contrariada pela antecedência, mas o meu bisalho não vem pela Carnaval e é uma maneira de lhe adoçar o bico...
O que faz ser mãe-galinha de bisalho emigrado!

Esclarecimento

Nós madeirenses festejamos a 1ª oitava do natal. Aqui é feriado e julgo que só aqui(na Madeira). Antigamente a Festa ia até a 3ª oitava do natal.
Nestes dias visitávamos a família. Daí o facto da 1ª oitava ainda ser tradição juntar à mesa a família.
À minha casa além da família vêm amigos e há muitos anos que faço Cozido à Portuguesa.
E digo que a minha comida é afamada principalmente pela sopa do Cozido.
É realmente muito boa, a sopa.
(isto para não me gabar...)

Do NatalL/Das Prendas

Foi óptimo foi bom. O menino Jesus e o Pai Natal (para ele não ficar ofendido) foram generosos comigo. Poça, mas também portei-me bem durante o ano:
As Pulgas ofereceram-me uma tela com as suas caras lá "afincadas". (Lindos os três)
O bisalho e a irmã ofereceram-nos(a mim e ao meu senhor) um cruzeiro no Douro.
Uma toalha mai linda, comprida de 3 metros para a mesa da 1ª oitava (olha lá se eu a punha... ficava logo com manchas de vinho, atão não!), oferecida pelo bisalho. (E ele lá ficou de beiças por nao pôr a toalha na mesa!)
O meu senhor um colar de prata (que eu já namorava há muito e tanto pedi ao Pai Natal que lá veio)
E outras coisinhas não sem importância, mas aqui fica registado só as prendas da família nuclaear.
Obrigada ao resto da família pelas prendas. Adorei.

Quando...

...Um voo é cancelado quais os procedimentos para reclamar?
Já alguém teve um cancelamento de voo? Como procedeu?
Deixou-se ficar ? Remediou-se? Ou reclamou? Foi indemnizada?
É que geralmente os portugueses (alguns) não conhecem os seus direitos e mantém-se calados e mudos.
Eu vou cacarejar até ficar sem pio. Vão ouvir o meu cacarejo a léguas de distância.
O pior é se apanham o meu bisalho. Fazem uma bela canja.

Obrigada

Obrigada a todos que me enviaram votos de Bom Natal para mim e para todo este Pulguedo que me rodeia. Pulgas e bisalhos é o que não falta.
Obrigada do fundo do meu coração.
Sensibilizaram-me, a sério.
Aproveito para vos desejar umas Boas Festas.

O voo do bisalho

Estou atrasada. Há três dias que aqui não poiso. Mas não tenho tido "vagar".
O meu bisalho só chegou ao meio dia do dia 24.
Coitadinho!Que noite! Sem dormir... no aeroporto... e nós por cá a tentar arranjar um avião ou umas asas para transportá-lo.
O rapazito ficou sempre na zona de embarque e nunca retirou as malas, canão não vinha.
Solução da TAP (esta é de rir e dar palminhas): As pessoas que tinham voo marcado para as 9 horas da manhã (voo regular) "amolaram" no aeroporto "inté" as 17 horas. Os do voo cancelado é que vieram nesse voo regular. (Não seria melhor um voo extra?)
Isto é que vai ser uma chuva de reclamações! (os do voo cancelado e os do voo alterado).
Boa política de quem detém o monopólio dos voos de/e para a Madeira/Porto.
Monopolistas do camano. É que estou de bom humor, canão ia uma palavra feia e grande.
Tou "aquase" a "dezer"...

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Que tempo!! Ou será TAPtempo? Ou ainda TAPcancelamento?

Estou aqui por que o meu bisalho (Observador, bisalho é o filho da galinha: o pintainho) não veio.
O voo foi cancelado. Ando aqui a ver se arranjo um voo mais cedo do que o das 22 h.
E a ceia de Natal?
Vento, querido vento, eu prometo: vou ser boa pessoa , boa mulher, boa mãe, boa amiga. O que queres que prometa mais?
Tá bem, também prometo que te vou amar, vou gostar de ti perdidamente. E esquece tudo o que disse sobre ti. Esquece. Eu estava zangada quando disse que não gostava de vento, mas por favor pára e trás o meu bisalho. Ele morre de saudades.
Neste momento está no aeroporto e ninguém lhe diz nada. os balcões estão fechados. E como sempre não há ninguém que dê a cara nestas situações.
Vento? Hello? Querido? Escuta! Eu prometo...eu prometo... O que queres tu? Hummm, isso não posso dizer em voz alta... pronto fica entre nós.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Hoje é o dia

Hoje é o dia em que compro os preparos para o Cozido à Portuguesa da 1ª oitava do Natal.
Também compro os legumes e frutas fresca para a lapinha.
Hoje é o dia em que gasto uma centena de euros.
É o dia em que fico mais feliz por chegar ao natal.
Porque é o dia em que embrulho os presentes.
Hoje é o dia...depois de ontem.
E o dia... anterior ao de amanhã.

É hoje...

...Que chega o meu bisalho. Espero que o aeroporto esteja operacional e o voo não seja cancelado ou desviado para o Porto Santo. Mas que aterre em segurança!
Vem bisalhinho. Estou morta por te ver.
Tenho saudades de te ver vontade e de abraçar...(usando as palavras de Jão Pedro Pa s que ele não se importa).

Caduquice ou falta de pachorra?

Estou com sono, muito sono e hoje só me apetece dormir. Ainda não estou em casa. Estou aqui no PC do meu cunhado enquanto os restantes riem, conversam e bebem poncha. Não tenho pachorra para conversar. Nem pareço eu!

Não tenho pachorra

Estarei a ficar anti-social ou as conversas de circunstância num grupo de amigos não me seduzem?

Aqui não há quem durma

Resposta à pergunta: Onde está a Pulguinha?
Estava em cima das almofadas que coloco no lado esquerdo da cama para a Pulga não cair, mas nos pés da cama.
Se ela se virasse para a esquerda caía da cama abaixo.
Que susto!

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Aqui não há quem durma (Versão 1)

Desde ontem que tenho pulgas cá em casa. E ficam de hoje para amanhã. E porque não? Se eu estou aposentada! E elas adoram ficar aqui!
Se ontem foram tarde para a cama porque estivemos a dançar ao som dos "idles" (à madeirense de Santo António), hoje rabo cedo na cama porque amanha vamos descer (p´ra baixo). Bem, depois de uma tarde em que dormiram, brincaram, varreram o chão (sim , que a entreajuda é muito bom) e deram cera também no chão. (Isto cá para nós que ninguém nos ouve...elas em casa não fazem nada disto mas aqui...)
Seguindo, fomos para cama (3 numa cama de casal) às 22 horas (digo as horas porque a mãe Pulgueda lê o blogue).
E começou a aventura de 3 em 1.
(continua)

Aqui não há quem durma (versão 2)

(continuação)
Na cama ponho almofadas à esquerda. E deita-se a Pulga, a Pulguinha e eu (faço a vez das almofadas à direita).
Como dormiram de tarde não havia sono. A Pulga coloca-se quieta no seu cantinho com a nana na boca (uma fralda que usa para mamar). A Pulguinha não usa nada.
Começa a festa.
Pulga quieta que nem um rato, mas rindo das asneiras da outra. Pulguinha salta "e salta e pula, olé olé." E canta: mão mão mão, pé pé pé, oda oda oda, atim é ti é".
A Pulga queixa-se que ela não pára. Verdade.
Mais uma volta mais uma rodada.
Levanta a cabeça e:
-Mana! Mana!
- Hã!- responde a Pulga.
- Já tais?
- Sim.
Deita-se." Lá lá lá" canta ela. De barriga para baixo levanta o corpo em arco e faz a ponte.
- Mana. Mana.
-Hã?
-Já tais? Eu rio para dentro para não perceberem.
Bate palmas, abana os pés, desabafa a irmã, canta, levanta-se, deita-se com os pés na cabeceira, tira as meias, abana os pés, pega neles com as mãos. Abre e fecha as pernas (aeróbica).
Entretanto vai chamando por mim. Umas vezes respondo outras não. "E salta e pula e dança olé olé".As duas já mamam na mesma nana. Baralharam tudo.
(continua)

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Aqui não há quem durma (versão 3)

(continuação)
A irmã já tinha "pegado no sono" e ainda a Pulguinha cantava. Deita a cabeça em cima da irmã. A outra que dormia, geme devido ao peso da cabeça.
Depois vira-se para mim. Ai jesus! Penso eu!
"Avó" Avó". Não respondo. Vem ao meu nariz e...uma dentadinha. Eu mordo-me para não rir. E tremo de rir.
Mete o dedo no meu nariz . Aí não resisti. Ri-me e ela também.
Continua a cantar, dando mostras de não ter sono. Levanta-se. Deita-se. Senta-se.
Mas daí a pouco...
A mim deu-me a "pancada" de sono obviamente depois de ter levado com os pés na cara. Não sei como, mas de repente eu devo ter "amadornado".
Ao acordar depois do "amadorno"...olho o relógio:23 e 30min. "Credo adormeci" disse pra mim! Tacteio e ....
Ao meu lado está a Pulga onde antes estava a Pulguinha.
Sim! É a Pulga ...está de meias... a outra tirou-as...
Meu Deus!
Onde está a Pulguinha?

Grávida

Esta noite sonhei que uma amiga minha estava grávida (a Noélia). Mas mais parecia que ela tinha engolido uma bola de "catchu".

Searas



As minha searas estão a crescer.
E na ponta de cada rebento uma gota de água.
Sinal de Bom ano

Neve

Pulga a rasgar pedaços de papel e a jogar para o chão.
Zango-me para não espalhar os bocados de papel.
- É neve! É neve a cair! - responde ela.
Ai é? E logo ela que não gosta de neve.
Feitios!

Chuva

Hoje deu cada pé d´água... É que não foram só "peneiros". O caminho "esvarava", os pneus rabeavam, mas ninguém deu um "bate cu".

Por que...

...é que a prenda para o meu senhor é sempre a última a ser comprada?
E ainda não a comprei, será possível?
O gajo tem tudo: mulher, (penso que é só uma!), filhos, genro, nora, netos, cachorros, gatos, casa, carros. Também tem dívidas, contas para pagar, hipotecas...
Por isso estou indecisa...
Vou comprar meias e cuecas.

Jantares de Natal

Estes jantares matam-me. Poça, por mais que eu abane a cabeça para a esquerda e para a direita não resisto. É que é cada coisa boa!
Ainda na sexta-feira jantar no japonês, sábado na casa dum casal amigo, hoje domingo para "desentujar" na CDS (Casa Da Sogra) milho cozido com peixe.
(Milho cozido é papas de milho ou farinha milha. Mas para nós é milho cozido: farinha de milho com couve, muito azeite e segurelha ou cegourelha. E fica parecido a caldo verde mas duro).
Amanhã descanso do estômago e intestinos (porque tenho análises ao sangue no dia 22).
Terça-feira "raclette" na casa do cunhado.
quarta, dia 23 noite do mercado: sandes de carne de vinha d´alhos.
24 noite de natal vamos sempre jantar fora e assistir à Missa do Galo, na porta da igreja.
No dia de natal na CDS e de tudo um pouco :peru, massa guisada, arroz, verduras, carne de vinha d´alhos, pão frito na banha da carne (como o joão fala no seu blogue).
Dia 26, 1ª oitava do natal na minha casa: cozido à portuguesa com todos.
Dia 30 casa da família Pulguedo: feijoada à moda da Covilhã (genro).
No dia 1 novamente na minha casa: REDON(REstos De ONtem)
Portanto restam dias 27 , 28 e 29.
Aceito convites para estes dias.

domingo, 20 de dezembro de 2009

Algumas prendas


A  prenda da família Pulguedo foi um livro. Assinado pelas Pulgas; a Pulga maior já escreve o seu nome. A Pulguinha não quis ficar atrás, também assinou com uma garatuja, em cima da assinatura da irmã. O livro é da minha autora preferida para livros de romance (Jodi Picoult).
Do "meu senhor" um perfume da Estée Lauder "Sensuous" (para não enjoar a cebola, disse ele. Isto aceita-se?)

Aceitei eu... e gostei... que venha mais cheiro a cebola... para vir mais perfumes. Adoro...sou amante...sou viciada...sou louca por perfumes.

Obrigada

Obrigada a todos pelos votos de parabéns, muitas felicidades. E agradeço os beijos que me enviaram. Que delícia! É sempre bom receber carinhos.
E agradeço aos pitosgas (ahah) que vêem mal. É que eu não sou muito bonita nem bonita. Se vissem de perto! "Rugas...já começo a ter as primeiras(?) rugas..." ou já serão as últimas rugas?
Há 10 anos atrás começaram a aparecer, mas não são do envelhecimento da pele, não senhor(a); são rugas de expressão. É verdade, eu sorrio e rio muito e além disso faço caretas por isso tenho rugas.
Bem, de verdade, gostei muito das vossas palavras.
Recebam agora um beijo longo e demorado.
Hã?Não gostam de beijinhos? Quem não gosta dê um passo em frente.
Pois, eu sabia... ninguém deu...

sábado, 19 de dezembro de 2009

Por que hoje


No ano de 1955, na Freguesia do Imaculado Coração de Maria, Concelho e Distrito do Funchal, Ilha da Madeira, pelas 21 horas, nascia uma criança do sexo feminino à qual foi dado o nome de Giselda.

 E porque nasceu com a corda ao pescoço (tadinha mim, já com a corda ao pescoço...e até hoje continuo...) foi-lhe dado o segundo nome de José.

A criança cresceu. E todos os anos neste dia comemora mais um ano de vida.
E porque hoje é dia 19 de Dezembro completo 54 anos. (Já?)

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Família

Mãe no palco numa peça da escola simbolizando a confecção de broas de mel, com acompanhamento musical.
Avô de máquina fotográfica numa mão e Pulguinha na outra.
Avó abanando o Pulguito e com a Pulga ao lado.
Pai numa reunião da escola.

Beijos e ternuras

A Pulguinha adora fazer festinhas ao "nano"(mano) o "Dudu".
Ainda hoje passava a mão pelas bochechinhas e dava beijinhos húmidos de saliva. No final apertou-lhe o nariz. Ele está-se habituando a esta peste.
Rebelde esta pestezinha.

Não sei se rie se chore

Chego a casa da minha tia-velha. Estava ela e a vizinha à roda do pinheiro. Montavam os bocados. A vizinha soprava, bufava e olhando para mim diz:
- Olhe, sua tia é teimosa.
- Sempre foi, não é de agora. Mas o que aconteceu?
Nem lhe digo...
Mas disse.
Minha tia agarrou na caixa. Abre-a e em vez abrir o pinheiro (que é artificial), desmonta-o.
Isto é, aliás, isto foi: tirou todos os galhos que compõem o pinheirinho. Ficou só o tronco espetado para o céu a pedir misericórdia.
Estava a vizinha a tentar colocar todos os galhos. No final ainda sobrou.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Está a nevar

Disse-me o meu irmão mais velho que vive em Londres que a cidade está branquinha.
Eu que há anos vou a esta cidade nunca tive o privilégio de ver nevar...

Eis...

...Que um amigo dizia-me esta tarde:
- Domingo de manha ligo-te. Ah, de manhã não, que os reformados levantam-se depois do meio dia!

Porque....

...Razão os adultos mentem?
E eu digo: "mais depressa apanho um mentiroso que um cambado (coxo)."

Por que...

...é que os pais teimam em dizer às crianças que o Pai-Natal não existe quando elas vêem o Pai-Natal pelas ruas?

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Natal

Ver mais aqui

O bafo

Tirei o dia para fazer compras (não gosto de andar de loja em loja). Penso em casa o que vou "mercar" e ao sair já levo uma ideia daquilo que quero.
Vou à Zara.
Escolho e vou para a fila para pagar.
E como detesto que se coloquem encostados a mim, deixei um espaço para a pessoa da frente efectuar o pagamento.
Na minha vez...
Sinto um bafo no pescoço... um cabide a enfiar-me nas "aduelas"...
Olho para trás.
Devo ter feito cara feia que a madama percebeu.
Poça! Porque será que as pessoas não deixam espaço suficiente? É como no multibanco, quase que se colocam em cima de nós... Irritante!

Numa loja

Entro numa loja e vem logo a funcionária:
- Dona, precisa de ajuda?
Respondo: "Só se for para aguentar nos sacos!"
- Hã? - com cara de parva, exclama ela.
- Sim menina, para aguentar nestes sacos... para eu ficar com as mãos livres!
- Ah, pode pôr "acoló".
Deu meia volta e desimpediu o espaço. Aleluia! Não gosto quando se põem ao meu lado sem me dar espaço.
E não gosto quando dão opinião. E esta só dizia :"É giro. Vai ficar-lhe bem". Ao que eu respondia: "Não é para mim. É para a minha filha. "Ah!" suspirava ela.
Detesto quando me tratam por "dona" se ainda fosse..." menina"...
À saída no acto de pagamento...
-Temos ali um porquinho.
-Um porquinho? Onde?-Olhava eu para todos os lados...
- Na mesa... se quiser deitar uma moedinha...
E ao deitar a moeda e disse:
- Para a próxima também trago um porquinho...
E elas riram-se.

Hoje fui à cidade

Hoje desci pra baixo, ( pleonasmo muito usado por nós). O mostrador da temperatura marcava às 17:30, 19º. Tanto povedo , os "hômes" em mangas de cabelo, perdão de camisa, as mulheres de leggings, metidas pelo rabo adentro (que moda), com as nádegas bem figuradas; jovens de sandalinhas de meter o dedo (ainda), outras de mini calções e botas altas até ao joelho (ai se eu tivesse menos 30 anos!),rapazes com cabelos de crista de galo,velhos cheirando a bafo (da idade). E muitos "camones".
A banda a tocar, o "mulheredo" cheio de compras. As esplanadas cheias. É assim o nosso Funchal!

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Sabia que...


"Uma mulher de 75 anos foi condenada a 40 chicotadas e a quatro meses de prisão na Arábia Saudita, por se ter encontrado com homens que não eram da sua família, denunciou hoje a Amnistia Internacional.A organização de direitos humanos, sediada em Londres, apelou às autoridades para não executarem a sentença.
Segundo um comunicado da Amnistia, o Ministério do Interior saudita ordenou a execução imediata da condenação de Khamisa Mohammed Sawadi, 75 anos, e de dois sauditas identificados apenas como sendo Fahad e Hadyan.
Os três condenados, que estavam juntos na altura em que foram detidos, foram declarados culpados em Março de se terem encontrado "na companhia de pessoas do sexo oposto que não eram familiares"Os três condenados tinham sido detidos a 21 de Abril de 2008 por membros da Comissão para a promoção da virtude e da prevenção do vício, a polícia religiosa, acrescenta Amnistia.
Durante o primeiro julgamento, Fahad e Hadyan disseram ter ido entregar pão a Khamisa Mohammed Sawadi. Fahad acrescentou que podia ser considerado seu próximo uma vez que ela o tinha aleitado durante a sua infância, argumento considerado improcedente pelo tribunal.
A Arábia Saudita aplica com todo o rigor a sharia ou lei islâmica".
( Com esta idade não deveria estar sujeita a esta pena. 40 chicotadas? Mais 4 meses de prisão? Só por falar com 2 homens? Na 3ª idade devia estar isenta, como devia ser punido todo aquele que lhe desse as chicotadas.)

Olha, ouvi dizer...

...Que os hipermercados vão fazer greve? Na véspera de Natal?
Toca a apetrechar a casa antes disso, "canão" passa-se fome na Festa.

Alguém conhece...

...o tempo? Digam ao tempo que este tempo não está bom.
De manhã um dia de chuva, nevoeiro, não via pitada à frente do nariz. De tarde um céu azul incrivelmente azul. Foi-se o nevoeiro e a chuva e veio o sol. Sem frio.
Ontem o meu bisalho mandou-me uma fotografia do mostrador da temperatura no Porto, à noite: 1º.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Anjos ou demónios?

Um dia destes numa loja uma velhota perguntava à vendedora.
- A "cuma" são estes anjinhos?
- A 5€ cada- responde a vendedora.
- Ah senhora como estes diabos são caros!

Pensamento meu: deitar cedo e cedo erguer

Prometo...juro...faço uma cruz no peito...que hoje vou deitar-me a horas decentes. Se isso não acontecer...fustigarei as minhas costas com um cipó e penitenciarei durante o tempo que me recordar.
Vou começar já a mentalizar-me:" Hoje vou cedo para a cama, hoje vou cedo para a cama, hoje vou cedo para a cama".