Pulgas, Pulgas, Pulgas. Para qualquer lado que me vire encontro sempre uma. É à frente, é atrás, é em todo o lado, mas no colo é onde poisam. Perseguem-me. Fujo, escondo-me, mas encontram-me. São pequeninas e saltitam muito, dificilmente as agarro porque não param um minuto. Não há no mundo pulgas como estas, porque são: "As minhas Pulgas".

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Sélinho

Este blogue é verdadeiro. Claro que é. Eu sou verdadeira por isso o que faço é verdadeiro.
A Guida do blogue Leves e Ausentes premiou-me.
E só tenho de:

1) Ostentar orgulhosamente o selo, afirmando que o fazem porque são super especiais.
Coloco o selo porque sou especial. É o que disse a Guida, não eu.
2) Confessar uma verdade que não tenham feito a ninguém!
Todas as verdades já as disse. Querem que diga agora umas mentiras?
3) Oferecer o selo a alguns blogues que achem dignos, isto é, que sejam verdadeiros. Que tenham carácter, profundidade de alma.

FATYLY-UMA NOVA CUBATA (Portugal) por que é sincera, profunda e verdadeira.
GISLEY -OBRIGADA DEUS POR ME EXPORTAR (USA) por que é lutadora, simples e empenhada.
DORA-BLOG DA DORA (Brasil) porque faz-me rir com as suas expressões cearesas(ceará), é moderna e tem uma forma de escrever que eu gosto (parece-se comigo=começa um assunto e divaga até acabar, por vezes.... noutro).

Queijo com amêndoas por cima


No sábado fui ao supermercado não ao que costumo me servir, mas a um outro, devido a  não ter o tecto  no carro (palavras da Pulga) e assim do super o veríamos, sim, que aqui nesta ilha também há amigos do alheio principalmente se a ocasião faz o  ladrão.

Bem já me estou a estender e ainda não disse o que queria dizer...
Na secção dos queijos a funcionaria fazia a promoção de "queijo com amêndoas por cima". 
Eu já babava só de imaginar o queijo da serra com amêndoas por cima, e o fio de baba a escorrer pelo canto esquerdo da boca...
Ora bem, agarrando o fio da conversa... procurei o determinado queijo (com amêndoas por cima) e não via nada.
E o fio de baba já chegava ao queixo...Voltei a perguntar à funcionária e ela disse que estava lá o tal que eu imaginava assim... 
Voltei a ela e disse que não estava nenhum com amêndoas por cima.
- Olhe é uma promoção e frisava bem  a palavra, do queijo...e lá disse o nome e traz um saco de amêndoas em cima.
 O fio de baba, o tal, que escorria queixo abaixo, chupei-o e voltou a  entrar de onde havia saído-a boca, quando constatei a tal promoção!!!
 Assim ...um queijo e o saco de amêndoas  por cima, colado com fita-cola (se calhar a acabar o prazo de validade!).
 Ora bem, não era bem isto que ela apregoava, ainda lhe disse, mas continuou a promoção do "queijo com amêndoas por cima"...a quem passava!
Poizé, quem não sabe vender....fecha a loja!

domingo, 30 de maio de 2010

Triiiimmmm Triiiimmmm

Estava eu a matinar ou melhor dizendo a tomar o pequeno almoço quando o telemóvel toca. Olho o visor e vejo Dolores (Mãe do Ronaldo).
Pensei: o que será que esta me quer...!!! E só me lembrava que deve estar esticada na piscina...de boné rosa, da Nike, fato de treino rosa, da Nike, sapatilhas rosa, da Nike....
Atendi e disse logo.
- Bom dia querida. Então? Já estás no Dubai? Conta-me....
-Olha amiga Gi, tenho de ser rápida no que vou dizer por que é o Ronaldo-o mê filhe-que tá a pagar esta chamada. Estive a ler o teu blogue, logo de manhã, bem cedinho, e atão não é que...te enganaste no meu nome?! Eu sou Dolores, querida, e escreveste Lurdes!! Credo, nem parece que me conheces.... Ah, e mais uma coisinha...eu é que estou com o meu namorado. O do Ronaldo já foi para a África do Sul!!
Ainda tive tempo de perguntar...
- Mas queres que rectifique....?
Mas a chamada caiu! Dificuldades de tráfego...
Como ela não me respondeu...

sábado, 29 de maio de 2010

Olha, ouvi dizer...

...Que o Cristiano Ronaldo, aquele rapazinho que dá uns toques na bola (que por acaso é da minha terra), mandou a mãe e o namorado para o Dubai?
O namorado?
Mas o da Dona Lurdes....ou...o dele?
Agora fiquei com a pulga atrás da orelha!!

As promessas fizeram-se para se cumprir

Mê senhor e eu : avoGi
 E como disse, aliás como escrevi no artigo ali no andar de baixo, lá fui eu...ladeira acima....ladeira abaixo.

Mas ...de jipe...descapotável...sentada...com as Pulgas...comer um gelado......a ver o mar...as ondas...
Hummmmm, ainda não foi desta!!!!
Mas eu não prometi, pois não!?

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Ladeira acima, ladeira abaixo

 Ai esta sensação de como não sei o que que tenho, não sei o que me deu...!

Eu ando com um rolo de botox... (não, não o coloquei na cara e desceu, nada disso, nasceu na barriga)... nem sei como...(saber eu sei, mas não admito, talvez devido aos excessos de ...coisas boas).
Mas andava eu preocupada com ele e até pedi uma lima ao mê senhor, daquelas limas grandes que ele usa para a madeira, mas penso que com lima não vai ...vou experimentar... com um limão.

Com saia nada se nota, mas de calças... ele... pum...sobe e cresce!! Não há calças de gola alta? Ai se houvesse...
Ora bem, como eu ia a dizer... o pneu é como o de uma bicicleta, fino, quando me sento o raio do rolo aumenta e transforma-se em pneu de camião tir, aqueles camiões grandes com muitos pneus (seis rodados ou mais).

Por isso meus amigos/as se virem uma mulher às carreiras, ladeira acima, ladeira abaixo, não pensem em mai nada senão em mim...sim, eu vou começar a correr como uma louca, mas tu... psssssst,pssssssst tu, rolo de botox, é p´ra ti que eu falo...tu que ora tás ora não tás e que sobe e desce, comigo não vais não.
Por isso a partir de hoje vou correr...transpirar...beber...muita água...comer, ups comer não porque afinal quem vai fazer jejum e abstinência sou eu e não o mê senhor!!!

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Tô certa ou tô errada

Serei só eu ou mais alguém reparou que a senhora dona (Gra)cinha Jardim ao tocar a vuvuzela diz: a vuvuzelha, pelha selhecção (pela selecção).
Será do botox nos lábios? Ou de ter engomado a pele?
Ou o estatuto de xoxialhaite (socialite) a obriga a falhar (falar) assim?

Foi no papel de ...surpreendida

Realmente depois de se viver com a mesma pessoa durante 32 anos é natural que nos conheçamos e até os pensamentos por mais guardados tornam-se transparentes.
Digo que muitas vezes quase não precisamos de falar pois sabemos o que queremos e remamos para o mesmo lado.
Claro que uma pitada de cada ( sedução, submissão, resignação e até de mandona) é necessário e tem cabimento num relacionamento, mas cada uma de nós deverá usar a estratégia adequada pois nisto de viver com alguém cada caso é um caso e o que resulta num casamento poderá não resultar noutro.
E foi no papel de de surpreendida que ele me apanhou. Fez-me a surpresa...
Não sem antes falar com os filhos e de saber a opinião deles.
Não sem antes resolver a guarida da tia-velha.
Não sem antes saber se havia algum inconveniente em ir nessa data (o Pulguito fica comigo todos os dias)
Porque, como se sabe eu tenho responsabilidades com ascendentes e descendentes (à minha guarda) por isso é difícil reunir condições, mas a a família funciona com o lema dos Três Mosqueteiros: "um por todos, todos por um."
E então traz-me o cruzeiro já encomendado, reservado, pago. Todos sabiam menos eu!
E agora para quando????
Para...para...não digo quando, por uma única razão: não quero despedidas nem choros, nem lágrimas quando eu for. E sim, levo-os todos no meu coração, e não, não posso levá-los na mala, só tenho direito a 20 quilos. Paciência.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Quem fala no barco é que quer embarcarR


Esta frase significa...isto mesmo para mim, (mas pode ter outras interpretações).
Depois de ter estado a namorar um cruzeiro numa revista da especialidade, uma vez que "cruzeirar" é coisa que adoro, resolvi pôr em prática uma destas estratégias para o convencer... (o mê senhor, obviamente)
Eis:
1ª:-MULHER SEDUTORA
Querido...amor da minha vida...( eu toda sexy em frente dele com uma lingerie de seda vermelha) eu gostava...(ai se gostava...) eu adorava...eu tenho sonhado... (entretanto vou bambaleando o corpo como se de uma dança do ventre se tratasse) em fazer um cruzeiro neste barco (e mostro o catálogo logo enquanto ele está distraído como meu bambolear), mas.... querido...( levanto o chicote e ...zás...) será que podemos...? Não quero ir sozinha!! Vamos? Amor? Quiduxo? Fofinho? Gordinho? Lindo?! Cutxie, cutxie ( e aperto-lhe as bochechas, mas ele nem sente.)

2ª:-MULHER MANDONA
Olha ó gordo mais gordo não há...( eu de colher de pau na mão) ó compras-me o cruzeiro e vamos... ou podes crer que ficas de jejum e abstinência... até à Pascoa, (com a colher de pau em riste) não comes... nem bebes, ( e abano o dedo da outra mão em sinal de não), tranco a cozinha, ponho um cadeado na porta. Ou pior...coso-te a boca .Tás a ouvir? TÁS a ouvir?E despacha-te, corre...canão em vez de ser até à Pascoa ficas em jejum até ao natal de 2020. Ouviste? Toca a andar. Andor! e digo-te mais se não trouxeres o cruzeiro... a praga começa hoje, inferno-te a vida. Xou...xou... tens meia hora. Vai num pé e vem noutro.

3ª:- MULHER SUBMISSA
(eu de joelhos em frente a ele) Por favor...!!! Meu senhor e meu amo! Peço-te. Vamos, vamos, por favor... eu gostava tannnnnto! Era o meu sonho!!! Imploro-te... (com as mãos juntas) eu prometo... ser boa esposa, ( e enxugo as lágrimas, fingidas) fazer a comidinha que tu gostas. Ter sempre em cima da mesa já prontinha para quando tu estás com fome... eu até arrefeço soprando, para não queimares língua. Sempre! Eu prometo... ser cuidadosa (querias tu) com as tuas meias e cuecas e aponteá-las em vez de deitá-las fora. Eu prometo que serei ajuizada e não direi mal de ti a ninguém, nem em pensamento (neste momento choro, aliás, finjo que choro.)

4ª:-MULHER RESIGNADA
-Já viste este cruzeiro? Barato. E o porto de embarque é Málaga, tão perto! Olha o transfere do Algarve até lá, está incluído. Era só as passagens para Lisboa. É um bom cruzeiro num bom barco!!!
-Pois, mas não sei... é barato, mas...não temos dinheiro... temos coisas para pagar...blá...bláa (daqui para a frente eu já nem oiço....)
(Depois olho para cara dele...e penso: humm, parece que não é desta). Paciência! A crise instalou-se...bem, se não formos neste... vou convencê-lo a ir noutro (isto não fica assim...ai não não, não fica..). Ora bolas, vai pá frente ó Gi que atrás vem gente e o que não falta são cruzeiros. E esqueço... (finjo que esqueço que eu não sou pessoa para esquecer um cruzeiro). Se não for este ano vamos tratar para ir no próximo ano.

Eu tenho-o aqui na mão... (não o marido, o cruzeiro, já se esqueceram? ) Agora...qual foi a estratégia usada?
"Vamilhá" tentar adivinhar? Há um prémio!!! (não sei onde vou desencantar um... se alguém acertar!
É melhor que ninguém acerte...Ai onde estou metida até ao pescoço se alguém acerta...!)

terça-feira, 25 de maio de 2010

Sélinho (como dizem os portugueses do Brasil)

Clássico. Diz a minha amiga baixinha dos STATES
Pois bem, vamos à análise da palavra: Clássico

1-Que é de estilo impecável.
2-Próprio para servir nas aulas.

3-
Que de há muito é habitual; inveterado no uso.
4-Relativo à literatura grega e latina.

5-Autor clássico
6-Obra clássica


Que é de estilo impecável: tem dias sim senhora, tem dias de estilo impecável; outros, de estilo pecável;
Próprio para servir nas aulas: Servir como...? Num bandeja? Ou como bandeja? Em que aulas? Anatomia? Saúde e beleza? Culinária? Será que vou dar aulas? Outra vez? Ai não, não, pleaseeeeeee
Que de há muito é habitual: verdade, nada mais verdadeiro, é habitual é sim, de há muito tempo ( há 1 ano) não tão inveterado, mas entranhado, acredito;
Relativo à literatura grega e latina: pois vejo-me grega para escrever em literatura latina;
Autor clássico: Eu? Clássica? Só se for a me vestir ou a andar, ou a pensar, mas nem nem isso.
Obra clássica: Serei obreira de obras clássicas? Fazer e alimentar um blogue é obra, é sim, pois então!!!
OBRIGADA GISLEY do blogue: vivendo fora nos EUA
Mas as regras mandam dizer duas (2) coisas:
Flor preferida: (Posso dizer duas?) As minhas netas. São duas flores.
Remédio caseiro: Poncha sempre (feita pelo marido, cunhado e em casa)
limão esmagado com mel de abelhas (caseiro) e aguardente. Com o caralhinho espremer até fazer sumo e voilá a célebre poncha madeirense.

And-aaaaaaaaaaaaa

And-aaaaa...a minha tia hoje recebeu a visita de cunhadas (irmãs do marido) and...(digo and-aaaa... por que uma vive em Londres e cada palavra da frase, cada and ) não é bem and é mais and-aaaaa....
Vou continuar, and-aaaa...estiveram cá e a conversa embicou para os esquecimentos da tia-velha.
And-aaaa...minha tia que queria mostrar-se ciente de tudo e que não tem esquecimentos (deixa-me rir), and-aaaa, vai daí eu disse que ela nem sabe em que dia estamos.
Ai jasuse... ela ficou possessa.
- Não sei? Não sei? - disse com ar de zangada. - Pensas que tou tontinha da cabeça!? - ao mesmo tempo que com o seu dedo indicador apontava para a testa. -Pensas que não sei que hoje é segunda-feira?!
And-aaaa... foi risada da grossa.
É que... para a tia-velha ...é sempre segunda-feira!!!

Cruz vermelha ou X branco num fundo vermelho?

 (X branco num fundo vermelho)
Cruz vermelha
Fazendo a visita pelos blogues deparo-me com a seguinte frase: "se não gosta do blogue não há como ir à cruzinha vermelha no canto superior direito e..." ...blá... blá...
Eu que tenho sempre a pulga atrás da orelha fiquei a magicar e ...claro que o meu magicar estava correcto não é...nem uma cruz... nem é vermelha.
É um X e é branco.
Vão lá ...(não é preciso mandar, já foram comprovar), olhem bem para o vosso canto superior direito e digam o que vêem?

Tenho ou não tenho razão?
A frase só é correcta se: "se não gostam do blogue vão ao canto superior direito ao X branco num fundo vermelho e .."...blá...blá...

Vuvuzela

Amigos e inimigos (sim, que depois de dizer isto sei que vou criar alguns), se pensam que vuvuzelam com esta corneta... ou melhor... se alguém... vuvuzelar perto de mim...garanto que ela vai inteirinha pela goela abaixo. E não digam que não avisei.
Se quiserem continuar a frequentar esta casa não vuvuzelem. Por que eu não vuvuzo ou vuvuzelo na zorelhas de ninguém e venha Queirós e venha quem vier...eu mando-os meter a vuvuzela ....onde Sebastião meteu as favas.
Onde seria? Sim, onde seria que ele meteu as favas?!

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Também tenho dentes

Um dos meus quatro cachorros, o mais novo, tem por hábito mostrar-me os dentes em sinal de ferocidade. Ele até é manso, mas mostra-os sempre que chego a casa (se calhar tem algum cariado e quer que eu veja).
Zango-me com ele, e com a mão no ar em sinal de "tau-tau", ou a dizer "levas", mas nada.

Hoje lá estava ele de dentuça à mostra (e que bons dentes ele tem!).
Paguei-lhe com a mesma moeda . Mostrei-lhe os meus.
Ora, atão não é que... o grade assustou-se, enrolou o rabo (ah pois, ele não tem rabo, é cocker, mas se tivesse enrolava-o) e agachou-se em sinal de submissão!
Continuei a mostrar a minha dentadura. Até fugiu... e de boca fechada!
Hummmm, será que tenho dentes de cachorro?

domingo, 23 de maio de 2010

Olha ouvi dizer...

...Que um miúdo de 10 anos é o chefe de uma quadrilha de traficantes no Brasil?
Será mesmo?
No meu entender "Poderosinho" é apenas a engrenagem de um sistema onde os verdadeiros cabecilhas estão à sombra.
É muita responsabilidade para uma criança!!
Mas certamente estamos perante um caso de sobre-dotação a nível de liderança.

Ler mais

Foto da net não é a criança da notícia. Essa deve estar bem guardada.

sábado, 22 de maio de 2010

Hoje...

...Não está sol, mas está quente e depois de ter passado toda a manhã na horta a tirar ervinhas da terra e a prepará-la para nova sementeira, só me apetece...estar assim...deitada ...na água... a boiar. A espairecer!

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Vai ser avó sem ter sido mãe

Há um familiar que visita a minha casa para conversar com a minha tia-velha. Como toda a gente já sabe e para quem não sabe digo que a tia-velha está senil e consequentemente esquecida de tudo ou quase tudo.
Este familiar é rapariga solteira, na casa dos trinta e não tem namorado. Também não é casada nem tem filhos. Além disso é muito dedicada à igreja e a serviços de voluntariado de ajuda aos pobres, às mães em risco, jovens delinquentes bem a tudo o que englobe igreja e serviços cristãos.
Ao ver o meu neto (o Pulguito) pegou nele e com ternura, abraçando-o, disse:
- Hummmmmm, qualquer dia também tenho um destes.
- Vais ser avó?
Jesus, caíu o Carmo e a Trindade do altar.
E ambas rimos e o mais engraçado foi que minha tia riu também, sem saber de quê, mas pronto.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Olha ouvi dizer

 ...Que as mulheres com mais gordura no rabo e ancas estão protegidas contra a diabetes tipo 2?

Deixem-me dar palminhas (palminhas e palminhas, muitas, clap, clap, clap.).
Ai meu rico rabo que além de estares na moda também me prevines da diabetes!!!!!
Mas que boa notícia!!!! Digam que eu não sou amiga!!! Ora o que eu leio... e divulgo. Sim, que eu hmmm... não sei guardar segredo!!!)

Amigas rabudas, não fiquem tristes não, tratem "mazé" de mostrar o que têm (a gordura no rabo e ancas).
Bem fazem as socialaites que metem... metem... metem... até não poder mais...gordura no rabo Ah, nei "cachadas" sim, que as madeirenses têm é "cachadas" e não nádegas.
Amigas, vamos todas mostrar o que de bom temos. E toca a andar de topes e calça justa e...se alguém disser que estão gordas... Digam: Hei, tu tens mazé inveja e olha eu não vou ter diabetes não, mas tu...cuida-te. Enxerta, insufla, assopra "canão" vais morrer tísica sem gordura e com a diabetes a te roer os ossos. Tens, mazé inveja!!!

E lembrem-se, as sem rabo, a tomar a "bençoa" (bênção) sim, nós somos abençoadas (as de rabo grande) é que essa gordura(que nós temos) melhora a sensibilidade da hormona da insulina e a insulina é responsável pela regulação do nível de açúcar no sangue.
Não me peçam gordura a mim que não dou. Sou ingoista.
Ah m´esqueci-me de dizer que não fui eu quem inventou, foram os cientistas de Escola Médica de Harvard nos Estados Unidos.

Agradeçam a eles esta descoberta e agradeçam aos rabos serem como são.
Tenho pena de não ter um rabo como o da figura! Era sinal de saúde!!! E de fartura!!!Benza-o Deus, tá gordinha!!!

Sabia que...

Thomas Beatie, que ficou conhecido como o primeiro "homem grávido" do mundo, a sua filha, Susan Juliette, de três semanas, pode ser vista pela primeira vez na revista People.
O trans-sexual Thomas Beatie, o primeiro “homem grávido” da história, deu à luz no início do mês no Centro Médico St. Charles de Bend, no Estado do Oregon (EUA). O parto foi natural e a filha de Beatie nasceu bem.
Thomas Beatie, de 34 anos, mantinha seus órgãos sexuais femininos apesar de realizar um tratamento hormonal há anos e viver como homem.

Casados há mais de dez anos, Beatie e a mulher, Nancy, sempre quiseram ter um bebé, mas ela teve uma endometriose há 20 anos e precisou tirar o útero.
Depois de alcançarem uma situação económica confortável, ambos tomaram a decisão de que Beatie seria o “encarregado” de gerar o bebé.

Criado no Havai, Beatie disse que decidiu trocar de sexo aos 24 anos. Por isso, submeteu-se a uma operação para tirar seios e legalmente mudou seu género de feminino para masculino. Mas ele é legalmente homem, pois decidiu manter seus órgãos sexuais femininos quando fez uma cirurgia estética para retirar seus seios e submeteu-se a um tratamento hormonal. Quando era mulher, ele chamava-se Tracy Lagondino.
Em casa, Nancy, mulher com quem Beatie é casado há cinco anos é quem amamenta o bebé, por lactação induzida por hormonas e estímulos físicos. “Susan é um milagre”, disse Beatie.

A música da minha vida

A Vera, amiga lá das terras de Vera Cruz convidou-me(desafiou-me) a dizer para todo o mundo qual a música da minha vida. Ora bem, são tantas até porque não tenho um cantor/a preferido, mas há uma que eu adoro, tanto pela letra, como pela sonoridade como pelo homem que canta. Adoro Martinho da Vila.
Agradeço-te Vera, Mulher na idade madura, (como eu).
E passo o desafio à Fatyly , Uma nova cubata (eu sei que tens uma música especial que a ouves na tua cubata à noite, sozinha, sem interferências de terceiros e adoras desafios).
e à Violeta Diário da minha menopausa (para te conhecer um pouco melhor e também porque uma mulher na menopausa é sensível a novos desafios).

E agora a música não da minha vida, mas da vida de todas as mulheres porque sem nós o mundo seria diferente...
http://www.youtube.com/watch?v=t8xTTCFrAlg

Tenho de ir a este cabeleireiro

Mas tenho receio...

Pinto é uma palavra homónima.

pinto-verbo pintar
pinto-substantivo (bisalhinho=pintainho) filho da galinha e galo.

Tanto na Madeira como no Brasil tem outra conotação.... (não digo mai nada).

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Só a mim é que me acontece

Hoje fez um ano que a minha amiga, muito amiga, faleceu. Era dia de missa. A mensagem dizia: 19 horas, igreja da Nazaré. Lá fomos, eu e o mê senhor-o meu chofére (esta palavra madeirense deriva do francês chauffeur).
A porta estava fechada. Hmmmmm, mau-maria, nada bom... dia de missa e a porta fechada? Empurrei a porta e entrámos, mas tenho de dizer que chegámos um pouco em cima da hora...já passava da hora...bem, vá......eram já sete horas e dez minutos... para não mentir...se fosse para mentir dizia sete e um quarto.
Mas sentá-mo-nos e nem padre nem familiares nem ninguém conhecido só algumas beatas, perdão, pessoas que vão 5 vezes por dia à igreja e batem no peito, arrependem-se (dentro da igreja) e ao saírem já voltam ao mesmo: a falar mal de todos.
"Prontes", já me perdi... Pois, eram dezanove e um quarto e o mê-senhor dá-me uma cotovelada no braço (ainda tenho uma nódoa negra, mas à noite vingo-me, espera até chegares à cama...) e diz-me para perguntar a uma senhora que estava a navegar na net.
- Ah, pois, hoje não há missa, o senhor padre tem uma reunião como o senhor bispo (o que será que vão fazer? Pensei eu, que tenho uma mente muito, mas muito....)
No entrementes...os minutos a passarem!
- Só se é na igreja de São Martinho.
Entra no carro, acelera, voa, mete o turbo, vai na quinta, não, na quarta e ...
Chegámos à igreja.
Estavam todos na rua. A missa tinha acabado!
Mas também ......

A Festa (II)

Mas é mesmo assim ...alguém inconformado, porque eu não tinha colocado uma foto dela na grande festa de ontem (não senhora, não digo quem é, não digo o nome, nem aponto, nem deixo o linque).

Ora, eu como faço o que me pedem e não quero ninguém de beiças, eis aqui, a única foto da Pepper (eu disse que não dizia o nome? Ah, pois disse..., mas que boca de jarra eu tenho...!).

Paciência!

terça-feira, 18 de maio de 2010

A Festa

Obrigada a todos os participantes na festa do 1º aniversário do meu blogue. É sempre bom receber amigos em casa. Mas dá uma trabalheira...!
Além das alfaces e do capequeiques fiz umas entradas ou "dentinhos" como se diz em madeirense, ofereci o que melhor tinha. Nem as taças ficaram. Hã?

Mas depois ...mas depois... como me deixaram a casa!!!!
E as alfaces que estavam na terra levaram. A terra, essa, levaram-na toda na sola dos sapatos.
 Para beber, eu avisei: nada de bebidas que eu sou abstémia, não posso ver copos....vazios.
E trouxeram tantas, tantas!

O pior foi depois! Latas vazias espalhadas pela casa. Atrás dos maples (sofás), debaixo da cama, no terreiro(quintal).

Alguns ainda dormem bem comidos e bem bebidos. Encharcados. Não sei quem são.
E eu ? Pobre de mim....derreada, já nem sei para que lado fica o norte...embuseirei-me na banca...e durmo (ronc....ronc...)

(aceitem como uma brincadeira, vá abracinhos, beijinho, boquinhas, boquinhas...mwah...mwah)

Um ano

Faz um ano que comecei o blogue.

Na altura estava aposentada há um mês, por isso passou a ser o diário da minha aposentação. Poderia ter este título, mas não, acho que sou avó acima de tudo.
Neste ano muita coisa aconteceu, mas o melhor foi ter amigos que me acompanham nestas peripécias e que me fazem escrever mais e mais.

Como é dia de festa e para quem não aprecia bolos sirva-se das alfaces, plantadas por mim.
E para os outros que não apreciam saladas verdes, uns capequeiques.
Sirvam-se. Hei?! É um para cada, alto lá, não sejam gulosos!!!

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Tenho o diabo no corpo

Poça, não é a cantiga do Pedro Abrunhosa, hoje estou possessa pelo demo, deito "lavaredas" pelo focinho, deito fumo pelo rabo. O meu tridente ( aquele o que o diabo medeu) metia-o pelo focinho de quem me pôs assim...
Bem...perguntar-me-ão porque estou demoníaca?
Perguntar-me-ão se haverá uma razão para tal?
Perguntar-em-ão se sou sempre assim?
Não, não sou sempre assim... fico assim quando vou ao Centro de Saúde com a tia-velha.
É o doutor médico de família que me põe o diabo a percorrer o corpo (de claudia shifas) e fico tão inchada de raiva que me apetece dar-lhe uma "relampada nei ventas" e "estraçalhar" os papéis, e não satisfeita com este destroço todo, puxar-lhe a gadalha.
Ela que não catrapisca nada, nem sabe em que dia estamos...o senhor doutor pergunta-lhe ...
- Olhe, as pastilhas são 5/80 ou 5/60?
Bem meus amigos, "aquilho" começou a percorrer o corpo com se de uma minhoca se tratasse...
Era uma comichão nas narinas que mesmo que me cocasse não passava...
E vai daí olhei para ele e ....
Disse-lhe que era 5/80...
Ainda me coço tal é a comichão que sinto...

domingo, 16 de maio de 2010

Pensamento meu: Milhões

Ao ler a noticia da professora que se despiu para a revista Playboy e que recebeu (por tirar a roupa) setecentos (700) euros eu penso: despir-se por tão pouco? Estar nas bocas do mundo por esta irrisória quantia?
Se um dia...se...eu... tiver de fazer algo que me envergonhe de seguida será por milhões.
E depois apontem para mim e digam: Aquela (com o dedo em riste para mim) foi a que roubou um dinheirão; aquela (e com o dedo acusatório na minha direcção) foi a que se despiu para a revista dos homens; aquela (e sempre com o dedo ou com os dois quero lá saber...) foi a que assaltou o Banco de Portugal.
E depois ...
Aquela foi a que foi presa por ter roubado o dinheiro e assaltado o banco e...
...Olha... aquela foi a que se despiu... e por isso tem as ventas negras do pancume que o marido lhe deu.
E esta, eu, a que escreve foi a que endoideceu...
Cala-te boca de jamanta.
(Ai se eu tivesse coragem!!!)

Olha, ouvi dizer...

...Que uma professora despiu-se? E então? Não fazemos isso todos os dias? Sim, é diferente...ninguém nos tira fotografias...nem publica...nem os pais vêem... nem os alunos...
Pronto, não me matem, eu sei, eu sei que foi para a Playboy, mas caramba, consideremos como uma... AEC (Actividade Extra Curricular).
E..."Por causa da professora, a revista Playboy esgotou há três semanas em Mirandela, os alunos trocaram fotografias por telemóvel e até fotocópias e os pais ficaram preocupados".
Ora se ficaram!!!! Por que se esgotou!!!
Que Consciência!!!

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Sabia que...

...Há diferenças entre o homem e a mulher?

Ao se cruzarem na rua o homem olha olho no olho e cumprimenta (também não há nada para ver!!!)
A mulher olha olho no olho, mas ao mesmo tempo vai tirando as medidas da outra (xiiiiii e sem tirar o olho do olho da outra!!! É obra.)
E consegue reparar em tudo.
Mas nós somos muito observadoras!!!
E "reparadeiras"!!!

(Clicando em cima da imagem, lê-se melhor.)

Ouvi alguém dizer...

... "Não sei como é que ele sobreviveu vivo".
Referindo-se a alguém que escapou ao temporal de 20 de Fevereiro.

E mais um sélinho

Desta feita ou desta vez foi a Gisely do blogue "Coisinhas de mulher".
E este vai só para homens. Homens que geralmente fogem dos selos como o diabo da cruz. Sim eles mesmos e não me desagradem "vamilhá" a aceitar o desafio.
Os nomeados são: RSM, OBSERVADOR, ANTÓNIO, BERNAS, FMF e JOÃO.
Ora e não me deixem dependurada, aceitem, vá este selinho e digam as vossas memórias de infância, só três, três coisinhas fofas da nossa meninice.
Se não quiserem por o selo, pronto ainda aceito, mas as três coisinhas vá lá, digam.
Ah, e devem também nomear outros seis blogues (pronto, festinhas no carrolo se não quiserem seguir à risca as regras.)

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Hoje...

...Estou cheia de amor!! Uma tarde sem que nós programássemos, aconteceu.
Estive no quintal com o mê senhor (aquele que me atura há sensivelmente 37 anos).
E foi só amor!! Amor agressivo que se colou-se a nós como se de cola se tratasse. A roupa teve de ser tirada (arrancada) tal era a quantidade de amor em nós. Tirámos uma peça de cada vez, aos poucos, lentamente.... O corpo arrepiado devido ao frio, mas nada nos fez parar.
Eu e ele, ele e eu. Só nós e tanto amor, ficámos com aquela sensação de fartura que há muito não nos acontecia. Era amor na pia, no lava-mãos, no chão da cozinha.
Já sem roupa reparámos que ainda havia amor. Muito. Tanto.

Para chegar a este ponto deixá-mo-lo crescer dia após dia, há muito tempo. Não é de agora. Cresceu tanto. Bem sei que o amor colhido diariamente ou semanalmente é melhor, mas nós deixámos o nosso crescer. E cresceu... muito...muito...
Lá vem o dia em que o apanhamos. Espalhado no nosso corpo é tirado e jogado com raiva.
Malvada planta que se impregna na roupa, nos sapatos, no corpo.
Amor sim, mas...-de-burro,...a...Bidens pilosa ou picão preto ou simplesmente Amor-de-Burro.
Planta daninha de folhas verdes brilhantes com bordas serrilhadas, flores pequenas amarelas e sementes pretas. É tão daninha (tão reles) que tem tantos nomes, (fora aqueles que eu lhe chamei...cada vez que tirava da minha roupa) e fiquei com amor-de-burro devido a ter estado na horta.
Seguem-se mais nomes pela qual é conhecida a dita planta:
amor-seco, carrapicho, carrapicho-agulha, carrapicho-cuambu, carrapicho-de-agulha, carrapicho-de-duas-pontas, carrapicho-picão, coambi, cuambri, cuambú, erva-de-picão, erva-picão, erva-pilão, fura-capa, furacapa, goambú, macela-do-campo, paconca, picão, picacho, picacho-negro, picão-do-campo, pico-pico, piolho-de-padre.

Se tu visse o qu eeu vi... O I O AI


Al´im baixo no jardim.... o i o ai.
 
Este macho a trabalhar.... o i o ai

C´umas cuecas assim... o i o ai.

Ai zumba no caneco... ai no caneco zumba...
.
Ai zumba no caneco ...no caneco ...zumba, zumba.

quarta-feira, 12 de maio de 2010

E já agora..


...eis aqui...as "xanatas" (como diz a Mina e a Sandra) de... Vossa Eminência Reverendíssima.

Resumindo e baralhando

Sim, baralhando que a tia-velha baralha tudo.
Ao ouvir os comentários sobre a vinda do Papa, diz ela em resposta ao repórter.
- É a primeira missa?! - com ar de sabedora. - Ele já veio cá quinze vezes!!!
Será que ele veio cá...a minha casa? Se veio não sei. É que eu... "nã no vi."

O repórter dizia mais ou menos assim: celebrar esta que é a primeira missa da sua décima quinta visita...

terça-feira, 11 de maio de 2010

Olha, ouvi dizer...

...Que o Papa veio a Portugal como peregrino de Fátima. Nada de mal. Eu também já fui peregrina, mas de sapatilhas.
Como pode ele peregrinar de sapatos PRADA?
Jesus... se descesses à Terra também terias uns Prada? Ou continuarias a usar as tuas sandálias?

Frase do dia

"Leio a Playboy pela mesma razão que leio a National Geographic, gosto de ver fotografias de lugares que sei que nunca irei visitar..."

Também se pode adaptar a frase à Playgirl...

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Quando se vai para idos ou melhor peidosa

Um incidente da vida é o facto de ao irmos para idosas, (pa´idosas ou peidosas dito de forma rápida é assim que soa) perdermos as nossas capacidades auditivas. A mim isso afectou-me em grande escala, por isso uso prótese auditiva ou audioprótese nos ouvidos (desculpem o pleonasmo é que pode haver quem use na carteira, na mala... eu reforço o que digo: uso nos ouvidos). Mas a idade aos poucos leva-nos outras capacidades (visuais entre elas) . Para colmatar a falta delas usamos próteses/ortóteses. Eu também uso: uma aqui, outra aqui, mais uma ali (ah, desculpem, eu apontei para os sítios onde tenho as próteses, não viram? Também não interessa para este artigo.
Há duas semana atrás fui ao novo espaço de próteses auditivas na RAM (Região Autónoma da Madeira) para colocar o meu aparelho a conserto. O amplificador deixou de funcionar e como é um AASI (Aparelho de Amplificação Sonora Individual) quando o amplificador não funciona nada resta.
Conversa vai, conversa vem, há isto e há aquilo (estão a perceber...) deixe aqui a ver se há conserto.
Estúpida, burra, idiota, já sabia que não tinha conserto pois é velho. Velho? Tem 4 anos, mas nesta gama de tecnologia quatro anos é considerado velho.
Mas isto para dizer que ser surdo em Portugal é ser rico. É que uma prótese auditiva é caríssima e o mais caricato é que os audioprotesistas olham para nós e dizem:
- Compre outro.
Ó senhor dos aparelhos?! Pagar 3700 euros para ouvir o que tem para me dizer, em boas condições, custa e muito. E se me diz que tenho de mudar todos os anos então é que custa a ouvir!!
Se eu ganhasse assim... uns milhares... ou milhões, se fosse filha do Belmiro de Azevedo, ou do Champalimaud, se me tivesse saído o euromilhões, não me importava nada de de usar uns novos todos os dias, mas...

Tirou-me um, não, tirou-me dois pesos dos ombros

Obrigada Jesus, tiraste-me um peso dos ombros. Ao do Benfica e ao do céu. O Jesus (do Benfica) por ter levado o Glorioso ao lugar almejado por todos os clubes. O outro Jesus por ter feito aparece a bengala da minha tia.
Desde ontem que o cajado tinha desaparecido, mas ela devota do Santíssimo Sacramento e de todos os santos já tinha pedido para aparecer.
Logo de manhã pergunta-me ela.
- Sabes onde está a minha bengala?
- Não senhora, tem de procurar.
- Ela vai aparecer!!
- Ah vai, vai...mas tem de procurar.
Com esta resposta, sentou-se, esperando que ela caísse do céu.
Levantou-se ao passar por mim, volta a perguntar se tinha visto a bengala.
- Tem de procurar. Ela não tem pés para vir até si.
- Ela vai aparecer.
E volta a sentar-se.
Levou a tarde toda a procurar e encontrou, não sei se foi pela reza, telepatia ou procura.

101 195

Para o sócio número 101 195 - o meu filho - que numa família onde a palavra BENFICA era maldita, assumiu o seu amor sem reservas, empunhando cachecol e bandeira contra tudo e contra todos.

Para ele que vai do Porto a Lisboa e vice versa, conduzindo horas, só para manifestar a sua cor e ver o seu Glorioso na Catedral aqui fica esta mensagem de felicitações.

BENFICA CAMPEÃO

domingo, 9 de maio de 2010

Obrigada a todos

Obrigada em meu nome e em nome da minha tia-(velha) pelas mensagens carinhosas que me deixaram na caixa de comentários e também por telefone (por dificuldade de publicação). É desta forma que agradeço.
E é verdade, tudo o que eu sei a ela devo e à minha mãe que se propuseram em formar-me da melhor forma. Mas se há virtudes que possuo é o saber reconhecer, o saber agradecer, o saber dizer: OBRIGADA, esta palavra tão simples, mas que há pessoas que lhe entravam na garganta e têm dificuldade em pronunciá-la.
O que faço por ela não é obrigação, faço-o de livre vontade e com muito respeito embora nem sempre seja fácil. Não estou à espera de vida eterna nem o faço para merecer benesses no outro mundo, mas por que fui educada para cuidar da família.
Um beijo da minha tia a todos pelo carinho demonstrado.
Um beijo do tamanho do Mundo.
OBRIGADA A TODOS.

Parabéns

É o dia das tuas 85 primaveras embora estejas no outono da vida.
Não foste mãe, mas filhos não te faltaram.
A memória da família não te larga. Os momentos antigos estão presentes.
Hoje descansas, sentada numa cadeira a ver as horas a passar, dia após dia.
Estás esquecida, mas sabes que o amor e o carinho se manifesta através dos afectos.
"Não me deu um beijo" dizes triste quando alguém se esquece de ti.
Não importa, aqueles que gostam de ti nunca se esquecem.
Tu estás esquecida... mas eu não.
Como poderei esquecer? Contigo aprendi a ser humilde, agradecida, modesta. Presentemente ensinaste-me a ser paciente e a aceitar com resignação os factos da vida.
Ao olhar para ti lembro-me da frase de Fernando Pessoa. "Deixo a vida me levar..."

sábado, 8 de maio de 2010

Olha, ouvi dizer...

...Que vão ser distribuídos 28 mil preservativos aquando da visita do Papa?
"Preservativos 'ao' Papa em Portugal"...
Mas um não lhe chega?
É para isto que ele vem cá?
Ora bem, se o pai dele tivesse usado um ...
Se querem ler...

sexta-feira, 7 de maio de 2010

As paredes têm ouvidos ou não?

Ai a minha bocarra que por vezes fala antes que eu tenha tempo de pensar naquilo que vou verbalizar!!!!
Verdade isto que digo. Por vezes não consigo apanhar a palavra quando ela sai e... "palavra fora da boca é como pedra fora da mão".
Estava a tomar o meu café da tarde na padaria que costumo frequentar. Lá leio o diário e aproveito para comprar pão.
A notícia do Diário era sobre o escritor que acumula funções de secretário da educação aqui na região. Ou será ao contrário?! Nem sei, mas adiante...
O homem é convidado para todos os eventos relacionados com leituras, livros, em vez de...bem vou-me calar que ele pode ser meu leitor e ainda manda a inspecção a casa...e...porta-me lá ...
Bem estava a ler o artigo e digo à queima-roupa para o mê senhor :
- Este tambééééém, em vez de estar na Secretaria, tá sempre a promover os seus livros. - Ao mesmo tempo que apontava para a foto do senhor secretário e como não sei falar baixo!!!
O meu marido com a boca cheia de bolo e com ela fechada fazia um...um...um...um... e gesticulava com a cabeça.
Aí reflecti! O homem costuma comprar pão a esta hora...se calhar...está aqui...está ...não está...começo a procurar...
E não é que estava mesmo? Aliiiiii no balcão a comprar pãozinho fresco e fofo?!
E fiquei vermelha que nem um tomate podre...
Ai se ele me ouvia ...nada eu fazia... e não havia por lá nenhum buraco para me meter...
Mais, se quiserem ler.

Fim de semana, pois então!

E por que hoje é sexta, a chuva chegou aqui ao meu rural, para alegrar a malta que precisa de descanso... dentro de casa. Nada de praia, de campo, de saídas sem o regedor*.

*regedor(palavra madeirense)=guarda-chuva

Ainda...

 ...Um dia meto-me neste e lá vou...cruzeirar...

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Bisca

A tia velha não sabe em que mês (ano, dia, hora) estamos. Ainda há dias me perguntava...
- O teu filho faz anos este mês, não é?
Disse-lhe que estamos em Maio e ele faz anos em Agosto.
- Ah, então é a tua filha.
- Não, ela já fez no mês passado. E fizemos uma festança.
Mas já que estávamos a falar de anos... Perguntei-lhe.
- Entãããão? Quem faz anos este mês?
- Seilhá!
- Não sabe? Quando é que faz anos?
- Faço anos a 9 de Maio .(Tal e qual as crianças...resposta completa.)
- E quantos faz?
Encolheu os ombros em sinal de desconhecimento. - 84...?
- Não, isso foi no ano passado.- Mas antes de respondeu tive de fazer contas de cabeça pois eu também me baralho.
E esta tia-velha é uma boa bisca* ainda me põe mais tonta! É que por vezes já não sei em que dia estou, de tanto ela baralhar os dias..(tal como se baralham as cartas para uma boa bisca*).

*bisca dizemos quando alguém é pessoa de maus sentimentos,, mas também é um jogo de cartas muito jogado cá na região principalmente nos dias de festas em que a família está reunida.

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Comprei umas sandálias novas porque não vendem velhas

Comprei umas sandálias para aumentar a minha colecção. Quero fazer concorrência à Imelda Marcos. Por que há-de ser só ela?

Há muito que não comprava nada para mim. E mereço, poça! Mas também agora que estou jubilada não preciso de terapias (a minha terapia era comprar sapatos. Ai Meu Deus, tenho tantos que as Pulgas não os conseguem estragar nem que os calcem todos, nem que convidem as suas amigas e todas calcem os desditosos. Nem assim...)
Mas ontem...estava deprimida (desculpa, somente uma desculpa, para justificar a compra)
As Pulgas estavam comigo.
Já no carro a Pulga pergunta.
- Avóóóóó, porque compraste uns sapatos novos?!
- Uora (ora), porque não vendem velhos.
- Hã?
-Não ia comprar uns sapatos velhos!
Olha calou-se. Deve ter pensado: "esta minha avó não bate bem das solas". Ou: "esta minha avó não joga com o baralho todo". Ou ainda: "ai, o que me espera quando crescer...aturar esta louca...coitada de mim..."

Olha, ouvi dizer....

...Que as pessoas deprimidas consomem mais chocolate?

E quanto mais deprimidas se sentem mais chocolate consomem?
Atão era isso!!! Anda muita gente deprimida ou deprimem-se para comer chocolate.
Quando eu vir alguém de chocolate na boca já sei, mais um deprimido ou a tentar ser.
Fico sem saber se o chocolate é um medicamento contra a depressão ou se é a causa dela.

Um dia, não hoje, e colo a bengala ao pescoço!

- Bom dia. Vamos. - É desta forma que todos os dias acordo a tia-velha para o pequeno almoço (não digo muitas palavras para não a confundir logo de manhã).
- Vou de robe?- pergunta-me. (Mas para onde esta mulher pensa que vai ?! E digo eu que não falo muito para nao a baralhar e afinal acorda baralhada. Valha-me Santa Senhora dos Idosos Baralhados! O que seria se eu fizesse logo de manhã uma conversa? "Havera"(é) de ser bonito. Não sei para onde pensava que ia!! Mas enfim...)
-Para tomar o pequeno almoço pode vir de robe.
Vou para a cozinha...
Ela não vem. Volto a chamar:- O café está a arrefecer.- É que do quarto dela à cozinha são sensivelmente 20 passos (meus), mas ela dá prái uns 40 passos.
Estou sentada à mesa esperando que chegue. Chega ela a cambalear sem a 3ª perna (a bengala).
- Viste a minha bengala?
- Não, mas agora sente-se... (já que estava lá...na cozinha...)
Olha... vira-me as costas. E o café em cima da mesa!
- Vou procurar a bengala. - E lá foi...
(Ainda um dia colo a bengala à mão dela ou dependuro-a ao pescoço com um elástico).
(sim, que eu não a procuro, "canão" habitua-se a que eu faça tudo por ela.)
Ai se a bengala tivesse azougue*!!!!
Quarenta passos para lá mais quarenta passos para cá = a café frio.

*azougue (madeirense)=íman

terça-feira, 4 de maio de 2010

E, bicueites

A tia-velha estava no quintal sentada. Aproximei-me dela e vi-a a "enfregar" (esfregar) o joelho em movimentos circulares.
Ao ver-me diz:
- Hoje, tenho as pernas a doer. Só hoje? Tem sempre, pensei eu e baixinho, "quela" ouve melhor "queu".
E digo uma coisa a pensar noutra. - Deve ser de andar muito... - faço cara de enfado, demonstrando muita pena ao mesmo tempo que franzia o nariz.
Diz logo:
- Mas eu não ando.- Com cara de espanto.
- Ahhhh, então comece a andar. E "bicueites"*. À minha frente a marchar: one... two... three...à frente... atrás... à frente... atrás...

* bicueites é derivado da Língua Inglesa (be quiet=caluda) um termo antigo que hoje em dia muito raramente se ouve, mas minha tia dizia muitas vezes (presentemente ela só fala de dores .É como o condor: con...dor aqui, con..dor ali...

E não é que...

Cortei as unhas dos pés (desde o natal que não cortava, estavam a precisar, já enrolavam para debaixo dos dedos). Limei (sim que a tesoura não faz o trabalho todo). Pintei-as de vermelho escarlate ( para chamar à atenção e assim não olham para a cara). Lindas!!! Ficaram bem bonitas (sem verniz à roda dos sabugos). Elas tavam numa nojência, credo
Passei a pedra-pomes (aquele que serve pá arear) nos calcanhares (tavam a arregoar como os figos). Dei creme (do bom, daquele que enjoa, credo, que cheira). Amaciei com as mãos; pus os pés de molho (no bidé) em água fervente, a escaldar. deu-me até uma "cangueira" nas pernas. Tudo isto para poder calçar chinelas (sim, aqui na minha terra as havaianas são chinelas de meter o dedo) e sapatos abertos à frente.
Afinal, trabalho inglório, ainda não os posso calçar (nem as chinelas)!! O tempo (este diabo) não ajuda. Tenho os pés murchos e os dedos"entrezelhados"
Ainda ontem "caminhei" (saí) de casa, mas de sapatos fechados (à frente e abertos atrás) e não fui de meias por que enfim...(tavam rotas).
Ai deixem-me desabafar...se eu apanho o tempo lá por baixo, na cidade..dou-lhe um carrolaço ou uma "relampada" nei ventas. Ora, fazer-me esta "judiaria". É que continua "forrado". Estepilha!!

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Saabia que......

Subtracção é uma operação matemática.
A Operação Inversa é a adição.
Aquela que, tendo como elementos o resultado e um dos elementos de outra operação, reproduz o outro elemento dessa outra operação.
Vamos lá (ou em madeirense "vamilhá") a fazer estas continhas (de barqueiro).
48+23=72
porque...
72-48=23
72-23=48

Hmmm, há "calquercoisa" nesta conta que não bate certo!!
Pois, devia ser 24 e não 23...
Ah, vou falar com o Pinto da Costa(72). Ele que me explique. Ou falo antes com a Filomena(48)? Ou é melhor com a Fernanda(23)?
Bem, o homem é fiel ao F..F..F..F..( Filomena, Fernanda, Futebol e outros, cala-te boca.)
Foi num dos raros telefonemas para o tio, a viver no Brasil, que Fernanda Miranda conta que a sua vida está a encaminhar-se. Conheci um velho careca e muito rico, confidenciou a jovem brasileira.

Àcerca de...

- Como passaste o dia da Mãe? - perguntava-me uma amiga ainda há pouco.
- Sem filhos - respondi.

Obrigada a todos

Sinto-me grata pelas vossas ternas palavras para comigo e para com a minha mãe.
Há momentos em que as palavras saltam da boca como as lágrimas saltam dos olhos.
Um beijo do tamanho do Mundo.

domingo, 2 de maio de 2010

Dia da (minha) Mãe

A minha mãe foi uma mulher lutadora. Lutou guerras sozinhas para alimentar os seus filhos. Aos trinta e seis anos viu-se grávida (novamente) com um marido que era tudo menos o que ela merecia e esperava. Surpreendeu a família ao dizer: BASTA.
E simplesmente parou os maus tratos, a infidelidade, os abusos da bebida e o mau ambiente familiar.

Aos trinta e seis anos com uma filha (eu) para criar e mais quatro já adultos, separou-se do marido. Isto há cinquenta e cinco anos atrás "era uma vergonha", "é uma louca", "não vai sobreviver".
Mas a minha mãe mostrou que (nessa altura) não é preciso um homem ou um marido para se viver e sobreviver.
Lutou por mim (porque os meus irmãos já tinhas 18, 16, 14 e 10 anos), pediu ajuda à sua mana (a minha tia-velha) e juntas elaboraram um plano. Tornar-me mulher e instruída.
Enquanto a minha mãe trabalhava (fora), a minha tia cuidava de mim como havia cuidado dos meus irmãos (por que a minha mãe sempre trabalhou, mas em casa, era modista).
Frequentei a pré-escolar e o melhor colégio de freiras da região na altura, suportando o estigma de ser filha de pais separados. Cresci sem pai, mas com muitas mães.
Nunca conheci outro homem na vida de minha mãe (ela dizia depois do que eu sofri, estou bem assim). Morreu jovem suportando uma doença feroz sem um queixume, uma lamúria.
Todas as noites sinto a sua presença e isso dá-me um conforto espiritual.
Todos os dias falo com ela e isso levava-me a suportar as agruras do dia a dia.
É com ela que desabafo, é a ela que recorro.
Ao fechar os olhos para dormir é a sua imagem que retenho no pensamento.
Obrigada minha mãe por ainda me aconchegares a roupa. Sinto-te.
Obrigada...
Por tudo o que passaste sem mereceres.
Por tudo o que me deste sem quereres.
Por tudo o que me disseste sem falares.
Por tudo...

( Na foto eu, a minha mãe, a minha irmã Zina, a minha irmã Ariete, também falecida. Todas mães.)

Dia da Mãe

Eu e os meus filhos.
O meu dia.
O dia de todas as mães mesmo daquelas que não sentiram as dores do parto, mas que são mães: de peito, de coração, de gestos, de amor e afectos.
Porque o amor de mãe não está só no sangue, mas também na alma.
E há frase melhor de ouvir do que:
"PARABÉNS MÃE. HOJE É O TEU DIA"

O meu bisalho (o meu filho) a dizer através do telemóvel. Passavam quinze minutos da meia-noite.

sábado, 1 de maio de 2010

1º de Maio - dia de saltar a laje

Antes de conhecer este dia como o "Dia do Trabalhador" sempre o conheci por ser o dia de "saltar a laje".
Logo pela manhã as pessoas enfeitavam as furgonetas (ou meio-carro) com ramos de giesta e colocavam um belo par de cornos. Sim aquela "cangalha" que os cabritos ostentam na cabeça.
Primeiro de Maio-Dia dos Cornudos.
Homens da minha terra, se não saem à rua durante o resto do ano, por causa deles, do peso do adultério e da vergonha, hoje é o vosso dia. Saiam e mostrem que os têm na cabeça. E mais, saiam de braço dado com autora dos ditos, aquela que os colocou lá bem no alto.
Saltar a laje é adultério. Não há adultério sem cornos. Cornos tem a ver com os cabritos que saltam e pulam as lajes, daí se dizer que os homens com cornos saltam a laje.
Para mim nunca foi o Dia do Trabalhador, era sim o dia em que íamos passar o dia à Quinta do Palheiro Ferreiro, levávamos uma cesta com sandes de omolete e bebíamos laranjada. Saltávamos à corda, fazíamos rodas, dávamos a mão a gente desconhecida, mas que estavam lá com o mesmo fim-o de se divertir. Admirava-me ao ver os homens com cornos dependurados ao pescoço e de ver também nos carros(à frente, na grelha). Perguntava o que significava aquele ornamento e a minha tia dizia que era por ser o dia dos cornudos e que tinham de saltar a laje, mas eu não via nenhuma laje, por isso ficava sempre com a pulga atrás da orelha e sem perceber a razão de existir um dia para os homens com cornos, mas enfim.
Ah, o mê senhor saiu, mas deixou os dele em casa atrás da porta, deve ter sido esquecimento!!"

Vai pá escola?

-Vai escola? - acaba de perguntar, a mim, a tia-velha, ao ver o mê senhor a sair de casa (ele é professor, daí a pergunta).
Nada de descabido, mas hoje é sábado, alem disso é o feriado do 1º de Maio, e ela.... com esta pergunta.
E diz à boca-cheia que ainda tem cabeça, força e saúde.
Vejamos...

Cabeça: Verdade que a tem em cima dos ombros bem colada ao pescoço "canao" já a tinha perdido como perde a bengala...os dentes...a roupa...o dinheiro. Tem ou não tem cabeça?
Força: ora outra coisa que ela tem até em demasia (ironia) sim senhora, muita força (na língua, para dizer asneiras e ser mal educada). Não se aguenta de pé (tem logo de se encostar ou procurar cadeira), usa bengala (logo que se levanta da cama e só a deixa à noite), passa o dia sentada, arrasta os pés, mal consegue subir/descer escadas.Tem força, ora então?
Saúde: é hipertensa, cardíaca e diabética, além de senilidade em elevado grau (para esta não há remédios nem tratamento).Toma uma mão-cheia de medicamentos. A isso se deve a força que (não) tem. Saúde? Claro que tem.
Dos três itens tem para dar e vender. Alguém é servido?